FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Cloreto de Potássio Sandoz

Cloreto de Potássio Sandoz - Bula do remédio

Cloreto de Potássio Sandoz com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Cloreto de Potássio Sandoz têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Cloreto de Potássio Sandoz devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Novartis

Apresentação de Cloreto de Potássio Sandoz

Solução injetável. Embalagens contendo 100 ampolas de vidro incolor de 10 mL de cloreto de potássio 10%, 15%, 19,1% e 20%. Solução injetável. Embalagens contendo 100 ampolas de vidro incolor de 20 mL de cloreto de potássio 15%.

Cloreto de Potássio Sandoz - Indicações

Profilaxia e tratamento da hipopotassemia. Todas as condições onde se torna necessária a reposição da taxa normal de potássio.

Contra-indicações de Cloreto de Potássio Sandoz

Este medicamento é contraindicado em pacientes com insuficiência renal.
Este medicamento é contraindicado em pacientes com desidratação aguda e hipercalemia.

Advertências

Deve-se ter cuidado ao administrar potássio a pacientes com insuficiência renal ou adrenal, cardiopatias, desidratação aguda, choque térmico, grandes destruições de tecido, como ocorre em queimaduras extensas ou pacientes que estão recebendo diuréticos poupadores de potássio.
Uso excessivo de substituto do sal a base de potássio pode levar ao acúmulo, principalmente em doentes portadores de insuficiência renal.

Categoria de risco na gravidez: C
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Interações medicamentosas de Cloreto de Potássio Sandoz

O uso de cloreto de potássio com inibidores da ECA, diuréticos poupadores de potássio e antagonistas da angiotensina podem causar hiperpotassemia. O uso de cloreto de potássio com fármacos com atividade anticolinérgica e anti-inflamatórios não esteroidais podem provocar lesões gastrintestinais.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Cloreto de Potássio Sandoz

O uso de cloreto de potássio pode provocar dores abdominais, alterações cardíacas, úlcera gastrintestinal e hipercalemia.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em http://www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Cloreto de Potássio Sandoz - Posologia

Posologia
A dose e a velocidade da infusão é determinada pelas necessidades individuais de cada paciente
Adultos: 400 mEq de potássio diariamente (normalmente não mais de 3 mEq por Kg de peso corporal).
Crianças: 3 mEq de potássio por Kg de peso corporal ou 40 mEq por m2 de superfície corporal ao dia.

Modo de usar
Este medicamento somente deve ter uso intravenoso e individualizado, após adição do soluto adequado.

ATENÇÃO:
A infusão intravenosa direta da solução de cloreto de potássio (sem diluição prévia, conforme orientação médica), pode causar morte instantânea.
Não misture medicamentos diferentes. A troca pode ser fatal. Certifique-se de que está sendo administrado o medicamento prescrito. Deve-se ter extremo cuidado para não trocar as ampolas com soluções diferentes.

Superdosagem

Após administração excessiva de potássio pode ocorrer hipercalemia (elevação acima do normal do nível sanguíneo de potássio). Os sintomas incluem parestesias das extremidades, fraqueza muscular, paralisia, hipotensão, arritmia cardíaca, bloqueio e parada cardíaca. Nesse caso usar cloreto de sódio como antídoto ou suspender a administração provisoriamente.



Em casos de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Características farmacológicas

Como o potássio é o maior catiónte das células, pode-se prever que a depleção deste elemento está associada a muitas anormalidades funcionais e estruturais. A depleção do potássio pode ser manifestada por disfunção neuromuscular; alterações nas secreções gástricas, dilatação do intestino e íleo paralítico; anormalidade do miocárdio; funcionamento anormal do rim; perturbações na tolerância a carboidratos.

Resultados de eficácia

Como objeto de estudo, a eficiência terapêutica do produto se faz consagrada e registrada no meio científico pelo uso e aplicação na prática da área farmacêutica, estando suas características inscritas e comprovadas pelo compêndio oficial de renome United States Pharmacopeia.

Armazenagem

Este medicamento deve ser mantido em temperatura ambiente entre 15°C e 30°C.

Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas e organolépticas
Solução injetável límpida, incolor, inodora e isenta de partículas visíveis.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres legais

Reg. MS n° 1.1637.0090
Farm. Resp.: Satoro Tabuchi – CRF-SP n° 4.931

Registrado por:
Blau Farmacêutica S.A.
CNPJ 58.430.828/0001-60
Rodovia Raposo Tavares Km 30,5 n° 2833 - Prédio 100
CEP 06705-030 – Cotia – SP
Indústria Brasileira
www.blau.com.br


Fabricado por:
Blau Farmacêutica S.A.
CNPJ 58.430.828/0013-01
R. Adherbal Stresser, 84
CEP 05566-000 – São Paulo – SP
Indústria Brasileira

Cloreto de Potássio Sandoz - Bula para o Paciente

1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
O cloreto de potássio é indicado para prevenir e tratar o baixo nível de potássio no sangue.

2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
Funciona como condutor dos impulsos nervosos em tecidos especiais: coração, cérebro e músculos esqueléticos. Este medicamento também é responsável pela manutenção da função renal normal e pelo equilíbrio ácido-base no organismo.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Este medicamento não deve ser usado em pacientes que apresentem problemas renais ou por pacientes desidratados que apresentem nível de potássio acima do normal na corrente sanguínea.

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?


Você deve tomar os seguintes cuidados antes de administrar este medicamento:
-verificar o prazo de validade;
-não utilizá-lo se o recipiente estiver violado e se a solução apresentar turvação;
-descartar imediatamente o volume não usado após a abertura da ampola.
Após observar essas precauções, diluir totalmente a quantidade de solução a ser utilizada, antes de você administrá-la, de forma intravenosa lenta. Saiba que extravasamentos devem ser evitados.
Mesmo diluído, levar em consideração a relação risco/benefício deste medicamento, quando existirem estes problemas:
-acidose metabólica com oligúria;
-azotemia;
-bloqueio cardíaco grave ou completo;
-diarreia prolongada ou grava;
-hipoadrenalismo;
-miotonia congênita (distúrbio muscular hereditário);
-trauma e sensibilidade ao potássio.

Grupos de risco
Utilizar este produto com cautela em pacientes idosos; com insuficiência renal crônica, ulceração gastrintestinal, choque térmico, grandes destruições de tecido (queimaduras extensas, por exemplo) e em pacientes que estejam recebendo diuréticos poupadores de potássio.
O uso também deve ser cautelar em pacientes tratados com sais de cálcio por via parenteral, devido o risco de surgir arritmias.

Interações medicamentosas
-com anfotericina B, as soluções de cloreto de potássio são incompatíveis.
-os corticoides e o ACTH (hormônio adenocorticotrófico) podem diminuir os efeitos dos suplementos de potássio.
-os diuréticos tiazídicos e retentores de potássio, os inibidores da ECA, AINE, bloqueadores beta- adrenérgicos, ciclosporina, heparina e medicamentos contendo potássio podem aumentar a concentração sérica de potássio com risco de causar hipercalemia (alta concentração sérica de potássio).
-o captopril e o enalapril podem produzir hiperpotassemia (elevada concentração de potássio).
Você também deve atentar para as seguintes recomendações a respeito do uso simultâneo com estas substâncias:
- não use ao mesmo tempo e no mesmo líquido de infusão o cloreto de potássio com amicacina e metilprednisolona;
-não administre simultaneamente este medicamento com glicosídeos digitálicos;
-evite o uso concomitante deste medicamento com quinidina, pois dessa forma há uma potencialização dos efeitos antiarrítmicos da mesma.

Amamentação
Você deve saber que não é conhecido se a solução de cloreto de potássio 10%, 15%, 19,1% e 20% é excretada para o leite materno.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médico ou do cirurgião-dentista.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico.



5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Este medicamento deve ser mantido em temperatura ambiente entre 15°C e 30°C.
Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento
Solução injetável límpida, incolor, inodora e isenta de partículas visíveis.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Este medicamento deve ser aplicado por um profissional da saúde devidamente capacitado.

Modo de usar
O uso é através da administração intravenosa lenta, mediante prévia diluição e conforme orientação médica.

ATENÇÃO:
A infusão intravenosa direta da solução de cloreto de potássio (sem diluição prévia, conforme orientação médica), pode causar morte instantânea.
Não misture medicamentos diferentes. A troca pode ser fatal. Certifique-se de que está sendo administrado o medicamento prescrito. Deve-se ter extremo cuidado para não trocar as ampolas com soluções diferentes.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO? Em casos de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
O uso de cloreto de potássio pode provocar dores abdominais, alterações cardíacas, úlcera gastrintestinal e aumento do nível de potássio na corrente sanguínea.
Informe seu médico se ocorrerem quaisquer reações adversas.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?
Se você usar uma grande quantidade deste medicamento, procure seu médico ou hospital mais próximo imediatamente.

Data da bula

19/12/2016

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal