Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Nimodipina

Nimodipina - Bula do remédio

Nimodipina com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Nimodipina têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Nimodipina devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Neo

Referência

Nimodipino comprimidos

Apresentação de Nimodipina

emb. c/ 30 compr. rev. de 30 mg.

Contra-indicações de Nimodipina

O uso de Nimodipina é contra-indicado em pacientes com antecedentes de hipersensibilidade à Nimodipina ou a algum dos componentes da fórmula. Na insuficiência hepática grave; edema cerebral generalizado, hipertensão intracraniana grave; hipotensão grave; infarto agudo do miocárdio; bradicardia ou insuficiência cardíaca.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Nimodipina

As reações adversas devidas ao uso de Nimodipina são: hipotensão, vasodilatação (inclusive rubor), cefaléia, dispepsia, flebite, edema periférico, erupção cutânea, secura da boca, taquicardia, trombocitopenia, náusea, tontura, astenia, irritação gastrintestinal, fraqueza, sensação de calor, dores no peito, flatulência, dor abdominal, sudorese excessiva, diarréia, vertigem e aumento da freqüência cardíaca. Estes efeitos são geralmente transitórios e desaparecem com a descontinuação da administração. Em poucos pacientes, sintomas de hiperativação do SNC podem ocorrer, tais como: insônia, agitação motora, excitação e agressividade.

Nimodipina - Posologia

O tratamento oral com Nimodipina deverá ser iniciado após o término do tratamento parenteral. Via oral, adultos, para reduzir os déficits neurológicos posteriores à hemorragia subaracnóidea: 2 comprimidos revestidos (60 mg) cada quatro horas, começando o tratamento dentro de 96 horas após a hemorragia e continuando por 21 dias consecutivos. Nos pacientes com insuficiência hepática, a dose deve ser reduzida para 1 comprimido (30 mg) cada quatro horas, devendo-se exercer estreito controle da pressão arterial da freqüência cardíaca. Os idosos podem ser mais sensíveis aos efeitos de uma dose usual. Não se determinam as doses para crianças. Via oral, no tratamento de distúrbios cognitivos do paciente idoso: 1 comprimido (30 mg), três vezes ao dia. Após uma terapêutica de vários meses, deve ser comprovado se o tratamento com Nimodipina continua a ser indicado.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal