Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Otosporin

Otosporin - Bula do remédio

Otosporin com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Otosporin têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Otosporin devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

Fqm

Apresentação de Otosporin

fr. c/ 10ml.

Otosporin - Indicações

Otosporin é indicado para o tratamento de otite externa ocasionada ou complicada por infecção bacteriana. O uso de Otosporin não exclui tratamento sistêmico concomitante com antibióticos, quando for adequado.

Contra-indicações de Otosporin

O uso de Otosporin é contra-indicado para pacientes com perfuração ou suspeita de perfuração do tímpano, otite média crônica, como também para pacientes que tenham demonstrado hipersensibilidade a quaisquer de seus componentes, ou a substâncias de sensibilização cruzada, tais como a framicetina, a kanamicina, a gentamicina ou outros antibióticos a elas relacionados. Otosporin é também contra-indicado na presença de infecções por Herpes simplex, Herpes zoster ou infecções fúngicas não-tratadas.

Advertências

Otosporin não deve ser utilizado em pacientes com perfuração ou suspeita de perfuração do tímpano e otite média crônica. Todos os corticosteróides de ação tópica possuem potencial para suprimir o eixo HHA, após absorção sistêmica. Embora o desenvolvimento de efeitos sistêmicos adversos devido à hidrocortisona seja considerado como improvável, não se deve exceder as doses recomendadas, especialmente em crianças. Não se deve usar por mais de 10 dias, a não ser a critério médico. Se a infecção não for resolvida após uma semana, culturas devem ser repetidas para identificar o microorganismo e determinar se terapia deve ser modificada. Assim como ocorre com outras associações de anti-bacterianos e corticosteróides, o uso prolongado pode resultar no crescimento excessivo de microorganismos não-sensíveis, inclusive fungos. A hidrocortisona pode mascarar os efeitos alérgicos produzidos pelos outros componentes ativos de Otosporin.

Uso na gravidez de Otosporin

Não se realizaram estudos específicos em pacientes grávidas, não obstante o produto tenha sido usado por muitos anos sem qualquer evidência de efeitos adversos na gravidez. O benefício clínico esperado com o tratamento para a paciente deve ser pesado contra qualquer possível risco, mas não conhecido, em relação ao feto em desenvolvimento. A administração tópica de corticosteróides a fêmeas animais prenhas pode causar anormalidades no desenvolvimento fetal. A relevância desta descoberta para os seres humanos ainda não foi estabelecida; entretanto, os esteróides tópicos não devem ser usados extensivamente durante a gravidez, ou seja, em grandes quantidades ou por períodos prolongados. Não há informação disponível com relação à excreção de sulfato de polimixina B e neomicina ou seus metabólitos no leite de lactantes. Não há informações disponíveis sobre os níveis de hidrocortisona que podem aparecer no leite de lactantes após administração tópica. Quando Otosporin é usado de acordo com as recomendações, é improvável que suficiente hidrocortisona seja absorvida para produzir níveis detectáveis no leite materno.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Otosporin

A incidência de reações de hipersensibilidade alérgica ao sulfato de neomicina é baixa na população em geral. Entretanto, há um aumento na incidência de hipersensibilidade à neomicina em certos grupos selecionados de pacientes na prática dermatológica, especialmente aqueles com eczema e ulceração de estase venosa e otite crônica externa. As reações de hipersensibilidade alérgica após aplicação tópica do sulfato de polimixina B e hidrocortisona são raras. A hipersensibilidade alérgica à neomicina após uso tópico pode se manifestar como uma exacerbação eczematosa com vermelhidão, descamação, inchaço e coceira, ou como impossibilidade de a lesão cicatrizar. Sensação de agulhadas e queimação foram ocasionalmente relatadas quando Otosporin atingiu o ouvido médio.

Otosporin - Posologia

Após a limpeza e secagem do meato e canal auditivo externo, como for adequado, 3 gotas de Otosporin devem ser instiladas no ouvido afetado, três a quatro vezes por dia. Alternativamente pode-se introduzir uma mecha de gaze no canal auditivo externo, conservando-a saturada com a suspensão; a mecha pode ser conservada no local por 24 a 48 horas. Não se deve usar sabão na limpeza do meato e canal auditivo externo, uma vez que pode inativar os antibióticos. Crianças: Otosporin pode ser usado em crianças, usando-se as mesmas doses e esquema de administração indicadas para adultos.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal