FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Vitasay Stress

Vitasay Stress - Bula do remédio

Vitasay Stress com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Vitasay Stress têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Vitasay Stress devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

Obs.: A MedicinaNET não vende nenhum tipo de medicamento.

Laboratório

dm

Apresentação de Vitasay Stress

Comprimido Revestido.
Embalagem com 30 comprimidos revestidos.

Vitasay Stress - Indicações

VITASAY® STRESS é um suplemento vitamínico mineral, auxiliar nas anemias carenciais e em dietas restritivas e inadequadas, como antioxidante, em situações de pós-cirúrgico, doenças crônicas, na convalescência e auxiliar do sistema imunológico.

Contra-indicações de Vitasay Stress

VITASAY® STRESS não deve ser utilizado por pessoas que apresentem antecedentes de hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula. Também é contraindicada nos casos de encefalopatia de Wernicke, litíase renal, assim como pacientes em tratamento da hipoprotombinemia devido à deficiência de vitamina K e tratamento de anemia perniciosa.

Advertências

VITASAY® STRESS apresenta em sua formulação, o ácido fólico, o qual pode ocultar a anemia perniciosa. Diabéticos, pacientes predispostos a cálculos renais recorrentes, pacientes submetidos à dietas restritivas ou sob terapia anticoagulante, devem consultar um médico antes do uso, não deve ser utilizado por pessoas com histórico de Encefalopatia de Wernicke. Este medicamento, por conter nicotinamida, pode ocasionar, em percentuais bastante reduzidos, reação caracterizada por náuseas, vômitos, diarreia, obstipação, sensação de calor e rubor na face. Não foram relatadas restrições quanto ao uso do produto em pacientes com mais de 65 anos de idade
Gravidez - Categoria de risco C: Não foram realizados estudos em animais e nem em mu lheres grávidas; ou então, os estudos em animais revelaram risco, mas não existem estudos disponíveis realizados em mulheres grávidas.
Algumas vitaminas podem passar para o leite materno, assim o uso por lactantes deve ser feito sob estrita orientação médica.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.
Este produto contém o amarelo de TARTRAZINA e sua formulação que pode causar a asma brônquica ou outras reações alérgicas, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico.

Interações medicamentosas de Vitasay Stress

Interações medicamento-medicamento:
Não existe evidência suficiente que confirme a ocorrência de interações clinicamente relevantes. Por conter nicotinamida, este medicamento pode diminuir a eficácia de hipoglicemiantes orais e aumentar o risco de efeitos tóxicos das estatinas.
O uso de ácido ascórbico pode reduzir a eficiência dos contraceptivos orais. Pode reduzir a eficácia do tratamento do etilismo com o dissulfiram.
Doses elevada de ácido ascórbico, acima de 10g por dia, podem diminuir a absorção de anticoagulantes orais como a warfarina. Deferoxamina juntamente com ácido ascórbico podem aumentar a toxicidade do ferro para as células cardíacas.
Pode reduzir o efeito da levodopa, do fenobarbital e da fenitoína.



Interações medicamento-exame laboratorial:
Doses elevadas de ácido ascórbico podem interferir em exames laboratoriais envolvendo reações de oxirredução. Podem afetar os testes de glicosúria o u negativar os resultados de pesquisa de sangue oculto nas fezes. Podem deixar a urina mais ácida e aumentar os níveis de ácido úrico e oxalatos na urina. Podem diminuir a determinação de algumas enzimas hepáticas. O paciente deverá informar ao laboratório que está usando este medicamento, para evitar alterações nos resultados.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Vitasay Stress

Ao classificar a frequência das reações, utilizamos os seguintes parâmetros:
Reação muito comum (>1/10). Reação comum (>1/100 e <1/10).
Reação incomum (>1/1.000 e <1/100). Reação rara (>1/10.000 e <1/1.000). Reação muito rara (<1/10.000).
Reações Comuns: Em algumas pessoas podem ocorrer distúrbios gastrintestinais. Após a ingestão, a urina pode apresentar uma coloração amarelada, mais escura que o normal, ou alaranjada. Isso ocorre por causa da liberação das vitaminas do complexo B pela urina, não apresentando qualquer risco para a saúde. Reações Raras: Este medicamento apresenta em sua composição a nico tinamida, a qual pode causar, raramente, reação caracterizada por náuseas, vômito s, diarreia, obstipação, sensação de calor e rubor na face. Em casos raros, e somente com o uso de doses excessivas, pode ocorrer visão turva, náuseas, vômitos, diarreias, cefaleia, sensação de cansaço o u fraqueza, distúrbios gastrintestinais, dormênciade extremidades e acidez urinária excessiva.

Em casos de eventos adversos, notifique ao sistema de Notificação em Vigilância Sanitária NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Vitasay Stress - Posologia

Dose Recomendada:
Tomar 1 comprimido revestido ao dia com quantidade suficiente de água. Não ultrapasse as dosagens recomendadas, exceto com orientação médica. Durante o tratamento, recomenda-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado

Superdosagem

Em casos de superdose acidental, recomenda-se adotar medidas habituais de controle das funções vitais. Sintomas: náuseas, diarreias, rash cutâneo, vômitos, visão turva, cansaço, desidratação, agitação, ataxia e neuropatia sensorial.

Tratamento: reduzir a dosagem ou descontinuar a administração.
As vitaminas E, C e ácido fólico em altas doses podem causar diarreia, dores abdominais e outros distúrbios gastrintestinais. O uso prolongado de piridoxina em doses altas está associado ao desenvolvimento de neuropatia. Os sais de zinco na superdose são corrosivos, devido a formação de cloreto de zinco pelo ácido no estômago.



Tratamento: consistem em administração de leite, carbonatos alcalinos e carvão ativado.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Características farmacológicas

VITASAY® STRESS é um medicamento e suplemento vitamínico-mineral com formulação desenvolvida para repor as vitaminas e minerais do organismo, algumas vezes associadas com o estresse oxidativo. As vitaminas do complexo B, as quais o organismo não é capaz de armazenar e cujo consumo encontra-se aumentado nos casos de excesso de atividade, alcoolismo e dietas inadequadas, está presente na formulação de VITASAY ® STRESS, visando suprir essas perdas.
O ácido ascórbico desempenha papel primordial nos processos de proteção celular contra lesões desencadeadas por radicais livres de oxigênio e naformulação do colágeno, importante etapa do processo de cicatrização. A presença de elevada concentração do elemento zinco torna o produto diferenciado, uma vez que este é indispensável em várias reações enzimáticas no organismo, além de ter participação ativ na síntese de proteínas relacionadas ao processo de regeneração tissular.
O cobre é componente de várias enzimas, como a citocromo oxidase, necessária para o transporte de elétrons durante a respiração aeróbica; lisiloxidas e que catalisa a formação do colágeno e elastina; ceruloplasmina, que é essencial para absorção e transporte de ferro necessário para a síntese de hemoglobina; superóxido dismutase que protege as células dos efeitos tóxicos no metabolismo do oxigênio. É parte da citocromo-oxidase, enzima oxidase terminal na cadeia respiratória, que catalisa a redução de 02 para água, passo essencial na respiração celular. Por estar envolvido no mecanismo de oxidação, sua deficiência leva a transtornos no metabolismo oxidativo.
O zinco tem função relacionada em sistemas enzimáticos envolvidos com o metabolismo dos ácidos nucléicos, síntese de proteínas e metabolismo de carboidratos. Em tecidos com rápido crescimento, a deficiência de zinco reduz a síntese de DNA e RNA impedindo a divisão e o crescimento celular. As proteínas contendo zinco estão envolvidas na transcrição e translação do material genético. O zinco entra na constituição da carboxipeptidase, que é responsável pela hidrólise de aminoácidos C-terminal de peptídeos. O zinco é componente da timosina, hormônio produzido pelas células do timo que regula as células imuno mediadas. O zinco participa da produção, armazenagem e secreção de hormônios, bem como ativador de receptores e resposta de órgãos. Entre os principais efeitos do zinco na produção e secreção de hormônios estão relacionados com a testosterona, insulina e corticoides da adrenal. É constituinte da anidrase carbônica, atuando no equilíbrio ácido-base.


O ácido ascórbico e todas as vitaminas do complexo B são facilmente absorvidos por via oral, distribuem- se por todos os tecidos e não se acumulam. Na maior ia dos casos, doses elevadas de vitaminas são facilmente excretadas por via renal. A excreção do cobre pelos hepatócitos para a bile é essencial para a manutenção da homeostase deste metal. A via primária de excreção do cobre é pelas fezes, menos de 3% é excretado pela urina. O íon zinco é absorvido ao longo do intestino delgado, principalmente no jejuno e íleo. Somente pequenas quantidades são absorvidas n o estômago e intestino grosso. A quantidade de zinco no sangue varia em função da idade, sexo, gravidez e hora do dia. O zinco plasmático representa menos de 1% do total do organismo, mas é a partir dele que o elemento é absorvido pelas células. A quantidade de zinco total no organismo depende da eficácia do intestino na absorção e da excreção dos estoques do zinco endógeno. A excreção fecal parece promover um fino controle de balanço entre retenção e necessidades metabólicas. A maior via de excreção do zinco endógeno é o trato gastrintestinal. Do total administrado ao organismo, por via oral ou intravenosa, apenas 2 a 10% são encontrados na urina, o remanescente é perdido nas fezes.

Resultados de eficácia

Esta avaliação foi realizada com um estudo controla do aleatorizado, onde os participantes receberam a medicação por via oral uma vez ao dia durante 60 dias consecutivos. Assim os comprimidos de VITASAY®STRESS ou placebo foram fornecidos aos voluntários de acordo com lista de distribuição aleatória apresentada na etapa clínica deste estudo.
Os resultados obtidos antes e depois da administração do VITASAY ® STRESS, estão apresentados de forma comparativa na tabela 1:
De acordo com os resultados apresentados na tabela 1, observa-se que as médias antes e após a administração do VITASAY ® STRESS são estatisticamente diferentes (valor de P menor que 0,05). Os resultados obtidos com comparação entre a administr ação do Placebo e do VITASAY ® STRESS após estão apresentados na tabela abaixo:
Tabela 2: Teste t para comparação dos grupos Placeb o X Vitasay®
De acordo com os resultados apresentados na tabela 2 observa-se que existe diferença entre as médias do grupo que tomou VITASAY® STRESS com o que tomou o placebo após a administraç ão dos medicamentos (valor de P menor que 0,05). Além disso, apesar de ambos os grupos terem apresentado redução nos níveis de estresse, observa-se que a re dução do grupo que tomou VITASAY ® STRESS foi maior do que o grupo que tomou o placebo. A tabela 3 e a tabela 4 a seguir, apresentam o percentual de pessoas que ainda apresentaram sinais de estresse após a administração dos medicamentos VITASAY ® STRESS e placebo, respectivamente. É importante res saltar que o resultado SIM quer dizer que as pessoas que foram submetidas a determinado medicamento ainda apresentam sinais de estresse, consequentemente quando o resultado for NÃO quer di zer que não apresentam sinais de estresse. Por essas tabelas observamos uma maior redução no estre sse nos pacientes do grupo tratado com VITASAY®



STRESS.
O ensaio cometa sob condições alcalinas é uma técnica eletroforética sensível, reprodutível, simples e rápida para a detecção de quebras de fita única de DNA e de lesões em sítios alcalinos sensíveis em células de mamífero,in vitro e in vivo. Através desta técnica é possível a avaliação de dano e de reparo do DNA em células proliferativas e não proliferativas, empregando-se amostras celulares extremamente pequenas. Após 60 dias de tratamento com VITASAY ® STRESS os resultados obtidos indicam que, nos grupos analisados, houve uma redução significativa nos níveis de danos ao DNA nas amostras estudadas, tanto em homens (t= 3.83; p= 0.001) quanto em mulheres (t= 2.52; p= 0.02).
Tendo em vista que o produto analisado poderia prevenir os danos oxidativos ao DNA de linfócitos, tratamos a suspensão celular com H 202 antes e após o tratamento. Os resultados provenien tes desta análise mostraram que os níveis de dano, tanto em homens quanto em mulheres tratados com VITASAY® STRESS, foram significativamente menores após o tra tamento (t= 3.50; p = 0.002; t= 3.34; p= 0.003), respectivamente. A tabela 5 apresenta o resultado de um teste de proporção para comparação do desgast e emocional dos grupos submetidos aos medicamentos VITASAY® STRESS e placebo.
De acordo com os resultados do teste para comparaçã o das proporções, observa-se tanto pelo IC de 95% quanto pelo P-Value que as proporções são estatisti camente diferentes. Além disso, é importante ressaltar que a redução dos níveis de estresse foi maior para o grupo que tomou o VITASAY® STRESS. Referência bibliográfica:

Armazenagem

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C) . Proteger da luz e umidade. Prazo de validade: 24 meses.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vi de embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

VITASAY® STRESS apresenta-se como comprimido revestido, de coloração amarela, de forma alongada e extremidades arredondadas.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres legais

Registro M.S. nº 1.7817.0071
Farm. Responsável: Fernando Costa Oliveira - CRF-GOnº 5.220

Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

Registrado por: Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré - Barueri- SP - CEP 06460-120


C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07 - Indústria Brasileira

Fabricado por: Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - DAIA - Anápolis - GO - CEP 75132-020

Vitasay Stress - Bula para o Paciente


1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
VITASAY® STRESS é um medicamento utilizado como suplemento vitamínico mineral para auxiliar nas anemias carenciais, em dietas restritivas e inadequadas, como antioxidante, em situações de pós-cirúrgico, doenças crônicas, na convalescença e auxiliar do sistema imunológico.

2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
Os componentes deste medicamento não têm por finalidade efeitos terapêuticos para curas de doenças, e sim suprir possíveis carências, fortalecendo o organismo de maneira geral. A finalidade principal do VITASAY®STRESS, quando ingerido diariamente é de suprir as deficiências vitamínicas e minerais provenientes de uma dieta pobre em vitaminas e sais minerais em pessoas em estado de convalescença e em pessoas que possuem um ritmo de vida muito acelerado.
Estes indivíduos apresentam estresse excessivo podendo afetar o sistema imunológico, e, consequentemente o organismo fica mais susceptível a resfriados e outras infecções. Os componentes da fórmula do VITASAY ® STRESS apresentam doses adequadas de vitaminas e minerais com ação antioxidante, para promover uma maior disposição física.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
VITASAY® STRESS não deve ser utilizado por pessoas que apresentem antecedentes de hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula. Também é contraindicada nos casos de encefalopatia de Wernicke (doença neurológica severa causada por um déficit de vitamina B1 - tiamina), litíase renal (problemas de pedras nos rins) assim como pacientes em tratamento da hipo protombinemia devido à deficiência de vitamina K e tratamento de anemia perniciosa. Algumas vitaminas podem passar para o leite materno, assim, o uso por mulheres amamentando só deve ser feito sob estrita orientação médica.

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Este medicamento apresenta em sua formulação, o ácido fólico, o qual pode ocultar a anemia perniciosa. Diabéticos, pacientes pré-dispostos a cálculos renais (pedra nos rins) recorrentes, pacientes submetidos à dietas restritivas ou sob terapia anticoagulante, devem consultar um médico antes do uso.
Após o uso deste medicamento, pode ocorrer, em percentuais bastante reduzidos, reação caracterizada por náuseas, vômitos, diarreia, constipação, sensação d e calor e rubor na face. Não foram relatadas restrições quanto ao uso do produto em pacientes com mais de 65 anos de idade.



Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Este produto contém o corante amarelo de TARTRAZINA que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico.

Interações medicamentosas:
Interações medicamento-medicamento:
Não existe evidência suficiente que confirme a ocorrência de interações clinicamente relevantes. Por conter nicotinamida, este medicamento pode diminuir a eficácia de hipoglicemiantes orais (medicamentos que diminuem a taxa de glicose no sangue) e aumentar o risco de efeitos tóxicos das estatinas (substâncias utilizadas para combater as altas taxas de colesterol sanguíneo).
O uso de ácido ascórbico (presente neste medicamento) pode reduzir a eficiência dos contraceptivos orais. Pode reduzir a eficácia do tratamento do etilismo intoxicação ( crônica pelo álcool etílico, cuja ingestão em pequenas doses, mas repetidas determina, sem provocar embriaguez, lesões graves) com o dissulfiram.
Doses elevada de ácido ascórbico, acima de 10g por dia, podem diminuir a absorção de anticoagulantes orais como a warfarina. Deferoxamina juntamente com ácido ascórbico (presente neste medicamento) podem aumentar a toxicidade do ferro para as células cardíacas.
Pode reduzir o efeito da levodopa, do fenobarbital e da fenitoína.

Interações medicamento-exame laboratorial:
Doses elevadas de ácido ascórbico podem interferir em exames laboratoriais envolvendo reações de oxirredução. Podem afetar os testes de glicosúria ( taxa de glicose na urina) ou negativar os resultados de pesquisa de sangue oculto nas fezes. Podem deixar a urina mais ácida e aumentar os níveis de ácido úrico e oxalatos na urina. Podem diminuir a determinação de algumas enzimas do fígado (desidrogenase lática e transaminases).
O paciente deverá informar ao laboratório que está usando este medicamento, para evitar alterações nos resultados.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vi de embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

VITASAY® STRESS apresenta-se como comprimido revestido, de coloração amarela, de forma alongada e extremidades arredondadas.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.



6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
USO ORAL
Dose Recomendada:
Tomar 1 comprimido revestido ao dia com quantidade suficiente de água. Não ultrapasse as dosagens recomendadas, exceto com orientação médica. Durante o tratamento, recomenda-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvida sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião- dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.
7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Caso você se esqueça de tomar uma dose, use a medicação assim que se lembrar. Se o horário estiver próximo ao que seria a dose seguinte, pule a dose perdida e siga o horário das outras doses programadas normalmente. Não dobre a dose para compensar a dose perdida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Ao classificar a frequência das reações, utilizamos os seguintes parâmetros:
Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento). Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento). Reação incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento). Reação rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento).
Reação muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento).
Reações Comuns: Em algumas pessoas podem ocorrer distúrbios gastrintestinais. Após a ingestão, a urina pode apresentar uma coloração amarelada, mais escura que o normal, ou alaranjada. Isso ocorre por causa da liberação das vitaminas do complexo B pela urina não apresentando qualquer risco para a saúde. Reações Raras: Este medicamento apresenta em sua composição a nicotinamida, a qual pode causar, raramente, reação caracterizada por náuseas, vômito s, diarreia, obstipação (prisão de ventre), sensação de calor e rubor na face. Em casos raros, e somente com o uso de doses excessivas, pode ocorrer visão turva, náuseas, vômitos, diarreias, cefaleia (dor de cabeça), sensação de cansaço ou fraqueza, distúrbios gastrintestinais, dormência de extremidades e acidez urinária excessiva.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.



9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?
A vitamina C e E não são aparentemente tóxicas.
Se ocorrer ingestão excessiva deste medicamento, de vem ser adotadas medidas habituais para remoção do material não absorvido pelo trato digestivo, monitorização clínica e medidas de suporte realizadas por socorro médico.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Data da bula

16/01/2017

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal