FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Efeito placebo na síndrome do colon irritável

Autor:

Rodrigo Díaz Olmos

Doutor em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de são Paulo (FMUSP). Diretor da Divisão de Clínica Médica do Hospital Universitário da USP. Docente da FMUSP.

Última revisão: 23/11/2008

Comentários de assinantes: 0

Efeito placebo na síndrome do cólon irritável

 

Componentes do efeito placebo: ensaio clínico randomizado, controlado em pacientes com síndrome do cólon irritável1.

Components of placebo effect: randomized controlled trial in patients with irritable bowel syndrome. BMJ 2008;336:999-1003 [Link livre para o artigo Original].

 

Fator de impacto da revista (British medical journal): 9,723

 

Contexto Clínico

            Há dúvidas sobre como se dá o chamado efeito placebo. Um encontro terapêutico (uma consulta médica, por exemplo), além de prover um regime terapêutico específico pode trazer à tona benefícios não específicos ou contextuais ou o que é muito freqüentemente chamado de efeitos placebo. Tais efeitos não específicos podem ser teoricamente separados em três componentes: uma resposta do paciente à observação e avaliação (efeito Hawthorne), a resposta do paciente à administração de um ritual terapêutico (tratamento placebo) e a resposta do paciente à interação médico-paciente. Ensaios clínicos prévios de tratamento na síndrome do cólon irritável mostraram grandes respostas positivas (cerca de 40%) nos grupos placebo2. O presente estudo testou esta hipótese determinando se estas contribuições distintas potenciais podem ser separadas e então combinadas de forma sinérgica para produzir melhora progressiva nos desfechos clínicos associados à síndrome do cólon irritável.

 

O Estudo

            O estudo foi um ensaio clínico randomizado (três braços), controlado de 6 semanas de duração, realizado em um centro médico acadêmico. O cegamento foi realizado apenas com os participantes. Um total de 262 adultos (76% mulheres), com idade média de 39 anos, diagnosticados com síndrome do cólon irritável pelos critérios de Roma II, com um escore na escala de severidade de sintomas = 150, foi incluído no estudo. Os pacientes foram alocados aleatoriamente (randomizados) para um de três grupos: grupo 1 (lista de espera) – pacientes não recebiam nem tratamento placebo nem interação com um profissional de saúde (avaliou o efeito da avaliação e observação – efeito Hawthorne); grupo 2 (interação limitada) – pacientes recebiam um tratamento placebo com mínima interação com o profissional de saúde; grupo 3 (interação aumentada) – pacientes recebiam um tratamento placebo e uma relação médico-paciente positiva definida. O tratamento placebo utilizado foi a acupuntura com um dispositivo falso (sham device) validado, uma vez que a acupuntura apresenta efeitos placebo importantes. O primeiro período do estudo consistiu de 3 semanas, e os desfechos clínicos  foram avaliados neste ponto (escala de melhora global e alívio adequado dos sintomas – desfechos primários, e escore de severidade de sintomas e qualidade de vida – outros desfechos). A partir daí os participantes dos grupos 2 e 3 foram randomizados para continuar com a acupuntura placebo ou mudar para acupuntura verdadeira. Os resultados desta segunda parte do estudo não fazem parte do presente artigo.

 

Resultados

            Ao final de três semanas os escores da escala de melhora global foram 3,8 (DP 1,0), 4,3 (DP 1,4) e 5,0 (DP 1,3) respectivamente para os grupos 1 (lista de espera), 2 (acupuntura placebo + interação limitada) e 3 (acupuntura placebo + interação aumentada) (p<0,001 para a tendência). A proporção de pacientes relatando alívio adequado de sintomas também mostrou padrão semelhante: 28% na lista de espera, 44% na acupuntura placebo e 62% no grupo com interação calorosa + acupuntura placebo (p<0,001 para a tendência). A mesma tendência de resposta houve em relação ao escore de severidade de sintomas e à qualidade de vida. Todas as comparações pareadas entre os grupos de relação médico-paciente aumentada e limitada foram significantes: escala de melhora global (p< 0,001), alívio adequado dos sintomas (p<0,001), escore de severidade dos sintomas (p=0,007) e qualidade de vida (p=0,01). Os resultados foram semelhantes no seguimento de 6 semanas.

            Os autores concluem que os fatores contribuindo para o efeito placebo podem ser progressivamente combinados e apresentam efeitos aditivos. Efeitos não específicos da terapêutica específica e do encontro terapêutico podem produzir resultados clinicamente e estatisticamente significativos e a relação profissional de saúde- paciente (para ampliar a relação médico-paciente) é o componente mais robusto do assim chamado efeito placebo.

 

Aplicações para a Prática Clínica

             Este estudo é interessante porque nos remete, para além do efeito placebo em pacientes com síndrome do cólon irritável, para uma questão primordial da medicina em particular e dos encontros terapêuticos em geral, e que nos tempos atuais tem sido relegada para o segundo plano em detrimento de ações e intervenções de alta tecnologia, que é o cuidar, o estar atento, o olhar empático e a tentativa de realizar uma fusão de horizontes3 entre os conhecimentos, angústias e desejos do médico e os conhecimentos, angústias e desejos do paciente. Obviamente que além desta questão de grande importância para a prática médica, este estudo nos mostra que os três potenciais componentes do efeito placebo (efeito Hawthorne, tratamento placebo propriamente dito e relação médico paciente) contribuem de forma significativa e aditiva para um efeito final, que no caso da síndrome do cólon irritável pode chegar a mais de 50% de resposta.

 

Bibliografia

1. Kaptchuk TJ, Kelley JM, Conboy LA, Davis RB, Kerr CE, Jacobson EE, Kirsch I, Schyner RN, Nam BH, Nguyen LT, Park M,  Rivers AL, McManus C, Kokkotou E, Drossman DA, Goldman P, Lembo AJ. Components of placebo effect: randomized controlled trial in patients with irritable bowel syndrome. BMJ 2008;336:999-1003. [Link livre para o artigo Original]

2.Patel SM,Stason WB,Legedza A,Ock SM,Kaptchuk TJ,Conboy L, et al. The placebo effect in irritable bowel syndrome trials: a meta-analysis. Neurogastroenterol Motil 2005;17:332-40.

3. Ayres JRCM. Hermenêutica e humanização das práticas de saúde - Hermeneutics and humanization of the health practices. Ciênc. saúde coletiva 2005 10(3):549-560 [Link livre para artigo].

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal