FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

O jogo do fator de impacto

Autor:

Rodrigo Díaz Olmos

Doutor em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de são Paulo (FMUSP). Diretor da Divisão de Clínica Médica do Hospital Universitário da USP. Docente da FMUSP.

Última revisão: 28/01/2010

Comentários de assinantes: 0

O jogo do fator de impacto

 

O jogo do fator de impacto. É hora de encontrar uma maneira melhor de avaliar a literatura científica.

The Impact Factor Game. It is time to find a better way to assess the scientific literature. PLoS Med 2006 3(6): e291 [Link para Editorial Completo].

 

Fator de impacto da revista (PLoS Medicine): variou de 3,000 a 11,000 em 2005 conforme a consideração do número de artigos citáveis pela Thompson Scientific. Atualmente é de 12,601 conforme publicado no portal da Capes.

 

Introdução

      Embora este editorial da PLoS Medicine tenha sido publicado em 2006, este editor acredita que esta é uma discussão importante. É preciso ser crítico em relação à forma como se avalia as evidências científicas, observando o impacto que esta forma de avaliar pode ter sobre um sem número de situações, indo da promoção de pesquisadores dentro de instituições de ensino e pesquisa até a liberação de verbas governamentais para pesquisa.

      Existem diferentes formas para avaliar um periódico científico, mas o fator de impacto das publicações vem sendo priorizado pelas agências de fomento (por exemplo: Fapesp) e pelos pesquisadores.

      O fator de impacto começou a ser considerado como uma maneira de avaliar as revistas científicas a partir da década 60 do século XX, quando Eugene Garfield, diretor do Institute of Scientific Information (ISI) e criador da base de dados bibliográfica Science Citation Index (SCI), elegeu esse instrumento, que determina a freqüência com que um artigo é citado, como forma de classificar e avaliar as revistas incluídas na referida base de dados. O ISI (atualmente conhecido como Thompson Scientific) possui mais de 8600 revistas internacionais nas áreas de ciências biológicas e exatas, sociais e humanas. Essas áreas estão incluídas em três bases de dados:

 

         Arts and Humanities Citation Index;

         Science Citation Index (SCI) e

         Social Sciences Citation Index (SSCI).

 

O Science Citation Index é uma base de dados multidisciplinar de onde se pode recuperar os resumos, em inglês, de todas as revistas da literatura científica indexadas à base de dados, o que corresponde a cerca de 100% dos artigos científicos. Nesta base estão indexadas 5.330 revistas que cobrem 160 campos do conhecimento científico, onde estão disponibilizadas, para os usuários, aproximadamente 300.000 referências por semana, que foram citadas em cerca de 17.000 artigos. Hoje, a base de dados do SCI contém aproximadamente 14 milhões de artigos científicos.

Anualmente essa base elabora o Journal Citation Report (JCR) que é uma publicação que se dedica a avaliar o impacto científico (Fator de impacto) de um grupo de 5.330 periódicos.

O fator de impacto (FI) corresponde ao número de citações (em jornais indexados pela Thompson Scientific [antigamente conhecido como Thompson ISI] que um periódico recebe em dois anos anteriores ao ano do cálculo, dividido pelo número de todos os artigos considerados “citáveis” pela Thompson Scientific, publicados neste mesmo período.

 

Exemplo prático: Gastroenterology:

 

         Citações em revistas indexadas pela Thompson em 1998 para artigos publicados em: 1996 = 4.524; 1997 = 4.422;

         1996 + 1997 = 8.946.

         Número de artigos “citáveis” publicados em 1996 = 392; 1997 = 474

         1996 + 1997 = 866

         Cálculo: Citações a artigos recentes / Número de artigos recentes =

ü  8.946 / 866 = 10,330

ü  Fator de Impacto = 10,330

 

Discussão

De acordo com o editorial, o que fica claro desta equação é que o fator de impacto depende crucialmente de que tipos de artigos a Thompson Scientific considera “citáveis” – ou seja, quanto menos melhor ou em outra palavras – quanto menor o denominador, maior o fator de impacto. Além disso, em virtude do fator de impacto depender das citações de todos os artigos de um jornal, este número não nos diz nada sobre a qualidade de qualquer artigo de pesquisa específico naquele jornal, nem sobre a qualidade do trabalho de qualquer autor específico. Estas considerações ficam particularmente evidentes quando se percebe que o fator de impacto de um jornal pode ser substancialmente afetado por artigos de revisão (que geralmente têm mais citações do que artigos de pesquisa) ou pela publicação de apenas poucos artigos originais altamente citados.

O fator de impacto tornou-se, a despeito de todas estas limitações, num índice extremamente importante para os autores que publicam seus artigos em jornais. Dele muitas vezes dependem promoções, liberação de verbas para pesquisa, estabilidade no emprego, posições em instituições de ensino e pesquisa. Em virtude desta importância adquirida pelo fator de impacto, muitos editores em muitos jornais planejam e executam estratégias para aumentar seus fatores de impacto. Como observa o editorial, um problema com este jogo, sem levar em consideração a ética, é que as regras são obscuras. Por exemplo, muitos editores tentam persuadir a Thompson Scientific a reduzir o denominador (artigos citáveis), mas a companhia se nega a tornar público o método que utiliza para escolher os tipos de artigos citáveis. Isto se torna ainda mais problemático quando observamos que a Thompson Scientific (o único juiz do jogo do fator de impacto) faz parte da The Thompson Corporation, uma organização com fins lucrativos que é responsável primariamente pelos seus acionistas.

O editorial termina por clamar por uma reconsideração de todo o processo de avaliação de impacto científico de jornais e artigos específicos. Avalia que a competição que a Thompson Scientific enfrenta atualmente por parte de outras organizações que desenvolveram ferramentas online para contagem de citações, como o Google Scholar e a CrossRef, pode trazer mudanças na forma e na transparência de como as escolhas de artigos citáveis são realizadas.

Um endereço onde se pode consultar o fator de impacto atualizado é o portal de periódicos da CAPES, não são todas as revistas da área médica, mas as mais relevantes estão representadas nesse portal.

 

http://www.periodicos.capes.gov.br

Bibliografia

1. The PLoS Medicine Editors. The Impact Factor Game. It is time to find a better way to assess the scientific literature. PLoS Med 2006 3(6): e291.

 

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal