FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Ensaio clínico para prevenção de quedas em idosos hospitalizados

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 25/05/2011

Comentários de assinantes: 0

Ensaio clínico para prevenção de quedas em idosos hospitalizados

 

Área de Atuação: Medicina Hospitalar / Segurança do Paciente & Qualidade Assistencial

 

Especialidades: Geriatria / Clínica Geral

  

Contexto clínico

Quedas em idosos hospitalizados são eventos adversos muito frequentes e que podem cursar com situações graves como TCE ou fratura de quadril. Poucas intervenções diminuem de fato a incidência de quedas neste grupo de pacientes.

 

O estudo

Este é um estudo randomizado controlado realizado em 2 hospitais da Austrália, onde 1.206 pacientes idosos hospitalizados em enfermarias (idade média de 75 anos) foram separados entre 3 programas de prevenção de quedas. Os grupos eram:

 

1.     Programa de educação multimídia (material escrito + vídeos) feito com acompanhamento individualizado por um fisioterapeuta (duração de 25 min).

2.     Utilização dos materiais isoladamente.

3.     Grupo-controle.

 

A média de permanência destes pacientes foi de 11 a 14 dias.

A taxa de quedas por 1.000 pacientes-dia não foi significativamente diferente entre os 3 grupos: (3) Controle: 9,27 X (2) Apenas Materiais: 8,61 X (1) Programa Completo: 7,63. Entretanto, quando analisados apenas os pacientes que não tinham déficit cognitivo nos 3 grupos, as taxas foram de 4,01/1.000 pacientes-dia no grupo (1) Programa Completo X 8,18/1.000 pacientes-dia no grupo (2) Apenas Materiais (taxa de risco: 0,51, IC95% 0,28-0,93) X 8,72/1.000 pacientes-dia no grupo (3) Controle (taxa de risco: 0,43, IC95% 0,24-0,78). Isso significa uma redução de cerca de 50% das quedas nestes pacientes hospitalizados.

 

Aplicações para a prática clínica

Este estudo mostra um resultado muito interessante. Não basta criar material informativo sobre o risco de quedas para pacientes idosos hospitalizados e entregá-lo esperando que isto gere algum efeito. Deve acontecer uma abordagem e um acompanhamento individualizado, com apoio de material feito em diversas mídias, para que isso ocorra. Isso é verdade fundamentalmente nos pacientes sem declínio da cognição, mostrando que quando o paciente não tem delirium ou um quadro demencial impactante, o fundamental é educação individualizada. Infelizmente, ainda paira a dúvida sobre o que fazer com pacientes com déficit do cognitivo, que muitas vezes são até de maior risco e necessitam de maior vigilância durante a hospitalização.

 

Bibliografia

1.             Haines TP, Hill A-M, Hill KD, McPhail S, Oliver D, Brauer S, et al. Patient education to prevent falls among older hospital inpatients: A randomized controlled trial. Arch Intern Med 2011 Mar 28; 171:516.

 

Fator de Impacto da Revista (Arch Inter Med): 9,813

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal