FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

DIRETRIZ – Deficiência de vitamina D em crianças

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 12/07/2011

Comentários de assinantes: 0

Especialidades: Pediatria / Medicina de Família/ Endocrinologia

 

Área de atuação: Medicina Ambulatorial

 

Resumo

Este artigo traz os principais pontos da diretriz da Sociedade Americana de Endocrinologia a respeito da avaliação, do tratamento e da prevenção da deficiência de vitamina D em crianças.

 

Contexto clínico

Atualmente, têm sido divulgadas muitas publicações que relacionam a deficiência de vitamina D com diversas doenças, levando muitos médicos às desnecessárias investigação de possível deficiência ou reposições. Trazemos aqui um resumo dos principais pontos abordados nesta diretriz da Sociedade de Endocrinologia dos EUA a respeito da avaliação, do tratamento e da prevenção da deficiência de vitamina D em crianças.

A grande mudança desta diretriz quanto à população pediátrica é o aumento das necessidades diárias de vitamina D em crianças a partir de 1 ano de idade:em vez de 400 UI/dia, precisam de 600 UI/dia. Também é importante ressaltar que não se recomenda rastreamento para toda a população, apenas para grupos de maior risco.

 

Principais pontos

1.      O rastreamento de deficiência de vitamina D só é recomendado em indivíduos de alto risco. No entanto, o risco da deficiência de vitamina D não é muito bem definido na população pediátrica. Os fatores que podem ser considerados de risco são:

       amamentação exclusiva sem suplementação de vitamina D;

       pigmentação escura da pele;

       deficiência materna de vitamina D.

 

2.      A deficiência de vitamina D é definida por um nível sérico de 25-hidroxi-vitamina D (25[OH]D) < 20 ng/mL (ou 50 nmol/L). Essa definição é consistente com relatório recente do Institute of Medicine, que faz parte da Academia Americana de Ciências, e tem como foco a base em evidências.

3.      Necessidades diárias: crianças de 1 a 12 meses precisam de pelo menos 400 UI/dia de vitamina D.

4.      Necessidades diárias: crianças de 1 a 18 anos precisam de 600 UI/dia de vitamina D.

5.      Crianças com deficiência de vitamina D devem receber 2.000 UI/dia de vitamina D2 ou D3, ou 50.000 UI de vitamina D2 ou D3 1 vez/semana por 6 semanas.

 

Bibliografia

1.   Holick MF et al. Evaluation, treatment, and prevention of vitamin D deficiency: an endocrine society clinical practice guideline. J Clin Endocrinol Metab 2011 Jun 6; [e-pub ahead of print]. (http://dx.doi.org/10.1210/jc.2011-0385) (Fator de Impacto: 6,202).

2.   IOM (Institute of Medicine). 2011. Dietary Reference Intakes for Calcium and Vitamin D. Washington, DC: The National Academies Press. [link para a publicação].

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal