FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Frutas vegetais e risco para câncer colorretal

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 03/06/2013

Comentários de assinantes: 0

Especialidades: Medicina de Família e Comunidade / Gastroenterologia / Oncologia

 

Resumo

  Metanálise sobre o consumo de vegetais e frutas como fatores de proteção contra o câncer colorretal.

 

Contexto clínico

  Muito se discute a respeito de mudanças dietéticas para prevenção dos tumores de cólon e reto, incluindo a diminuição do consumo de fontes de gordura, sobretudo animal. A associação entre o consumo de frutas e vegetais e risco de câncer colorretal vem sendo investigada em diversos estudos, mas ainda há muita controvérsia sobre os resultados. Será apresentada aqui uma metanálise que tenta sumarizar os resultados dos estudos de coorte que estudaram o assunto.

 

O estudo

  Os pesquisadores incluíram nessa metanálise um total de 19 estudos prospectivos, sendo 10 conduzidos nos EUA, 5 na Europa e 4 na Ásia.

  Quando se compara uma dieta com grande consumo de frutas e vegetais e uma dieta de baixo consumo desses produtos, o risco relativo (RR) de câncer colorretal é de 0,92 (IC95%; 0,86-0,99). Quando considerado o alto consumo de frutas apenas contra o baixo consumo, o RR é de 0,90 (IC95% 0,83-0,98). Já para alto consumo de vegetais isoladamente contra o baixo consumo, o RR é de 0,91 (IC95% 0,86-0,96). Aparentemente, a queda de risco é restrita ao câncer de cólon (e não ao de reto), e seu comportamento é não linear, sendo que, para as frutas, a redução de risco ocorre quando baixas ingestas são substituídas por pelo menos 100 g/dia de consumo.

  Resumidamente, com base nesta metanálise de estudos prospectivos, há uma associação estatisticamente significativa entre o aumento do consumo de frutas e vegetais e a diminuição do risco de câncer colorretal.

 

Aplicações para a prática clínica

  Muitas dúvidas surgem em pacientes sobre riscos de câncer colorretal e como fazer para evitá-lo. Esta dúvida é bastante frequente em pacientes que começam a fazer colonoscopia para rastreamento, mas surge para vários pacientes também. Já existe evidência de que AAS e AINH têm benefício. Suplementos de cálcio também parecem benéficos, bem como o ácido fólico, apesar de ser um benefício mais discreto.

  Entretanto, mudanças de estilo de vida são mais custo-benéficas. Essa metanálise dá mais respaldo para orientar uma dieta com maior consumo de vegetais e frutas como algo que pode proteger contra câncer colorretal. Contudo, esse benefício não parece ter uma dose-resposta crescente. O que parece ser a orientação adequada baseada no resultado dessa metanálise é propor um aumento para pelo menos 100 g/dia de consumo, ou seja, se o paciente já tem uma dieta com este consumo, aumentá-lo não trará mais benefícios ainda.

 

Bibliografia

1.   Aune D, Lau R, Chan DSM, Vieira R, Greenwood DC, Kampman E et al. Nonlinear reduction in risk for colorectal cancer by fruit and vegetable intake based on meta-analysis of prospective studies. Gastroenterology 2011 Jul; 141:106. [link para o artigo] (Fator de Impacto: 12,032)

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal