FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Antibioticoterapia para Crianças Hospitalizadas por Pneumonia

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 23/05/2014

Comentários de assinantes: 0

Especialidades: Pediatria / Medicina Hospitalar / Infectologia

 

Contexto Clínico

         A diretriz de 2011 da Pediatric Infectious Diseases Society em associação com a Infectious Diseases Society of America para pneumonia de comunidade em pacientes pediátricos recomenda que sejam utilizados antibióticos de baixo espectro para crianças hospitalizadas por Pneumonia Adquirida na Comunidade (PAC). Entretanto, as evidências de literatura que respaldam esta recomendação são escassas, e o presente estudo procurou trazer dados mais concretos para esta validar esta conduta.

 

O Estudo

         Este é um estudo observacional do tipo coorte retrospectivo. Usando dados de 43 hospitais pediátricos entre 2005 e 2011, este estudo comparou os resultados e a utilização de recursos entre as crianças hospitalizadas com PAC, que receberam ou ampicilina ou penicilina parenteral (espectro baixo) com ceftriaxona ou cefotaxima (amplo espectro). Foram excluídas crianças com doenças crônicas complexas, que tenham sido transferidas entre hospitais, que tenham sido hospitalizadas recentemente, ou que tenham apresentado a ocorrência de qualquer dos seguintes procedimentos durante os primeiros dois dias de internação: drenagem pleural, admissão em UTI, necessidade de ventilação mecânica, morte, ou alta hospitalar.

         Do total, 13.954 crianças receberam a terapia de amplo espectro (89,7 %) e 1.610 receberam terapia de espectro baixo (10,3 %). A média do tempo de internação foi de três dias (intervalo interquartil 3-4) nos dois grupos de tratamento; 156 crianças (1,1%) que recebem a terapia de amplo espectro e 13 crianças (0,8%) que receberam terapia de baixo espectro foram admitidas para tratamento intensivo (OR ajustado de 0,85; IC 95%: 0,27-2,73). Readmissão ocorreu para 321 crianças (2,3%) que recebem a terapia de amplo espectro e 39 crianças (2,4%) que receberam terapia de baixo espectro (OR ajustado 0,85; IC 95%: 0,45-1,63;) . Os custos aproximados para a internação foram US$ 3.992 e US$ 4.375 (diferença ajustada - US$ 14,4; IC 95%: -177,1 a 148,3).

 

Aplicações para a Prática Clínica

        Este grande estudo observacional fundamenta a recomendação do uso de antibióticos de baixo espectro ao invés de amplo espectro para o tratamento de Pneumonia de Comunidade em crianças hospitalizadas.  Os períodos de internação foram semelhantes, e não houve diferença entre os grupos quanto à admissão em UTI, necessidade de readmissão ou em custos da hospitalização.

        É fundamental ter o resultado deste estudo em mente, pois o uso indiscriminado de antibióticos de amplo espectro apenas tende a aumentar as chances de resistência bacteriana no meio hospitalar, sem trazer benefício adicional aos pacientes. É difícil produzir um estudo randomizado que valide este dado, mas obviamente, tendo já um bom estudo observacional como este, podemos tomar esta conduta de uso de antibióticos de mais baixo espectro em PAC em crianças hospitalizadas.

 

Bibliografia

Williams DJ et al. Narrow vs broad-spectrum antimicrobial therapy for children hospitalized with pneumonia. Pediatrics 2013 Nov; 132:e1141. (link para o artigo).

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal