FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Cirurgia Paliativa para Obstrução Maligna por Carcinomatose

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 22/10/2014

Comentários de assinantes: 0

Especialidades: Cirurgia Geral/Oncologia/Cuidados Paliativos

 

Contexto Clínico

        As questões que envolvem cuidados relacionados às neoplasias metastáticas são sempre complexas. Pacientes com carcinomatose peritoneal correm o risco de desenvolver obstrução intestinal maligna por conta de metástases peritoneais. Essa situação representa um dilema ético para cirurgiões quando as condutas não cirúrgicas falham em recuperar o paciente. Sendo assim, foi realizada uma revisão sistemática a respeito da conduta cirúrgica para estes casos, de forma caracterizar os desfechos da cirurgia paliativa para obstrução intestinal maligna por carcinomatose peritoneal para guiar decisões sobre o que fazer nestes casos.

 

O Estudo

        Este estudo de revisão sistemática selecionou 108 artigos para revisão. Foi verificado que a cirurgia é capaz de paliar sintomas de obstrução para 32 a 100% dos pacientes, capaz de permitir retorno de alimentação em 45 a 75% dos pacientes, e facilita alta para casa em 34 a 87% dos casos. A mortalidade é grande (6 a 32%), e complicações graves são comuns (7 a 44%). Reobstruções são frequentes (6 a 47%), bem como readmissões (38 a 74%) e reoperações (2 a 15%). A sobrevida é limitada (mediana de 26 a 273 dias), e hospitalizações para cirurgia consomem uma porção substancial dos últimos dias de vida do paciente (11 a 61%).

 

Aplicações Práticas

        Esta revisão sistemática a respeito de um assunto tão delicado é extremamente importante. Podemos observar que apesar de ocorrer benefícios com a cirurgia, isso ocorre a um custo altíssimo em termos de mortalidade, tempo de hospitalização frente à expectativa de vida remanescente. Esse resultado demonstra que quando um médico se depara com uma obstrução intestinal maligna por carcinomatose peritoneal, deve ser realista em relação às limitações do procedimento. Em casos que pacientes ou familiares perguntem sobre intervenções cirúrgicas, a abordagem deve ser clara e expor todos os riscos, que superam os benefícios para este procedimento, além de abordar claramente sobre o prognóstico desta condição clínica.

 

 

Bibliografia

Olson TJP et al. Palliative Surgery for Malignant Bowel Obstruction From Carcinomatosis. A Systematic Review. JAMA Surg. 2014; 149(5): 439-445. (Link para o artigo).

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal