FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Há benefício populacional vacinar para varicela?

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 06/01/2015

Comentários de assinantes: 0

Especialidades: Medicina de Família/Infectologia

 

Contexto Clínico

Quando a vacina contra a varicela foi licenciada nos Estados Unidos em 1995, havia preocupações de que a vacinação na infância poderia aumentar o número de adolescentes suscetíveis à varicela. Outra preocupação ainda maior é que a doença mudaria de padrão e passaria a afetar pacientes mais idosos,  grupo onde a apresentação pode ser mais grave.

 

O Estudo

Foi realizada uma série de cinco estudos transversais em 1994 para 1995 (pré-vacina), e em 2000, 2003, 2006 e 2009, no Kaiser Permanente do Norte da Califórnia para avaliar as mudanças na epidemiologia da varicela em crianças e adolescentes, bem como mudanças na hospitalização da varicela em pessoas de todas as idades. Para cada estudo, informações sobre a história da varicela e a ocorrência da varicela durante o ano anterior foram obtidas por inquérito telefônico; as taxas de hospitalização por varicela foram calculadas para todos os grupos.

Entre 1995 e 2009, a incidência global de varicela em jovens de 5 a 19 anos diminuiu de 25,8 para 1,3 por 1000 pessoas-ano, um declínio de cerca de 90% a 95% para todas as faixas de idade (5-9, 10-14 e 15-19 anos de idade). A proporção de crianças e adolescentes suscetíveis à varicela também diminuiu em todas as faixas etárias, inclusive  na faixa de 15 a 19 anos (de 15,6% em 1995 para 7,6% em 2009). De 1994 a 2009, as taxas de hospitalização por varicela ajustadas por idade na população em geral diminuíram de 2,13 para 0,25 por 100.000, um declínio de cerca de 90% para o período estudado.

 

Aplicações Práticas

Este estudo é extremamente interessante e demonstra o impacto do programa de vacinação para varicela nos EUA. Nos 15 anos após a introdução da vacina contra a varicela neste país, houve uma grande queda na incidência de varicela. Mais ainda, houve uma queda nas hospitalizações por varicela em todas as faixas etárias, mesmo nos mais idosos. Estes resultados tiram todas as dúvidas que poderiam existir quanto a um possível impacto negativo da vacinação para varicela. Pelo estudo observa-se benefício nas crianças e jovens, mas mais mesmo na população em geral. E o fato de que não aumentaram (pelo contrário, diminuíram) internações por varicelas nos mais idosos, é a maior prova de que o impacto é extremamente positivo e aplicável populacionalmente.

 

Bibliografia

Baxter R et al. Impact of vaccination on the epidemiology of varicella: 1995–2009. Pediatrics 2014 Jul; 134:24 (link para o artigo).

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal