FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Novas Recomendações do CDC EUA para Prevenção do Influenza Sazonal

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 23/02/2015

Comentários de assinantes: 0

Especialidades: Infectologia/Medicina de Família/Pediatria

 

Contexto Clínico

         A vacinação para Influenza ainda não é feita da forma mais abrangente na população, tanto por falta dos profissionais orientarem os paciente a realizar a vacinação, quanto pela própria insegurança e desconhecimento dos paciente em a realizarem. Apresentamos a seguir as novas recomendações do CDC dos EUA para o novo ciclo de vacinação para 2015, onde se dá grande ênfase para a vacinação infantil, e sobre iniciar a vacinação mais cedo do que costumeiramente é feito.

 

Recomendações

        A vacinação contra a gripe anual de rotina é recomendada nos EUA para todas as pessoas com idade = 6 meses que não têm contraindicações. A vacinação deve ocorrer de forma ideal antes do início da atividade da influenza na comunidade. Os profissionais de saúde devem oferecer a vacinação logo após a vacina se tornar disponível (nos EUA isso é em outubro, equivalente a ABRIL aqui no Brasil).

        Crianças entre seis meses e oito anos que necessitam de duas doses devem receber a primeira dose assim que possível após a vacina estiver disponível, e a segunda dose = 4 semanas depois. Para evitar perdas de oportunidades de vacinação, os provedores devem oferecer vacinação durante as visitas de rotina de cuidados de saúde e internações quando a vacina está disponível.

        Os níveis de anticorpos induzidos pela vacina têm declínio pós-vacinação. Apesar de uma revisão da literatura de 2008 não ter encontrado qualquer evidência clara de declínio mais rápido entre os idosos, um estudo de 2010 observou um declínio estatisticamente significativa nos títulos seis meses após a vacinação entre pessoas de =65 anos (embora os títulos ainda tenham níveis considerados adequados para proteção). Um estudo caso-controle realizado em Navarra, Espanha, durante a temporada de 2011-2012 revelou um decréscimo na eficácia da vacina principalmente em pessoas com idade =65 anos. Embora adiar a vacinação possa permitir uma maior imunidade de forma mais tardia na temporada de gripe, realizar essa demora em vacinar pode resultar em oportunidades perdidas de vacinação e dificuldades em vacinar a população dentro de um tempo limitado. Os programas de vacinação devem equilibrar a probabilidade de persistência da proteção induzida pela vacina ao longo da temporada de Influenza evitando que oportunidades de vacinar sejam perdidas ou que ocorra vacinação após a circulação do vírus influenza começar.

        Crianças entre seis meses e oito anos necessitam de duas doses de vacina contra a gripe (administrado =4 semanas de intervalo) durante a sua primeira temporada de vacinação para otimizar a resposta imune. As cepas contidas nas vacinas de 2014-2015 da gripe sazonal são idênticas às contidas nas vacinas da temporada 2013-2014, e assim apenas uma dose é necessária para qualquer criança com idade entre seis meses e oito anos que recebeu previamente =1 dose de vacina da gripe sazonal de 2013- 2014.

        Algumas considerações sobre o uso de vacina com vírus Influenza atenuado (LAIV), ou a vacina com vírus inativado (IIV) devem ser feitas. LAIV e IIV têm demonstrado ser eficaz em crianças e adultos. Em adultos, a maioria dos estudos comparativos demonstraram que LAIV e IIV são de eficácia similar, ou que a IIV é mais eficaz. No entanto, vários estudos têm demonstrado eficácia superior de LAIV em crianças. Um estudo controlado randomizado realizado entre 7.852 crianças com idade entre 6-59 meses demonstrou uma redução de 55% em influenza confirmada por cultura entre as crianças que receberam LAIV em comparação com aqueles que receberam IIV. Comparado com IIV, LAIV deu 32% a mais de proteção na prevenção da gripe confirmada por cultura em crianças e adolescentes com idades entre 6-17 anos com asma e 52% maior proteção em crianças de 6-71 meses que já havia experimentado infecções recorrentes do trato respiratório.

     

Quanto à LAIV, para 2014-2015, o Advisory Committee on Immunization Practices (ACIP) recomenda o seguinte:

- Todas as pessoas com idade =6 meses devem receber a vacina contra a gripe anualmente.

- Quando imediatamente disponível, a vacina LAIV deve ser usada em crianças saudáveis de dois a oito anos que não têm contraindicações ao uso. Se LAIV não está imediatamente disponível, a IIV deve ser usada. A vacinação não deve ser adiada se não houver LAIV disponível. A idade de oito anos é selecionada como o limite máximo de idade para esta recomendação com base na demonstração de eficácia superior da LAIV (idades entre dois a seis anos), e para a consistência programática (oito anos é a idade limite para a recepção das duas doses de vacina de gripe em uma criança previamente não vacinada). Esta recomendação deve ser implementada para a temporada de 2014-2015 quando possível, mas não mais tarde do que a temporada 2015-2016.

 

LAIV não deve ser usado nas seguintes populações:

- Pessoas com idade <2 anos ou> 49 anos;

Aqueles com contraindicações listadas na bula:

- Crianças com idade entre dois a 17 anos que estão recebendo aspirina ou produtos que contenham aspirina;

- Pessoas que tiveram reações alérgicas graves à vacina ou a qualquer de seus componentes, em uma dose anterior de qualquer vacina contra a gripe;

- Mulheres grávidas;

- Pessoas imunodeprimidas;

- Pessoas com histórico de alergia a ovo;

- Crianças com idade entre dois a quatro anos que têm asma ou que tiveram um episódio de sibilância observado no registro médico nos últimos 12 meses;

- Pessoas que tomaram medicamentos antivirais contra influenza dentro das 48 horas anteriores.

 

Bibliografia

Grohskopf LA et al. Prevention and control of seasonal influenza with vaccines: Recommendations of the Advisory Committee on Immunization Practices (ACIP) —United States, 2014–15 influenza season. MMWR Morb Mortal Wkly Rep 2014 Aug 15; 63:691 (link para o artigo).

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal