FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Bloqueadores de Bomba de Prótons uma causa negligenciada de Nefrite Intersticial Aguda

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 11/03/2015

Comentários de assinantes: 0

 

Contexto Clínico

A preocupação com um possível aumento do risco de nefrite intersticial aguda entre os usuários de omeprazol foi levantada pela primeira vez em 1992. Posteriormente, vários relatos de casos sugerem  inibidores da bomba de protões (IBP) (omeprazol, pantoprazol, lansoprazol, rabeprazol e esomeprazol) sobre a ocorrência de nefrite intersticial aguda.

No entanto, apenas um estudo explorou formalmente o risco de nefrite intersticial aguda em usuários de IBP. Mas neste estudo os diagnósticos não foram validados. Outra pesquisa sugeriu que o risco absoluto é muito baixo, mas os resultados são questionáveis dada a metodologia.

Para responder a esta questão, foi feito um estudo de caso-controle de base populacional aninhado em uma coorte de usuários de omeprazol, pantoprazol, lansoprazol na Nova Zelândia para estimar os riscos relativos e absolutos de nefrite intersticial aguda, resultando em hospitalização ou morte em usuários atuais e recentes de estas drogas.

 

O Estudo

Este foi um estudo observacional do tipo caso-controle na Nova Zelândia para estimar os riscos relativos e absolutos de nefrite intersticial aguda, resultando em hospitalização ou morte em usuários de inibidores da bomba de prótons. O estudo incluiu 572.661 pacientes sem história de nefrite intersticial ou outras doenças renais que começaram a usar IBPs entre 2005 e 2009 e que tiveram um primeiro diagnóstico de nefrite intersticial aguda confirmado clínica ou histologicamente. Dez controles, pareados por ano de nascimento e sexo, foram selecionados aleatoriamente para cada caso.

As taxas de incidência bruta por 100.000 pessoas-ano foram de 11,98 e 1,68 para o uso atual e passado, respectivamente. Assim, a utilização corrente de um IBP foi associada com um aumento significativo do risco de nefrite intersticial aguda, em relação ao uso anterior.

 

Aplicações Práticas

Este estudo observacional vem demonstrar que o uso de IBPs oferece risco para a ocorrência de nefrite intersticial aguda. Vários estudos demonstram que os níveis de prescrição inadequada de IBPs são grandes, tanto em nível hospitalar quanto em nível ambulatorial. Sendo assim, muitos pacientes estão sendo submetidos ao risco de uma nefropatia, eventualmente irreversível, sem benefício algum. O resultado deste estudo deve suscitar um uso mais racional por parte dos médicos quanto à prescrição desta classe de medicamentos.

 

Bibliografia

Blank M-L et al. A nationwide nested case-control study indicates an increased risk of acute interstitial nephritis with proton pump inhibitor use. Kidney Int 2014 Oct; 86:837 (link para o artigo).

 

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal