FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Novas Drogas na Redução de Colesterol

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 27/05/2015

Comentários de assinantes: 1

Contexto Clínico

         O controle dos níveis lipídicos faz parte de uma abordagem adequada para pacientes com fatores de risco para eventos cardiovasculares. Hoje em dia, as drogas principais neste quesito são as estatinas, que controlam o LDL, porém nem sempre são efetivas completamente, ou mesmo toleradas. Apresentamos a seguir dois estudos sobre os inibidores da pró proteína convertase subtilisina-kexina tipo 9 (PCSK9), que são drogas capazes de reduzir o LDL.

 

Os Estudos

         No primeiro estudo (ODISSEY LONG TERM), que foi randomizado e placebo controlado, foi utilizado o alirocumab, um anticorpo monoclonal que inibe a PCSK9. Participaram 2.341 pacientes de alto risco para eventos cardiovasculares e que tinham LDL de 70 mg/dL ou mais, já recebendo estatinas. Com 24 semanas de estudo, a porcentagem média de mudança no LDL foi de -61% no grupo alirocumab e +0,8% no grupo placebo. Em uma análise, a taxa de eventos cardiovasculares (morte por doença coronariana, infarto do miocárdio não fatal, acidente vascular cerebral ou angina instável com necessidade de internação) foi menor com alirocumab do que com pacebo (1,7% vs. 3,3%; hazard ratio: 0.52; IC95%: 0,31 a 0,90; P=0,02).

         No segundo estudo (OSLER), que foi randomizado e controlado, foi utilizado o evolocumab, um anticorpo monoclonal que inibe a PCSK9. Participaram 4.465 pacientes que receberam terapia padrão com ou sem evolocumab. Com 12 semanas, o evolocumab foi associado com 61% de redução no LDL comparado com a terapia padrão. Eventos adversos foram similares nos dois grupos. As taxas de eventos cardiovasculares em um ano foram de 0,95% no grupo evolocumab e 2,18% no grupo de terapia padrão.

 

Aplicações Práticas

         Estes ensaios clínicos trazem mais próximo da realidade esta nova classe de drogas para o controle do colesterol. São os inibidores da PCSK9. Sua eficácia em diminuir o LDL é notável e aparentemente impactam em desfechos clínicos também. Resta apenas saber sobre seus efeitos em longo prazo para que tenhamos segurança no uso destas tão promissoras medicações.

 

Bibliografia

Robinson JG et al. Efficacy and safety of alirocumab in reducing lipids and cardiovascular events. N Engl J Med 2015 Mar 15; [e-pub]. (http://dx.doi.org/10.1056/NEJMoa1501031)

 

Sabatine MS et al. Efficacy and safety of evolocumab in reducing lipids and cardiovascular events. N Engl J Med 2015 Mar 15; [e-pub]. (http://dx.doi.org/10.1056/NEJMoa1500858)

Comentários

Por: Ildemar Cavalcante Guedes em 20/05/2015 às 15:10:28

"Vai ser importante saber também quais serão os preços destas novas drogas, pois sabemos que em se tratando de anticorpos monoclonais, os preços costumam ser exorbitantes, fora da realidade cotidiana da prática clínica."

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal