FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Melhor analgesia para Amigdalectomia

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 01/07/2015

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

Muitas crianças são acometidas por distúrbios respiratórios do sono. A principal causa é hipertrofia amigdaliana.  A melhor conduta nestes casos é realizar amigdalectomia. O problema é como se fazer analgesia no pós-operatório para a faixa pediátrica. Há relatos de fatalidades com uso de codeína, sendo assim ela não é uma boa opção. Apresentamos a seguir estudo que comparou um AINH (ibuprofeno) com morfina na analgesia do pós-operatório de amigdalectomia em crianças.

        

O Estudo

Este estudo foi um ensaio clínico prospectivo e randomizado, que recrutou crianças que tinham distúrbios respiratórios do sono, e que estavam marcadas para amigdalectomia com ou sem remoção da adenoide conjuntamente. Os pais receberam um oxímetro de pulso para medir a saturação de oxigênio e eventos de apneia na noite anterior e na noite após a cirurgia. As crianças foram distribuídas aleatoriamente para receber uma associação de paracetamol com 0,2-0,5 mg/kg de morfina por via oral ou associado com 10 mg/kg de ibuprofeno oral. Escalas de dor foram utilizadas para avaliar a eficácia no dia 1 e 5 de pós-operatório. O desfecho primário avaliado foi alterações nos parâmetros respiratórios durante o sono.

Um total de 91 crianças com idades entre 1 e 10 anos foram randomizados. Na primeira noite pós-operatório, com respeito à dessaturação de oxigênio, 86% das crianças não apresentaram melhora no grupo morfina, enquanto que 68% dos pacientes ibuprofeno mostraram melhora (14% vs 68%; P <0,01). O número de eventos de dessaturação aumentou substancialmente no grupo morfina, com um aumento médio de 11,17 ± 15,02 eventos de dessaturação por hora (P<0,01). Não houve diferenças observadas na eficácia analgésica, sangramento tonsilar, ou reações adversas a medicamentos.

 

Aplicações Práticas

Este estudo traz um dado extremamente importante. Realizar analgesia adequada e segura na faixa pediátrica é algo fundamental quando pensamos em atos cirúrgicos. No estudo apresentado podemos verificar de forma evidente que paracetamol associado a ibuprofeno forneceu uma analgesia mais segura do que a associação de paracetamol com morfina. O uso de morfina pós-amigdalectomia deve ser limitado, pois pode ser perigoso em certas crianças. Este estudo embasa o uso de AINH (pelo menos o ibuprofeno) como analgesia preferencial nestes casos (associado com o paracetamol).

 

Bibliografia

Kelly LE et al. Morphine or ibuprofen for post-tonsillectomy analgesia: A randomized trial. Pediatrics 2015 Feb; 135:307. (Link para o artigo: http://dx.doi.org/10.1542/peds.2014-1906)

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal