FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Fortalecimento Pélvico para Prolapso Sintomático

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 06/07/2015

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

Prolapso genital é uma condição caracterizada pela descida da parede vaginal, do útero, ou da cúpula vaginal (após histerectomia). Segundo dados de estudos internacionais, 75% das mulheres com idades entre 45-85 anos têm algum grau de prolapso. A prevalência de sintomas típicos de prolapso (ver ou sentir uma protuberância vaginal) é relatada por cerca de 3-12% das mulheres. Mulheres com formas mais leves de prolapso frequentemente experimentam outros sintomas como pressão pélvica/peso ou dor pélvica e sintomas urinários ou intestinais.

As opções de tratamento incluem o tratamento conservador (treinamento muscular do assoalho pélvico) e correção cirúrgica. No entanto, a cirurgia está associada com vários problemas, e os riscos de complicações e recorrência são consideráveis. Além disso, os custos para a cirurgia de prolapso são altos. Como as mulheres com prolapso leve muitas vezes experimentam sintomas menos intensos, a cirurgia geralmente não é uma opção. No entanto, as evidências sugerem que as mulheres com prolapso leve sintomático podem se beneficiar de treinamento dos músculos do assoalho pélvico.

 

O Estudo

Este é um ensaio clínico feito com o objetivo de comparar os efeitos do treinamento dos músculos do assoalho pélvico e espera vigilante em relação aos sintomas de assoalho pélvico em uma população de mulheres com 55 anos ou mais, com prolapso pélvico leve sintomático.

O desfecho primário avaliado foi qualquer alteração de bexiga, do intestino, e dos sintomas do assoalho pélvico medidos com instrumento validado, três meses após o início do tratamento. Os desfechos secundários foram mudanças na condição específica e qualidade de vida geral, a função sexual, o grau de prolapso, a função muscular do assoalho pélvico e a percepção de mudança nos sintomas.

Das 287 mulheres que foram randomizados para o treinamento dos músculos do assoalho pélvico (n = 145) ou conduta expectante (n = 142), 250 (87%) completaram o seguimento. As participantes do grupo de intervenção melhoraram (em média) 9,1 (95% intervalo de confiança 2,8-15,4) pontos a mais no instrumento PFDI-20 do que as participantes do grupo de espera vigilante (P = 0,005). Das mulheres no grupo de treinamento dos músculos do assoalho pélvico, 57% (82/145) relataram uma melhora nos sintomas gerais desde o início do estudo, em comparação com 13% (18/142) no grupo espera vigilante (P <0,001). Outros desfechos secundários não apresentaram diferença significativa entre os grupos. Embora o treinamento dos músculos do assoalho pélvico tenha levado a uma melhora significativamente maior no PFDI-20, a diferença entre os grupos foi abaixo do nível presumido de relevância clínica (15 pontos).

 

Aplicações Práticas

Esperava-se até um resultado melhor no estudo. A diferença de 15 pontos no instrumento PFDI-20 que era esperada para ter relevância clínica não se concretizou. Ainda assim, a diferença foi de 9,1 pontos e foi estatisticamente significativa. Além disso, 57% das participantes do grupo de intervenção relataram uma melhora dos sintomas gerais. Mais estudos são necessários para identificar os fatores relacionados ao sucesso do treinamento da musculatura do assoalho pélvico e para investigar os efeitos de longo prazo. Por hora, os resultados deste ensaio clínico permitem dizer que há benefício no uso desta intervenção.

 

Bibliografia

Wiegersma M et al. Effect of pelvic floor muscle training compared with watchful waiting in older women with symptomatic mild pelvic organ prolapse: Randomised controlled trials in primary care. BMJ 2014 Dec 22; 349:g7378. (Link para o artigo: http://dx.doi.org/10.1136/bmj.g7378)

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal