FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Betabloqueadores no pré-operatório

Autor:

Euclides F. de A. Cavalcanti

Médico Colaborador da Disciplina de Clínica Médica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Última revisão: 11/07/2009

Comentários de assinantes: 0

Metoprolol ineficaz para redução de risco em cirurgias não cardíacas?

 

Efeitos do metoprolol de liberação prolongada em pacientes submetidos à cirurgia não cardíaca (estudo POISE): ensaio clínico randomizado.

Effects of extended-release metoprolol succinate in patients undergoing non-cardiac surgery (POISE trial): a randomized controlled trial. The Lancet 2008; 371:1839-1847 [link livre para o pubmed]

 

Fator de impacto da revista: 25,800

 

Contexto Clínico

            Complicações cardiovasculares são comuns em pacientes submetidos a cirurgias não cardíacas, especialmente, naquelesde alto risco cardiovascular, como  cardiopatas ou indivíduos com doença arterial periférica.

            O procedimento cirúrgico eleva a concentração de catecolaminas, resultando no  aumento da freqüência cardíaca e pressão arterial, ambos, aumentando o consumo de oxigênio pelo miocárdio. Como os Betabloqueadores atenuam os efeitos das catecolaminas, eles têm o  potencial de prevenir complicações cardiovasculares quando administrados no perioperatório. De fato, alguns estudos, com número pequeno de pacientes, demonstraram resultados bastante animadores, mudando a prática clínica em muitos serviços, que passaram a prescrever Betabloqueadores no pré-operatório de pacientes de alto risco cardiovascular1,2. No entanto, estudos subseqüentes não demonstraram o mesmo benefício, tornando controverso o uso dos Betabloqueadores neste contexto3,4. O presente estudo, multicêntrico e com um número de pacientes muito maior que todos os estudos anteriores juntos, visou dar novas informações a este respeito.

 

O Estudo

            8351 pacientes (23 centros) com doença cardiovascular conhecida ou de alto risco para doença cardiovascular (ex: insuficiência arterial periférica ou AVC prévios, cirurgia vascular de grande porte) foram randomizados à metoprolol oral de liberação prolongada (100 mg) ou placebo, 2 a 4 horas antes da cirurgia não cardíaca. O metoprolol foi mantido por 30 dias após a cirurgia, com dose alvo de 200 mg/dia. Pacientes que já estavam em uso de Betabloqueadores, freqüência cardíaca abaixo de 50 bpm, bloqueio atrioventricular ou outras contra-indicações ao seu uso foram excluídos do estudo.

 

Resultados

            De fato, os pacientes que utilizaram metoprolol tiveram uma menor incidência de eventos cardiovasculares (5,8% com metoprolol versus 6,9% no grupo placebo). No entanto, o seu uso se associou à maior mortalidade geral (3,1% versus 2,3%) e maior número de AVCs (1,0% versus 0,5%). A maior mortalidade provavelmente ocorreu devido a uma maior freqüência de hipotensão, bradicardia e AVCs no grupo que recebeu metoprolol.

 

Aplicação Para a Prática Clínica

            Muitos especialistas acreditam que o assunto não está encerrado, pois acreditam que os Betabloqueadores talvez tenham mais benefício em pacientes mais graves. É possível também que a dose benéfica seja menor do que a utilizada no estudo e que se a medicação fosse introduzida ambulatorialmente haveria adaptação hemodinâmica, com conseqüente menor risco de hipotensão e bradicardia. Na opinião deste editor, até que sejam publicados novos estudos multicêntricos mostrando que este tipo de abordagem é segura é recomendável não introduzir Betabloqueadores no pré-operatório para se diminuir os riscos cardiovasculares, pois neste estudo esta diminuição de risco ocorreu as custas de uma maior mortalidade geral e maior incidência de AVCs. Devemos lembrar, no entanto, que os pacientes já em uso de Betabloqueadores não devem ter a medicação suspensa no pré-operatório e que pacientes com indicação delas, independentemente do procedimento cirúrgico (ex: pacientes com isquemia miocárdica sintomática), devem ter a medicação introduzida e titulada cautelosamente antes do procedimento cirúrgico, o que deve ser feito preferencialmente em ambulatório.

 

Dicas de Medicina Baseada em Evidências e Epidemiologia

 

Estudos multicêntricos versus estudos realizados em apenas um centro de pesquisa

            Porque este estudo tem muito mais impacto do que todos os outros estudos realizados anteriormente? Além da metodologia ter sido bem feita, trata-se de um estudo multicêntrico (23 centros de pesquisa) e com grande número de pacientes (n = 8351). Os resultados de um estudo multicêntrico são mais relevantes porque nestes são minimizadas distorções na seleção de pacientes e aquelas relacionadas às condutas dos serviços, o que torna os resultados mais aplicáveis a outros locais que não os participantes do estudo.

 

Bibliografia

1 - Mangano DT, Layug EL, Wallace A, Tateo I. Effect of atenolol on mortality and cardiovascular morbidity after noncardiac surgery. N Engl J Med 1996; 335: 1713–20. [link livre para o pubmed]

2 - Poldermans D, Boersma E, Bax JJ, et al. The effect of bisoprolol on perioperative mortality and myocardial infarction in high-risk patients undergoing vascular surgery. N Engl J Med 1999;341: 1789–94. [link livre para o pubmed].

3 - Yang H, Raymer K, Butler R, Parlow J, Roberts R. The effects of perioperative beta-blockade: results of the metoprolol after Vascular Surgery (MaVS) study, a randomized controlled trial. Am Heart J 2006; 152: 983–90 [link livre para o pubmed].

4 - Juul AB, Wetterslev J, Gluud C, et al. Effect of perioperative beta blockade in patients with diabetes undergoing major non-cardiac surgery: randomised placebo controlled, blinded multicentre trial. BMJ 2006; 332: 1482 [link livre para o pubmed]

 

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal