FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Uso de Anticoncepcionais de Longa Duração em Adolescentes dos EUA

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 05/08/2015

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

Gestações indesejadas durante a adolescência são um grande problema social, e individual. Imaginando que a abstinência sexual é algo impossível de ser imaginado na sociedade moderna, apenas o uso de contracepção é viável. Dispositivos de longa duração e que são reversíveis (dispositivos intrauterinos e implantes) seriam uma ótima opção nessa fase, principalmente para poupar o uso de anticoncepcionais orais, cujo uso pode ser irregular. Tais dispositivos são efetivos, seguros e fáceis de usar.

 

O Estudo

Para examinar o padrão do uso de anticoncepcionais de longa duração e meninas dos EUA com idades entre 15 e 19 anos, foram analisados do CDC e do governo dos EUA entre 2005 e 2013.

O uso desses métodos de longa duração  cresceu de 0,4% em 2005 para 7,1% em 2013 (p de tendência < 0,001). De 616.148 adolescentes procurando serviços para conseguir métodos de contracepção em 2013, 17.349 (2,8%) usaram dispositivos intrauterinos, e 26.347 (4,3%) usaram implantes. O uso destes métodos foi maior na faixa de 18-19 anos (7,6%) contra a faixa de 15-17 anos (6,5%) (p<0,001). Houve também grande variação de uso do ponto de vista geográfico, com estados tendo apenas 0,7% de uso destes métodos (Mississipi), contra 25,8% (Colorado).

 

Aplicações Práticas

Neste exemplo de estudo transversal nos EUA sobre comportamento de uso de contraceptivos de longa duração em adolescentes, podemos observar que seu uso global é baixo, havendo grandes variações entre diferentes estados. Chama atenção que seu uso aumentou ao longo dos anos.

O principal ponto deste estudo é fornecer insights para a criação de políticas públicas em nosso próprio país. Disponibilizar essas opções e ter serviços que orientem adolescentes sobre seu uso é fundamental para que haja um impacto social em termos de natalidade em adolescentes em nosso país.

 

Bibliografia

Romero L et al. Vital signs: Trends in use of long-acting reversible contraception among teens aged 15-19 years seeking contraceptive services — United States, 2005-2013. MMWR Morb Mortal Wkly Rep2015 Apr 10; 64:363. (http://www.cdc.gov/mmwr/preview/mmwrhtml/mm6413a6.htm)

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal