FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Metanálise sobre riscos e benefícios do oseltamivir

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 14/08/2015

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

Durante a epidemia de 2009 de gripe H1N1, o oseltamivir foi largamente utilizado, com base em poucas evidências e com resultados questionáveis. Apesar do uso difundido, subsistem dúvidas quanto à eficácia do oseltamivir no tratamento da gripe. O objetivo do estudo que apresentaremos foi fazer uma metanálise de dados dos pacientes de todos os ensaios clínicos comparando oseltamivir com placebo para o tratamento da gripe sazonal em adultos, quanto a resultados no alívio dos sintomas, complicações e segurança.

        

O Estudo

Este estudo foi uma metanálise que incluiu todos os ensaios clínicos controlados com placebo, duplo-cegos e randomizados publicados e inéditos promovidos pela Roche, comparando oseltamivir 75mg duas vezes por dia em adultos contra placebo. O desfecho primário avaliado foi tempo para alívio de todos os sintomas. Além disso, foram comparadas taxas de complicações, internações hospitalares, e os resultados de segurança.

Foram incluídos dados de nove estudos, incluindo 4328 pacientes. Foi observado um tempo 21% menor para o alívio de todos os sintomas com oseltamivir contra aqueles que receberam placebo (relação tempo 0,79; IC95%: 0,74 - 0,85; p <0,0001). Os tempos médios para alívio eram 97,5 h para oseltamivir e 122,7 h para os grupos placebo (diferença de -25,2 h; IC95%: -36 a -16). Na população infectada, observamos menos complicações do trato respiratório inferior que precisaram de antibióticos mais de 48h após a randomização (Risk Ratio: 0,56; IC95%: 0,42 - 0,75; p = 0,0001; 4,9% no grupo oseltamivir vs 8,7% no grupo placebo, diferença de risco de -3,8%) e também menos internações hospitalares por qualquer causa (RR: 0,37; IC95%: 0,17 - 0,81; p = 0,013; 0,6% no grupo oseltamivir vs 1,7% no grupo placebo, diferença de risco de -1,1%). No que diz respeito à segurança, oseltamivir aumentou o risco de náuseas (RR: 1,60; IC95%: 1,29 - 1,99; p <0,0001; 9,9% no grupo oseltamivir vs 6,2% no grupo placebo, diferença de risco de 3,7%) e vômitos (RR: 2,43; IC95%: 1,83 - 3,23; p <0,0001; 8,0% no grupo oseltamivir vs 3,3% no grupo placebo, diferença de risco de 4,7%). Nenhum efeito sobre doenças neurológicas ou psiquiátricas ou eventos adversos graves foi registrado.

 

Aplicações Práticas

Com base nesta metanálise, podemos concluir que há um benefício modesto com o uso do oseltamivir em gripe em adultos. Há um ganho de cerca de um dia no alívio de sintomas (algo bastante questionável em termos de impacto), e menor risco no uso de antibióticos (aqui um desfecho um pouco melhor, já que em muitos casos o paciente vem a óbito de pneumonia bacteriana sobreposta). Internações também foram menos frequentes no grupo oseltamivir, mas as taxas são extremamente baixas, então aqui temos outro resultado positivo questionável. Por outro lado, a frequência de náuseas e vômitos é bastante alta, somando as duas, praticamente 20% dos pacientes tem estes sintomas tomando oseltamivir, contra metade disso no grupo placebo.

O que este editor pode dizer é que é uma droga de alto custo, que populacionalmente não se justifica ser usada, mas que pensando em complicações bacterianas, poderia ser restrita a subgrupos específicos que têm maiores taxas de mortalidade, como gestantes, idosos e pacientes obesos.

 

Bibliografia

Dobson J et al. Oseltamivir treatment for influenza in adults: A meta-analysis of randomised controlled trials. Lancet 2015 Jan 30; [e-pub ahead of print]. (Link para o artigo: http://dx.doi.org/10.1016/S0140-6736(14)62449-1)

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal