FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Efeito do Álcool no Lactato de Pacientes com Trauma

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 21/09/2015

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

Em pacientes de politrauma, sabe-se que um valor de lactato ou > 2mmol/L (ou > 18mg/dL), ou ainda um base excess > - 2mmol/L (ou > - 2mEq/L), são preditores de maior risco de mortalidade. Entretanto, pacientes intoxicados por álcool podem ter um comportamento diferente, por estarem com níveis de lactato aumentados pela própria intoxicação (e consequentemente maior acidose metabólica). Sendo assim, é necessário saber como interpretar os níveis de lactato em pacientes com politrauma com intoxicação alcoólica.

 

O Estudo

Apresentamos um estudo de coorte retrospectivo de pacientes internados em um centro de trauma nível 1 nos EUA entre 2005 e 2014. Foram incluídos pacientes com dosagem de lactato, base excess, nível sérico de etanol e pesquisa de drogas ilícitas na urina.

Os dados de 2.482 pacientes foram analisados com 1.127 tendo um aumento de lactato e 1.092 em base excess elevado. Nestes subgrupos, os pacientes com etanol positivo no sangue tinham uma mortalidade significativamente pior em 72 horas, bem como a mortalidade geral, e o tempo de permanência hospitalar, em comparação com o grupo etanol negativo. Lactato elevado (odds ratio [OR]: 2,607; IC95%: 1,629 - 4,173; P = 0,000) e base excess aumentado (OR: 1,917; IC95%: 1,183-3,105; P = 0,008) foram determinados como os mais fortes preditores de mortalidade em pacientes  negativos para etanol. Já o índice Injury Severity Score foi o preditor isolado de mortalidade mais importante em pacientes positivos para o etanol (OR: 1,104; IC95%: 1,070-1,138; P = 0,000). A área sob a curva e a análise do índice de Youden dão suporte para uma relação entre lactato anormal, base excess e  mortalidade em pacientes positivos para etanol quando o lactato sérico foi maior do que 4,45 mmol/L (> 40mg/dL) e o base excess foi maior do que  6,95 mmol/L (> -6,95mEq/L).

 

Aplicações Práticas

Neste estudo fica bem claro que em pacientes de politrauma intoxicados por álcool, os níveis de lactato e de acidose metabólica medidas pelo base excess têm comportamento diferente quanto à relação com mortalidade. O etanol distorce a relação entre lactato, base excess e mortalidade, redefinindo, assim, o limiar em que lactato e déficit de base estão associados com aumento da mortalidade. Sendo assim, no politrauma geral os marcadores de mortalidade são lactato ou > 2mmol/L (ou >18mg/dL), ou ainda um base excess > - 2mmol/L (ou > - 2mEq/L), mas quando houver intoxicação alcoólica aguda isso muda para lactato sérico > 4,45 mmol/L (> 40mg/dL) e  base excess > - 6,95 mmol/L (> -6,95mEq/L).

 

Bibliografia

Gustafson ML et al. The effect of ethanol on lactate and base deficit as predictors of morbidity and mortality in trauma. Am J Emerg Med 2015 May; 33:607. (http://dx.doi.org/10.1016/j.ajem.2015.01.030 )

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal