FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Risco Cardiovascular em Linfoma Hodgkin

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 25/09/2015

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

Os pacientes sobreviventes após o tratamento para Linfoma de Hodgkin (LH) estão em maior risco de doenças cardiovasculares. Porém pouco se sabe a respeito do tempo que estes riscos perduram, e quais são os fatores envolvidos.

 

O Estudo

Para avaliar o risco de doença cardiovascular até 40 anos após o término do tratamento para Linfoma Hodgkin (LH), em comparação com a incidência da doença cardiovascular na população em geral, foi realizado um estudo de coorte retrospectivo. Este estudo incluiu 2.524 pacientes holandeses diagnosticados como tendo LH, tendo os pacientes idade média de 27,3 anos, e que tinham sido tratados a partir de 01 de janeiro de 1965, até 31 de dezembro de 1995 para LH, e tinha sobrevivido ao menos cinco anos desde o seu diagnóstico.

A exposição avaliado foi o tratamento para HL, incluindo dose prescrita de radioterapia do mediastino e dose de antraciclina. Os dados foram coletados a partir de registros médicos. Eventos cardiovasculares, incluindo doença cardíaca coronária (CHD), doença cardíaca valvular (VHD) e miocardiopatia e insuficiência cardíaca congestiva (IC) foram classificados de acordo com um instrumento padrão (Common Terminology Criteria for Adverse Events, version 4.0).

Após um seguimento médio de 20 anos, foram identificados 1.713 eventos cardiovasculares em 797 pacientes. Depois de 35 anos ou mais, os pacientes ainda tinham um aumento da taxa de incidência padronizada de 4 a 6 vezes maior de doença cardíaca coronária ou IC em comparação com a população em geral, correspondendo a 857 eventos excedentes por 10.000 pessoas-ano. Maiores riscos relativos foram observados em pacientes tratados antes dos 25 anos de idade, mas os riscos de excesso absolutos substanciais também foram observados para os doentes tratados em idades mais avançadas. Na coorte, uma incidência de doença cardiovascular cumulativa em 40 anos foi de 50% (IC95%: 47% -52%), 51% dos pacientes com uma doença cardiovascular desenvolveu vários eventos. Para os pacientes tratados antes dos 25 anos de idade, a incidência cumulativa em 60 anos ou mais foi de 20%, 31%, e 11% para CHD, VHD, e IC como primeiros eventos, respectivamente. Radioterapia do mediastino aumentou os riscos de doença arterial coronariana (hazard ratio [HR]: 2,7; IC95%: 2,0-3,7), VHD (HR: 6,6; IC95%: 4,0-10,8) e IC (HR: 2,7; IC95%: 1,6-4,8), e quimioterapia contendo antraciclina aumentou os riscos de VHD (HR: 1,5; IC95%: 1,1-2,1) e IC (HR: 3,0; IC95%: 1,9-4,7) como primeiros eventos em comparação com pacientes não tratado com radioterapia de mediastino ou antraciclinas, respectivamente. Efeitos conjuntos da radioterapia do mediastino, antraciclinas e tabagismo parecem ser aditivos.

 

Aplicações Práticas

Este excelente estudo observacional serve para demonstrar que ao longo de suas vidas os sobreviventes de LH tratados na adolescência ou na idade adulta são de alto risco para várias doenças cardiovasculares. Médicos e pacientes devem estar cientes deste risco persistentemente aumentado. Esse tipo de risco deve ser esclarecido ao paciente ainda durante o tratamento inicial. E mais importante é proporcionar um seguimento adequado e preventivo do ponto de vista cardíaco para estes pacientes.

 

Bibliografia

van Nimwegen FA, Schaapveld M, Janus CM, et al. Cardiovascular Disease After Hodgkin Lymphoma Treatment: 40-Year Disease Risk.JAMA Intern Med. Published online April 27, 2015. doi:10.1001/jamainternmed.2015.1180. (link para o artigo: http://archinte.jamanetwork.com/article.aspx?articleid=2278950)

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal