FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Cirurgia Laparoscópica ou Aberta para Câncer Retal

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 04/11/2015

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

A ressecção laparoscópica do câncer colorretal é amplamente utilizada nos dias atuais, dado o aumento da realização dos procedimentos laparoscópicos. No entanto, evidências robustas para concluir que a cirurgia laparoscópica e cirurgia aberta têm resultados semelhantes em câncer retal ainda não existem. Um estudo foi desenhado para comparar taxas de recorrência do câncer em três anos na região pélvica ou perineal (recidiva loco-regional) e sobrevida após a ressecção laparoscópica e aberta de câncer retal.

 

O Estudo

Esse foi um estudo internacional realizado em 30 hospitais, que randomizou pacientes com adenocarcinoma solitário do reto dentro de 15 cm da margem anal, não invadindo tecidos adjacentes e sem metástases distantes, para submeter-se a cirurgia laparoscópica ou aberta em uma proporção de 2:1. O desfecho primário foi a recorrência loco-regional três anos após a cirurgia índice. Os desfechos secundários incluíram sobrevida global e sobrevida livre de doença.

Um total de 1.044 pacientes foi incluído (699 no grupo de cirurgia laparoscópica-e 345 no grupo de cirurgia aberta). Com três anos, a taxa de recorrência loco-regional foi de 5,0% nos dois grupos (diferença, 0 pontos percentuais; IC90%: -2,6 para 2,6). As taxas de sobrevida livre de doença foram de 74,8% no grupo de cirurgia laparoscópica e 70,8% no grupo de cirurgia aberta (diferença de 4,0 pontos percentuais; IC95%: -1,9 para 9,9). As taxas de sobrevida global foram 86,7% no grupo laparoscópico-cirurgia e 83,6% no grupo de cirurgia aberta (diferença de 3,1 pontos percentuais; IC95%: -1,6 a 7,8).

 

Aplicações Práticas

Esse estudo ajuda a preencher uma lacuna no campo da cirurgia oncológica. Podemos concluir que a cirurgia laparoscópica em pacientes com câncer retal foi associada com taxas de recorrência loco-regional e livre de doença e sobrevida global semelhante àquelas para a cirurgia aberta. Isso mostra que esse procedimento foi incorporado de forma excelente à prática dos cirurgiões, uma vez que os resultados demonstram que tecnicamente o impacto não tem mudado os desfechos. Sendo uma cirurgia menos mórbida e que permite uma recuperação mais rápida, fica claro que é uma excelente opção para esse perfil de pacientes estudados.

 

Bibliografia

Bonjer HJ et al. A Randomized Trial of Laparoscopic versus Open Surgery for Rectal Cancer. N Engl J Med 2015; 372:1324-1332.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal