FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Uso do escore CHA2DS2-VASc para prever AVC isquêmico tromboembolismo e morte

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 03/02/2016

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

A pontuação CHA2DS2-VASc (C: insuficiência cardíaca, H: hipertensão, A2: idade >= 75 anos, D: diabetes, S2: acidente vascular cerebral/ataque isquêmico transitório / tromboembolismo, V: doença vascular [infarto do miocárdio prévio, doença arterial periférica, ou placa aórtica], A: idade 65-75 anos, S: categoria sexo [feminino]) é utilizada clinicamente para a estratificação de risco de AVC em pacientes com fibrilação atrial (FA). Sua utilidade em uma população de pacientes com insuficiência cardíaca (IC) não é clara. Sendo assim,  pesquisadores realizaram um estudo com o objetivo de investigar se CHA2DS2-VASc prediz acidente vascular cerebral isquêmico, tromboembolismo e morte em uma coorte de pacientes com IC e sem FA.

 

O Estudo

Este foi um estudo prospectivo de coorte usando registros dinamarqueses, incluindo 42.987 pacientes  com IC (21,9%, com concomitante FA) que não recebiam anticoagulação. Foram calculados os níveis da pontuação CHA2DS2-VASc (com base em dez pontos possíveis, com escores mais altos indicando maior risco), estratificados por concomitante FA no início do estudo. Foram avaliados os riscos de acidente vascular cerebral isquêmico, tromboembolismo e morte dentro de um ano após o diagnóstico de insuficiência cardíaca (IC).

 Em pacientes sem FA, os riscos de acidente vascular cerebral isquêmico, tromboembolismo, e morte foram de 3,1% (n = 977), 9,9% (n = 3187), e 21,8% (n = 6956), respectivamente; riscos foram maiores com o aumento da pontuação CHA2DS2-Vasc como se segue, para os escores de 1 a 6, respectivamente: (1) acidente vascular cerebral isquêmico com FA concomitante: 4,5%, 3,7%, 3,2%, 4,3%, 5,6% e 8,4%; sem FA concomitante: 1,5%, 1,5%, 2,0%, 3,0%, 3,7% e 7%, e (2) todas as causas de morte, com concomitante FA: 19,8%, 19,5%, 26,1%, 35,1%, 37,7%, e 45,5%; sem FA concomitante: 7,6%, 8,3%, 17,8%, 25,6%, 27,9% e 35,0%. Em altas pontuações CHA2DS2-Vasc (>=4), o risco absoluto de tromboembolismo foi elevado, independentemente da presença de FA (para uma pontuação de 4, 9,7% vs 8,2% para pacientes sem e com concomitante FA, respectivamente; global P <0,001 para a interação).

 

Aplicações Práticas

 Entre os pacientes com IC  com ou sem FA, a pontuação CHA2DS2-Vasc foi associada com maior risco de acidente vascular cerebral isquêmico, tromboembolismo e morte. O risco absoluto de complicações tromboembólicas foi maior entre os pacientes sem FA em comparação com pacientes com FA concomitante quando a pontuação CHA2DS2-Vasc  foi elevada. No entanto, a precisão da previsão foi modesta, e a utilidade clínica da pontuação CHA2DS2-VASc em pacientes com IC ainda não foi determinada completamente.

 

Referências

Melggar L et al. Assessment of the CHA2DS2-VASc Score in Predicting Ischemic Stroke, Thromboembolism, and Death in Patients With Heart Failure With and Without Atrial Fibrillation. JAMA. 2015;314(10):1030-1038.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal