FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Revisão Sistemática de Testes Cognitivos para Detectar Demência

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 29/06/2016

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

Não há dúvidas de que as diferentes formas de demência constituem um problema de saúde pública global, dado o impacto de funcionalidade que essas doenças causam, gerando ônus familiar e social, além do próprio dano ao paciente. A detecção precoce desse grupo de doenças facilita o manejo. O Mini Exame do Estado Mental (Mini-Mental) é um instrumento para a detecção exclusiva de demência, mas muitos outros testes também estão disponíveis. Sendo assim, apresentamos a seguir uma revisão sistemática sobre o desempenho diagnóstico de todos os testes cognitivos para a detecção de demência.

 

O Estudo

Essa é uma revisão sistemática realizada em diversas bases de dados incluindo dados sobre testes de rastreio de demência. Os estudos só foram elegíveis porque os participantes foram entrevistados face a face durante a aplicação dos respectivos testes de triagem, e os resultados foram comparados com os critérios de diagnóstico padrão para a demência. Medidas de sensibilidade, especificidade e razão de verossimilhança positiva e negativa foram os principais resultados averiguados.

Onze testes de triagem foram identificados entre 149 estudos com mais de 49.000 participantes. A maioria dos estudos utilizou o Mini-Mental (n = 102) incluindo 10.263 doentes com demência. A sensibilidade e especificidade combinada para a detecção de demência foram de 0,81 (IC95%, 0,78-0,84) e 0,89 (IC95% 0,87-0,91), respectivamente. Entre os outros 10 testes, o Mini-Cog e o Addenbrooke (ACE-I) tinham as melhores performances de diagnóstico, que eram comparáveis ao do Mini-Mental (Mini-Cog, 0,91 de sensibilidade e 0,86 de especificidade; ACE-I, 0,92 de sensibilidade e especificidade de 0,89). Análise de subgrupo revelou que apenas a Avaliação Cognitiva Montreal teve um desempenho comparável ao Mini-Mental na detecção de comprometimento cognitivo leve com 0,89 de sensibilidade e especificidade de 0,75.

 

Aplicações Práticas

Por essa revisão sistemática podemos concluir que o Mini-Mental continua sendo a melhor opção de triagem para demência, porém há outros testes comparáveis do ponto de vista diagnóstico, que são o Mini-Cog e o ACE-I. Especificamente para comprometimento cognitivo leve o que se sugere pelo estudo é o uso do Mini-Mental ou da Avaliação Cognitiva Montreal.

 

Referências

Tsoi KF, Chan JC, Hirai HW, Wong SS, Kwok TY. Cognitive Tests to Detect Dementia: A Systematic Review and Meta-analysis. JAMA Intern Med. 2015;175(9):1450-1458. doi:10.1001/jamainternmed.2015.2152.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal