FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Diagnosticar HIV na fase aguda pode diminuir transmissão

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 09/09/2016

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

Os indivíduos que foram recentemente infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), são grandes responsáveis pela propagação de novas infecções, correspondendo por 30 a 50% destas novas infecções. Sendo assim, essa é uma população que deve ser diagnosticada com a maior velocidade possível. 

 

O Estudo

Um programa chamado “Diagnóstico Precoce” foi feito em San Diego, na Califórnia, com foco em diagnosticar HIV precocemente em indivíduos de alto risco. Dados epidemiológicos, resultados de testes para HIV e  dados geográficos foram obtidos a partir do Departamento de Saúde Pública de San Diego e do Programa “Diagnóstico Precoce”. A análise de regressão foi realizada para determinar se o programa de teste precoce foi temporalmente e geograficamente associado a alterações na incidência de diagnósticos de HIV.

Ao longo do tempo, foi observada uma diminuição na incidência de diagnósticos de HIV, o que foi proporcional ao número de infecções por HIV primário diagnosticado em cada região de San Diego (P <0,001). Análises moleculares do vírus também demonstraram que as cadeias de transmissão foram mais propensas a terminar em regiões onde o programa foi divulgado (P = 0,002). Embora os indivíduos nestas regiões da cidade tivessem infecção diagnosticada mais cedo (P = 0,08), não foram tratados mais precocemente (P = 0,83).

 

Aplicações Práticas

Estes resultados sugerem que o diagnóstico precoce do HIV por um programa de rastreio em indivíduos de alto risco de infecção primária provavelmente contribuiu para a diminuição observada em novos diagnósticos de HIV em San Diego. Isso se deve ao fato de haver a prática de introduzir terapia antirretroviral nesses casos, o que diminui a transmissibilidade. Os resultados dão suporte para se pensar em programas semelhantes em outros locais.

 

Referências

Mehta S et al. Using HIV sequence and epidemiologic data to assess the effect of self-referral testing for acute HIV infection on incident diagnoses in San Diego, California. Clin Infect Dis 2016 May 11; [e-pub]

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal