FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Obesidade Pré-natal e Sintomas Neuropsiquiátricos na Infância

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 09/02/2017

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

A obesidade materna pré-natal tem sido associada a resultados neuropsiquiátricos adversos na infância, incluindo aumento dos sintomas do transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH), internalização e externalização, perturbações afetivas e problemas de desenvolvimento neurológico. Poucos estudos, entretanto, têm se voltado para os resultados neuropsiquiátricos entre os filhos nascidos de mulheres gravemente obesas.

 

O Estudo

Foram avaliados sintomas neuropsiquiátricos em 112 crianças de 3?5 anos cujas mães tinham participado de um estudo longitudinal da obesidade na gravidez (50 com obesidade muito grave, IMC ?40kg/m2, ou obesidade classe III; 62 magras, com IMC 18,5?25kg/m2).

As mães completaram a escala de Hiperatividade de Conners, o Early Symptomatic Syndromes Eliciting Neurodevelopmental Clinical Examination-questionnaire (ESSENCE-Q), o Children’s Sleep Habits Questionnaire (CSHQ), o Strengths and Difficulties Questionnaire (SDQ) e o Child Behavior Checklist (CBCL) para avaliar sintomas neuropsiquiátricos nas crianças.

As covariáveis foram o sexo e a idade do bebê, o peso da criança quando do nascimento, a idade gestacional, os níveis de privação socioeconômica, a idade materna, a paridade, o tabagismo durante a gravidez, o diabetes melito gestacional, bem como os sintomas simultâneos maternos de ansiedade e depressão, avaliados com o Spielberger State-Trait Anxiety Inventory (STAI) e o General Health Questionnaire (GHQ), respectivamente.

As crianças expostas à obesidade grave materna pré-natal tiveram escores significativamente mais elevados na escala de Hiperatividade de Conners, no ESSENCE-Q; problemas de sono total, de acordo com o CSHQ; hiperatividade, problemas de conduta e dificuldades totais pela escala SDQ; problemas de externalização e totais mais elevados, comportamento ansioso/depressivo agressivo e outros transtornos sindrômicos, e maiores problemas afetivos na escala CBCL.

A obesidade materna pré-natal grave permaneceu um preditor significativo de problemas neuropsiquiátricos em crianças em várias escalas independentes de fatores demográficos, fatores pré-natais e sintomas simultâneos maternos de ansiedade e depressão.

 

Aplicação Prática

Este estudo demonstra que a obesidade materna grave no período pré-natal é um forte preditor de aumento de problemas neuropsiquiátricos na infância. Isso pode ter impactos consideráveis do ponto de vista socioeconômico. As explicações fisiopatológicas para o fenômeno são diversas, incluindo inflamação crônica materna, aumento de produção de glicocorticoides e depressão perinatal.

A limitação do estudo é a base de coleta de dados, que se caracteriza pelo relato das mães. Ainda não se sabe se interceder na obesidade materna pode acarretar outros desfechos nas crianças ou se intervenções precoces podem mitigar o potencial dano.

 

Bibliografia

Mina TH et al. Prenatal exposure to very severe maternal obesity is associated with adverse neuropsychiatric outcomes in children. Psychol Med 2016 Oct 25; [e-pub]

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal