FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Abordagem Cirúrgica ou Conservadora para Estenose Aórtica Assintomática

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 20/04/2020

Comentários de assinantes: 0

 

Contexto Clínico

 

O momento e as indicações para intervenção cirúrgicaem pacientes assintomáticos com estenose aórtica grave permanecem controversosna literatura. Qual seria a melhor forma de conduzir esses pacientes é motivode muito debate.

 

O Estudo

 

Em um estudo multicêntrico, foram randomizados 145pacientes assintomáticos com estenose aórtica muito grave (definida como umaárea valvar aórtica de = 0,75 cm2 com velocidade do jato aórtico de= 4,5 m/seg ou um gradiente transaórtico médio de = 50 mmHg) à cirurgia precoceou a cuidados conservadores, de acordo com as recomendações das diretrizesatuais. O desfecho primário foi um composto de morte durante ou dentro de 30dias após a cirurgia (geralmente chamada de mortalidade operatória) ou mortepor causas cardiovasculares durante todo o período de acompanhamento. Oprincipal desfecho secundário foi a morte por qualquer causa durante oacompanhamento.

No grupo da cirurgia precoce, 69 de 73 pacientes(95%) foram submetidos a cirurgia dentro de dois meses após a randomização, enão houve mortalidade operatória. Em uma análise de intenção de tratamento,ocorreu um evento final primário em 1 paciente no grupo da cirurgia precoce(1%) e em 11 de 72 pacientes no grupo de tratamento conservador (15%) (taxa derisco, 0,09; intervalo de confiança [IC] de 95%, 0,01 a 0,67; P = 0,003). Amorte por qualquer causa ocorreu em 5 pacientes no grupo da cirurgia precoce(7%) e em 15 pacientes no grupo de cuidados conservadores (21%) (taxa de risco,0,33; IC 95%, 0,12 a 0,90). No grupo de cuidados conservadores, a incidênciacumulativa de morte súbita foi de 4% em 4 anos e de 14% em 8 anos.

 

Aplicação Prática

 

Entre pacientes assintomáticos com estenose aórticamuito grave, a incidência do composto de mortalidade operatória ou morte porcausas cardiovasculares durante o período de acompanhamento foisignificativamente menor entre aqueles que foram submetidos a cirurgia desubstituição valvar aórtica precoce do que entre aqueles que receberam cuidadosconservadores. Assim, com base nesse ensaio clínico randomizado, em pacientesassintomáticos com estenose aórtica grave, parece preferível submeter o pacienteprecocemente a uma cirurgia.

 

Bibliografia

 

1.            Kang DH et al. Early Surgery or ConservativeCare for Asymptomatic Aortic Stenosis. N Engl J Med 2020; 382:111-119.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.