FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Diferentes Estratégias para Decanulação de Traqueostomia

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 04/11/2020

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

 

Quando os pacientes com traqueostomia atingem um estágio em seus cuidados em que a decanulação parece ser possível, é prática comum tampar o tubo de traqueostomia por 24 horas para ver se eles conseguem respirar por conta própria. Não está claro se essa abordagem para estabelecer a prontidão do paciente para decanulação leva a melhores resultados do que aquela baseada na frequência de sucção das vias aéreas.

 

O Estudo

 

Apresentamos um ensaio clínico realizado em cinco unidades de terapia intensiva (UTI), para o qual foram inseridos adultos conscientes e gravemente enfermos que tinham traqueostomia; os pacientes eram elegíveis após o desmame da ventilação mecânica. Neste ensaio não cego, os pacientes foram designados aleatoriamente para passar por um ensaio de limitação de 24 horas mais oxigenoterapia intermitente de alto fluxo (grupo de controle) ou para receber terapia de oxigênio de alto fluxo contínuo com frequência de sucção, sendo o indicador de prontidão para decanulação (grupo de intervenção). O desfecho primário foi o tempo de decanulação. Os desfechos secundários incluíram falha na decanulação, falha no desmame, infecções respiratórias, sepse, falha multiorgânica, tempo de permanência na UTI e no hospital e óbitos na UTI e no hospital.

O ensaio incluiu 330 pacientes; a média de idade (± DP) dos pacientes era de 58,3 ± 15,1 anos, e 68,2% eram homens. Um total de 161 pacientes foram designados para o grupo de controle, e 169, para o grupo de intervenção. O tempo para decanulação foi menor no grupo de intervenção do que no grupo de controle (mediana, 6 dias [intervalo interquartil, 5 a 7] vs. 13 dias [intervalo interquartil, 11 a 14]; diferença absoluta, 7 dias [intervalo de confiança de 95%, 5 a 9]). A incidência de pneumonia e traqueobronquite foi menor, e o tempo de permanência no hospital mais curto, no grupo intervenção do que no grupo de controle. Outros resultados secundários foram semelhantes nos dois grupos.

 

Aplicação Prática

 

Uma prática às vezes pouco discutida nos corredores dos hospitais, a decanulação de traqueostomia muitas vezes é um limitante para desospitalização de pacientes. Neste ensaio clínico que apresentamos, a decisão de decanular baseada na intervenção que se utilizou de sucção associada ao uso de oxigenoterapia contínua de alto fluxo, em comparação com o padrão de teste de limitação (oclusão) de 24 horas com oxigenoterapia intermitente de alto fluxo, reduziu o tempo de decanulação, sem evidência de diferença entre os grupos na incidência de falhas e ainda com desfechos secundários favoráveis, como a incidência de infecções de via aérea baixa e permanência hospitalar. O estudo tem bom volume de pacientes e foi realizado em cinco UTIs distintas. Acreditamos que, apesar de ser apenas um ensaio clínico isolado, seus resultados favorecem a adoção dessa prática em protocolos hospitalares.

 

Bibliografia

 

1.             Martínez GH et al. High-Flow Oxygen with Capping or Suctioning for Tracheostomy Decannulation. N Engl J Med 2020; 383:1009-1017

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.