FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Estrófulo

Última revisão: 31/05/2009

Comentários de assinantes: 0

Reproduzido de:

Dermatologia na Atenção Básica de Saúde / Cadernos de Atenção Básica Nº 9 / Série A - Normas de Manuais Técnicos; n° 174 [Link Livre para o Documento Original]

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Secretaria de Políticas de Saúde

Departamento de Atenção Básica

Área Técnica de Dermatologia Sanitária

BRASÍLIA / DF – 2002

 

Estrófulo

CID-10: L28.2

 

DESCRIÇÃO DO ESTRÓFULO

Dermatose desencadeada por picadas de insetos (pulgas, mosquitos e formiga), ocorrendo nos primeiros anos de vida, principalmente em crianças atópicas. Caracteriza-se por lesões papulosas encimadas por vesícula central (Figura 1) e lesões pápulo crostosas, escoriadas, geralmente em áreas expostas (Figura 2). O prurido geralmente é intenso e a evolução dá-se em surtos que coincidem com picada do inseto. Infecção secundária é freqüente. A manifestação do Estrófulo independe de fatores hereditários, sexo ou cor. No adulto, pode estar associado a neoplasias malignas ou imunodepressão (aids).

 

Figura 1: Estrófulo – pápula encimada por vesícula.

 

Figura 2: Estrófulo.

 

 

SINONÍMIA

Prurigo agudo infantil.

 

ETIOLOGIA DO ESTRÓFULO

Toxinas de insetos associadas à pré-disposição constitucional.

 

RESERVATÓRIO

Não se aplica.

 

MODO DE TRANSMISSÃO DO ESTRÓFULO

Não se aplica.

 

PERÍODO DE INCUBAÇÃO

Não se aplica.

 

PERÍODO DE TRANSMISSIBILIDADE

Não se aplica.

 

COMPLICAÇÕES DO ESTRÓFULO

Infecção secundária.

 

DIAGNÓSTICO DO ESTRÓFULO

Clínico.

 

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL

Escabiose, miliária, disidrose, varicela.

 

TRATAMENTO DO ESTRÓFULO

Tópico

Corticosteróides; antibióticos tópicos quando houver infecção secundária.

 

Sistêmico

Dexclorfeniramina - adultos: 2 mg 3 vezes ao dia ou 6mg ao deitar. Crianças: 2 – 6 anos: 0,5 mg 3 vezes ao dia. 6 - 12 anos: 1 mg 3 vezes ao dia. Corticosteróide sistêmico – nos surtos mais agudos. Prednisona - dose de 1 mg/kg/dia - apresentação em comprimidos de 5 e 20 mg, por períodos limitados.

Observação: vide o capítulo com recomendações para uso de corticosteróides.

 

CARACTERÍSTICAS EPIDEMIOLÓGICAS DO ESTRÓFULO

Acomete principalmente crianças.

 

OBJETIVOS DA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

Não se aplica.

 

NOTIFICAÇÃO

Não é doença de notificação compulsória.

 

MEDIDAS DE CONTROLE DO ESTRÓFULO

Uso de repelentes, mosquiteiros e roupas adequadas, que protejam as pernas. Em pacientes atópicos não é recomendado o uso prolongado de repelentes.

 

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO

Consta no documento:

“Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”

O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal