FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Pirazinamida

Última revisão: 06/01/2010

Comentários de assinantes: 0

Reproduzido de:

Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [Link Livre para o Documento Original]

Série B. Textos Básicos de Saúde

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos

Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos

Brasília / DF – 2008

 

Pirazinamida

 

Samara Haddad Simões Machado

 

Na Rename 2006: item 5.1.15

 

APRESENTAÇÕES

      Comprimido 500 mg.

      Solução oral 30 mg/mL.

 

INDICAÇÃO1,2,5

      Tratamento da tuberculose, em combinação com outros fármacos.

 

CONTRA-INDICAÇÕES1,2,5,6

      Insuficiência hepática grave.

      Gota aguda.

      Hipersensibilidade a Pirazinamida e componentes da fórmula.

 

PRECAUÇÕES1,2,5,6

      Cautela em pacientes com diabetes melito, hiperuricemia, porfiria.

      Disfunção hepática (ver apêndice C).

      Cautela em pacientes em uso de outros medicamentos hepatotóxicos ou bebidas alcoólicas em excesso, com hepatopatias prévias e história de disfunção hepática associada à isoniazida.

      Realizar rotineiramente testes de acuidade visual e discriminação de cores durante o tratamento em crianças com menos de 5 anos de idade.

      Monitorar função renal durante o tratamento (ver apêndice D).

      Em pacientes obesos, calcular dose com base no peso ideal estimado.

      Categoria de risco na gravidez (FDA): C.

 

ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO4,5,197

Adultos e Adolescentes

Tratamento de Tuberculose

      De 15 a 30 mg/kg/dia, por via oral, uma vez ao dia, diariamente, por 2 meses; dose máxima: 2 g, ou

      50 mg/kg/dose, por via oral, 2 vezes por semana, por 2 meses; dose máxima: 4 g, ou

      de 25 a 30 mg/kg/dose, por via oral, 3 vezes por semana, por 2 meses; dose máxima: 2,5 g.

 

Tuberculose e Infecção por HIV

      De 40 a 55 kg: 1.000 mg, por via oral, uma vez ao dia, ou 1.500 mg, por via oral, 3 vezes por semana.

      De 56 a 75 kg: 1.500 mg, por via oral, uma vez ao dia, ou 2.500 mg, por via oral, 3 vezes por semana.

 

Idosos

Tratamento de Tuberculose

      Dar 15 mg/kg/dia, por via oral, uma vez ao dia, diariamente, por 2 meses.

 

Crianças

Tratamento da Tuberculose

      De 15 a 30 mg/kg/dia, por via oral, uma vez ao dia, por 2 meses; dose máxima 2 g, ou

      50 mg/kg/dose, por via oral, 2 vezes por semana, em combinação com outros agentes antituberculostáticos, por 2 meses; dose máxima: 4 g.

 

Tuberculose e Infecção por HIV

      Para pacientes portadores de HIV com a doença em estágio avançado (contagem de CD4 menor que 100 células/mm3) não são recomendados esquemas de administração bissemanal, em função de aumento no risco de desenvolvimento de resistência adquirida.

 

Observação

      Estratégia de Tratamento Diretamente Observado (DOT): “O esquema de tratamento intermitente com dose adequada a este tipo de regime, sempre supervisionado, poderá ser utilizado após a fase inicial, sob responsabilidade das coordenações estaduais.”197.

      Crianças com tuberculose óssea, articular ou meníngea devem ser tratadas durante 9 a 12 meses.

 

ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES4-6

      O teor de gordura dos alimentos influencia a absorção.

      Meia-vida de eliminação: 9,5 horas (fármaco) e 12 horas (metabólito ativo).

      Em insuficiência renal crônica: 26 horas (fármaco) e 22 horas (metabólito ativo).

      Em cirrose hepática: 15 horas.

      Pico de concentração sérica: 2 horas e 4 a 5 horas (metabólito ativo).

      Metabolismo: hepático (metabólito ativo).

      Excreção: renal (70%, 4% em forma inalterada).

 

EFEITOS ADVERSOS1,2,5,6

      Hepatotoxicidade, hepatomegalia e insuficiência hepática.

      Febre.

      Esplenomegalia.

      Náusea, vômitos, anorexia.

      Artralgia, mialgia, gota.

      Anemia, trombocitopenia.

      Rash, fotossensibilidade.

      Nefrite intersticial.

      Porfiria.

 

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS2,5,6

      Aumento de efeito/toxicidade de Pirazinamida: probenecida, etionamida, isoniazida, rifampicina.

      Redução de efeito de Pirazinamida: zidovudina.

      Pirazinamida antagoniza os efeitos de probenecida.

 

ORIENTAÇÕES AOS PACIENTES1,2

      Orientar para ingerir o medicamento em jejum.

      Orientar para suspender o tratamento e notificar se ocorrerem náuseas e vômitos persistentes.

 

ASPECTOS FARMACÊUTICOS4,5

      Armazenar em temperaturas entre 15 a 30°C.

      A suspensão oral permanece estável por 2 meses se armazenada em temperatura ambiente ou sob refrigeração.

      A adição de vitamina C (20 microgramas/mL) à suspensão de Pirazinamida compromete a estabilidade.

 

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO

Consta no documento:

“Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”

O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal