FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Antiglaucomatosos

Última revisão: 17/09/2015

Comentários de assinantes: 0

Reproduzido de:

Formulário Terapêutico Nacional 2010: Rename 2010 [Link Livre para o Documento Original]

Série B. Textos Básicos de Saúde

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos

Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos

Brasília / DF – 2010

 

         19.5  Antiglaucomatosos

Acetazolamida é um inibidor sistêmico da anidrase carbônica sendo um potente hipotensor ocular podendo reduzir a pressão intraocular em 25% a 40%. Atua reduzindo a produção do humor aquoso. Acetazolamida é indicada no tratamento de longo prazo do glaucoma primário e secundário de ângulo aberto. Entretanto é geralmente utilizada como fármaco de segunda linha e adicionada a betabloqueadores tópicos. É utilizada também para minimizar o aumento da pressão intraocular associado a cirurgias oculares. Dentre os efeitos adversos observados podem ser citados os efeitos locais como a miopia transitória rara e os sistêmicos como, anorexia, náuseas, cólicas abdominais, diarreia, fraqueza, perda de peso e parestesia. Por sua relação estrutural com as sulfonamidas, a acetazolamida pode produzir reações alérgicas como síndrome de Stevens-Johnson e anemia aplástica. Seu uso está contraindicado em pacientes com doença hepática ou renal grave. Deve ser usado com cautela em pacientes idosos com insuficiência renal devido ao aumento do risco de desequilíbrio ácido básico e hidreletrolítico. Pacientes em uso concomitante de altas doses de aspirina devem também ter precaução, pois os inibidores da anidrase carbônica podem deslocar os salicilatos do plasma para os tecidos (ver monografia, página 364). Pilocarpina é o miótico de escolha para o glaucoma de ângulo aberto e em crises agudas de glaucoma de ângulo fechado. Sua ação tem início 15 a 30 minutos após aplicação tópica e duração de 4 a 8 horas. Em indivíduos normais, a pilocarpina provoca um aumento inicial da pressão intraocular seguido por uma queda subsequente (ver monografia, página 586).

Timolol é um bloqueador beta adrenérgico não seletivo sem atividades de estabilização de membrana ou simpaticomiméticas intrínsecas e de baixa a moderada lipossolubilidade. No tratamento do glaucoma, o mecanismo exato do efeito hipotensor ocular dos ß-bloqueadores não foi claramente definido. No entanto, betabloqueadores parecem produzir uma redução da pressão intraocular, diminuindo a produção do humor aquoso,sendo indicado para o tratamento de glaucoma de ângulo aberto. Quando combinada a outros agentes ou de forma isolada tem sido eficaz em casos de glaucoma crônico de ângulo aberto, hipertensão ocular, e outras doenças oculares em que a redução da pressão intraocular é benéfica. Apesar de timolol ser aplicado localmente, pode entrar na circulação geral e atingir altas concentrações suficientes para causar efeitos sistêmicos, incluindo alterações na frequência cardíaca e ritmo, broncoconstrição, dislipidemia e no Sistema Nervoso Central. Uma revisão sistemática de estudos na população pediátrica, realizado sobre a segurança e eficácia do timolol, descreve que ele é a primeira escolha no tratamento do glaucoma pediátrico. Nos casos com redução insuficiente da pressão intraocular (PIO), a combinação de uma vez por dia de timolol e duas vezes por dia de dorzolamida (colírio inibidor da anidrase carbônica) traz um bom controle da PIO. Ambos os medicamentos são eficazes e bem tolerados (ver monografia, página 828).

 

SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO

Consta no documento:

“Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”

O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal