FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Eletrocardiograma 58

Autores:

Fernando de Paula Machado

Médico pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Residência em Clínica Médica no Hospital das Clínicas da FMUSP (HC-FMUSP). Residência em Cardiologia pelo Instituto do Coração (InCor) do HC-FMUSP. Médico Diarista do Pronto-Atendimento do Hospital Sírio-Libânes.

Leonardo Vieira da Rosa

Médico Cardiologista pelo Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Médico Assistente da Unidade de Terapia Intensiva do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Doutorando em Cardiologia do InCor-HC-FMUSP. Médico Cardiologista da Unidade Coronariana do Hospital Sírio Libanês.

Última revisão: 01/04/2019

Comentários de assinantes: 0

Quadro clínico

Paciente etilista crônico com quadro de pancreatite aguda

 

Eletrocardiograma do paciente

 

Ver diagnóstico abaixo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Interpretação

A) Freqüência = 50 Regular;

B) Morfologia da onda P = normal, positiva em DI/DII/aVF, precedendo cada complexo QRS;

C) Intervalo PR = 0,14 s,

D) Morfologia QRS = eixo e duração normal

E) Morfologia onda T = bizarra e bifásica com aumento de amplitude

F) Intervalo Qt = muito prolongado  (730 ms)

G) Ritmo sinusal.

 

Diagnóstico

QT longo causado por hipomagnesemia isolada. Após correção da hipomagenesemia temos o ECG abaixo

 

 

Discussão

            A hipomagnesemia pode causar QT longo e outras alterações como achatamento ou inversão da onda P, alargamento do QRS, aumento do intervalo PR (alterações também vistas na hipocalemia, a qual está frequentemente presente nos casos de hipomagnesemia) , depressão do segmento ST, inversão da onda T, torsades de pointes e fibrilação ventricular refratária ao tratamento habitual.

 

Causas de Hipomagnesemia:

 

1)     Deficiência nutricional: alcoolismo e desnutrição

2)     Malabsorção intestinal

3)     Pancreatite aguda

4)     Perdas intestinais: diarréia, fístulas, abuso de laxantes

5)     Perdas cutâneas: queimaduras, sudorese por exercício excessivo

6)     Perdas renais: poliúria, expansão volêmica, hiperaldosteronismo, hipercalcemia, diuréticos, drogas nefrotóxicas (cisplatina, anfotericina, aminoglicosídeos, ciclosporina)

 

            A hipomagnesemia aumenta a chance de arritmias venriculares na fase aguda do infarto do miocárdio e também de torsades de pointes, principalmente em pacientes usando antiarrítmicos da classe IA ou III.

            A correção deve ser feita com infusão de Sulfato de Magnésio, com doses variáveis de acordo com o quadro clínico. Nas arritmias ventriculares e torsades de pointes deve-se infundir 1 a 2g em 5 a 60 minutos.

 

Veja mais em:

 

Distúrbios do Magnésio

Eletrocardiograma 2

Eletrocardiograma 43

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal