FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Hipertrofia de parótidas em cirrose por álcool

Autor:

Rodrigo Antonio Brandão Neto

Médico Assistente da Disciplina de Emergências Clínicas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Última revisão: 24/01/2014

Comentários de assinantes: 0

Quando clínico

          Paciente do sexo masculino, 54 anos, com antecedente de cirrose por álcool. A Figura 1 mostra hipertrofia das glândulas parótidas.

 

 

Figura 1. Hipertrofia das glândulas parótidas.

 

Diagnóstico

          A hipertrofia das glândulas parótidas é um dos achados descritos na cirrose, mas sua relação não é com a cirrose propriamente dita, mas com a cirrose por álcool.

A glândula parótida foi uma das primeiras a demonstrar a influência do consumo de etanol, que pode levar à infiltração gordurosa, fibrose e edema. Histologicamente, os pacientes apresentam infiltrado inflamatório linfocítico. Outras glândulas podem ser afetadas, como as glândulas salivares, com redução do fluxo salivar e maior risco de periodontite e até mesmo neoplasia de cavidade oral.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal