FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Enterocolite Neutropênica

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 21/06/2016

Comentários de assinantes: 0

Quadro Clínico

Mulher de 49 anos, portadora de câncer de mama metastático em quimioterapia, última sessão há 15 dias, chega ao pronto-socorro com temperatura de 39ºC e intensa dor abdominal. Seu hemograma revela apenas 600 leucócitos. Há francos sinais de sepse, sendo que a paciente encontra-se hipotensa e com lactato arterial aumentado. Ela recebe antibióticos, volume, e é levada para TC de abdômen.

 

Imagem 1- Tomografia de Abdômen

 

 

 

Discussão

Podemos ver na imagem que a paciente apresenta um grande pneumoperitôneo associado a uma distensão colônica. A paciente foi levada imediatamente para cirurgia, e os achados do intraoperatório foram de peritonite estercoral e perfuração de ceco e sinais de sofrimento de alças no restante do cólon da paciente.

Podemos caracterizar esse caso como uma enterocolite neutropênica ou “tiflite”. A enterocolite neutropênica é uma doença gravíssima que leva à necrose intestinal de pacientes com neutropenia. Outros termos que foram usados para descrever essa síndrome incluem "tiflite," "enterocolite necrotizante" e "síndrome ileocecal", devido a sua localização mais comum ser nessa área do cólon.

Muitos fatores são envolvidos no surgimento dese quadro, incluindo a mucosite gerada pela quimioterapia, a própria neutropenia e a translocação bacteriana no intestino, que por fim leva à necrose da parede intestinal, sendo o local mais comum de acometimento o ceco, o cólon ascendente e o íleo terminal. Geralmente trata-se de infecção polimicrobiana, não sendo incomum a ocorrência de bacteremia ou fungemia associadamente.

É um diagnóstico diferencial que deve ser levado em conta para qualquer paciente com dor abdominal, febre e contagem absoluta de neutrófilos <500 células / microL. O diagnóstico precisa ser confirmado por exame de imagem. Os achados da TC incluem espessamento da parede intestinal, dilatação do intestino,  realce da mucosa e pneumatose. Nesse caso, em específico, vemos uma evolução do quadro, com abdômen agudo perfurativo francamente instalado, já demonstrando complicação.

O tratamento de casos sem perfuração ou sangramento grave envolve antimicrobianos de largo espectro, repouso intestinal, sucção nasogástrica, fluidos intravenosos, suporte nutricional e suporte a produtos do sangue (hemácias e plasma fresco congelado, conforme necessário). Intervenção cirúrgica é recomendada para aqueles com perfuração ou outro processo que não pode ser controlado com medicamento (por exemplo, hemorragia persistente). O esquema de antibióticos deve ser aquele já preconizado para neutropenia febril, sendo aceitável o uso de piperacilina-tazobactam, ou cefepime com metronidazol, ou ainda ceftazidima com metronidazol.

 

Referências

Urbach DR, Rotstein OD. Typhlitis. Can J Surg 1999; 42:415.

 

Pestalozzi BC, Sotos GA, Choyke PL, et al. Typhlitis resulting from treatment with taxol and doxorubicin in patients with metastatic breast cancer. Cancer 1993; 71:1797

 

Cunningham SC, Fakhry K, Bass BL, Napolitano LM. Neutropenic enterocolitis in adults: case series and review of the literature. Dig Dis Sci 2005; 50:215.

 

Davila ML. Neutropenic enterocolitis. Curr Opin Gastroenterol 2006; 22:44.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal