FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Paciente com Dor Lombar e Derrame Pleural

Autor:

Rodrigo Antonio Brandão Neto

Médico Assistente da Disciplina de Emergências Clínicas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Última revisão: 08/12/2016

Comentários de assinantes: 0

 

 

Paciente do sexo masculino, com de 62 anos de idade, hipertenso e com insuficiência renal crônica (IRC) dialítica. Quadro de 4 meses de duração de dor lombar, febre vespertina ocasional e perda de peso de 5kg nesse período. Procurou o pronto-socorro e, na investigação diagnóstica do caso, observou-se murmúrio vesicular (MV) diminuído na ausculta respiratória (AR) de hemitórax direito. O paciente realizou tomografia computadorizada (TC) de tórax e ressonância nuclear magnética (RNM) de coluna torácica para investigação, conforme as Imagens 1 e 2.

 

 

Imagem 1 - tomografia computadorizada (TC) de tórax.

 

 

 

 

Imagem 2 - Ressonância nuclear magnética (RNM) de coluna torácica.

 

 

Paciente com achado de derrame pleural, à direita, e acometimento de T7-T8 em RM de coluna torácica, com erosões vertebrais e processo inflamatório local, com a história clínica associada, bem como derrame pleural. Uma das principais hipóteses diagnósticas era a tuberculose com mal de Pott, ou seja, tuberculose com infecção vertebral. Outra possibilidade seria infecção de cateter venoso central (CVC) com endocardite secundária e espondilodiscite por embolização séptica, embora o caso seja mais sugestivo de tuberculose.

O mal de Pott representa cerca de 60% dos casos de acometimento ósseo pela tuberculose, sendo que a coluna torácica é o local mais acometido. Dor é o principal sintoma, e costuma piorar com a mobilização; em caso de colapso vertebral, podem ocorrer sintomas neurológicos.

O diagnóstico pode ser confirmado com biópsia óssea. Nesse caso, porém, foi puncionado o derrame pleural, que mostrou ser um exsudato linfocítico com artéria descendente anterior (ADA) aumentado, sendo, portanto, extremamente sugestivo do diagnóstico de tuberculose. Assim, foi efetuado o diagnóstico empírico de tuberculose vertebral, bem como foi iniciado o tratamento com esquema Ripe. A melhora dos sintomas confirmou, de forma retrospectiva, o diagnóstico.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal