FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Paciente com Aumento de Mediastino

Autor:

Rodrigo Antonio Brandão Neto

Médico Assistente da Disciplina de Emergências Clínicas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Última revisão: 25/05/2017

Comentários de assinantes: 0

Aumento de Mediastino

 

Paciente de 64 anos de idade procura o serviço com quadro de perda de peso e astenia há 4 meses. Há 1 semana, tem dispneia e edema de membros superiores e inferiores; nega febre durante esse período.

Ao exame físico, apresenta: frequência cardíaca (FC), 112bpm; estase jugular, 2+/4+; pressão arterial (PA), 110 x 80mmHg; ausculta respiratória com M+, um pouco diminuído em todos os campos; ausculta cardiovascular com bulhas rítmicas, normofonéticas, sem sopros; abdome: fígado palpável acerca de 4=5cm do rebordo costal direito; edema de membros inferiores bilateral 2+/4+, sem sinais de trombose venosa profunda (TVP).

Os exames laboratoriais indicam: hemoglobina (Hb), 7,3g/dL; volume corpuscular médio (VCM), 96; plaquetas, 98.000, 4.500 leucócitos com 75% de neutrófilos, com 8% de bastonetes e 2% de pró-mioelócitos, com presença de eritrócitos poliortocromáticos e reticulócitos.

 

O paciente realizou radiografia de tórax, a qual pode ser observada na Figura 1.

 

Figura 1 - Radiografia de tórax.

 

A radiografia de tórax mostra um aumento de mediastino, sugestivo da possibilidade de uma massa torácica, que poderia corresponder a um carcinoma broncogênico ou linfoma, como principais hipóteses diagnósticas. O exame físico mostra, ainda, edema de membros superiores e inferiores, estase jugular com hepatomegalia, que traz a possibilidade de ocorrência da síndrome de veia cava superior (SVCS). As alterações hematológicas com desvio à esquerda, com formas jovens e presença de hemácias também jovens, mostram uma reação leucoeritroblástica, que poderia ser justificada por invasão medular por neoplasia ? um processo denominado de mieloftise. A imagem da tomografia computadorizada (TC), na Figura 2, mostra a presença de uma massa mediastinal.

 

TC: tomografia computadorizada.

Figura 2 - TC.

 

Em relação ao manejo da SVCS, esse paciente recebeu diuréticos, com melhora parcial dos sintomas. Devem ser evitados glicocorticoides nessa fase, pois ainda não foi realizada a biópsia da massa. Pacientes com sintomas neurológicos associados à SVCS, ou com insuficiência respiratória por obstrução pelo tumor, têm indicação do uso de glicocorticoides mesmo antes da biópsia.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal