FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Sulfato de Gentamicina

Última revisão: 05/01/2010

Comentários de assinantes: 0

>Reproduzido de:>>>>>

>Formulário Terapêutico Nacional 2008: Rename 2006 [>Link Livre para o Documento Original>>]>>>>>

>Série B. Textos Básicos de Saúde>>>>>

>MINISTÉRIO DA SAÚDE>>>>>

>Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos>>>>>

>Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos>>>>>

>Brasília / DF2008>>>>>

>> >>>

>>Sulfato de Gentamicina>>>>>

>> >>>

>Paloma Michelle de Sales>>>>>

>> >>>

>>Na Rename 2006: itens 5.1.4, 5.1.14 e 19.2>>>>>

>>> >>>>

>>APRESENTAÇÕES>>>>>>>

>      >>>Solução injetável 10 mg/mL e 40 mg/mL.>>>>

>      >>>Colírio 5 mg/mL.>>>>

>      >>>Pomada oftálmica 5 mg/g.>>>>

>>> >>>>

>>INDICAÇÕES>1,5>>>>>>>>

>      >>>Infecções hospitalares graves causadas por bacilos Gram negativos aeróbios e >Enterococcus >sp (preferencialmente infecções ginecológicas, abdominais, urinárias, pneumonia de aspiração em pacientes hospitalizados, infecções por >Pseudomonas aeruginosa >em casos de fibrose cística).>>>>

>      >>>Tratamento adjuvante de tracoma.>>>>

>      >>>Tratamento de infecções oftálmicas por bacilos Gram negativos aeróbios.>>>>

>>> >>>>

>>CONTRA-INDICAÇÃO>1,5>>>>>>>>

>      >>>Hipersensibilidade a gentamicina e outros aminoglicosídeos.>>>>

>>> >>>>

>>PRECAUÇÕES>1,5>>>>>>>>

>      >>>Cautela em pacientes com miastenia grave, síndrome de Parkinson, intolerância a aminoglicosídeos, desidratados, crianças e neonatos (meia-vida aumentada), idosos (diminuição de função renal).>>>>

>      >>>Aminoglicosídeos apresentam atividade limitada contra cocos Gram positivos, não devendo ser usados isoladamente em infecções causadas por esses agentes.>>>>

>      >>>Duração de tratamento deve ser a mais curta possível para evitar efeitos adversos (geralmente até 14 dias).>>>>

>      >>>Utilização por período superior a 10 dias, exige monitoramento de níveis séricos e funções renal, auditiva e vestibular.>>>>

>      >>>Não usar concomitantemente com outros fármacos ototóxicos ou nefrotóxicos.>>>>

>      >>>Não deve ser misturada a outros fármacos em mesma seringa ou mesmo equipo de soro, devido à freqüente incompatibilidade medicamentosa.>>>>

>      >>>Intervalo entre administrações costuma corresponder a 4 meias-vidas; para maior segurança, níveis séricos devem ser monitorizados.>>>>

>      >>>Apresenta efeito pós-antibiótico que propicia uso de dose única diária (ou seja, dose total de 24 horas administrada em uma vez) e diminui nefrotoxicidade, exceto no tratamento de endocardite por >Streptococcus viridans>, em que a eficácia de doses únicas não foi comprovada.>>>>

>      >>>Manter o paciente bem hidratado e aumentar a hidratação caso apareçam cilindros, leucócitos, eritrócitos ou albumina na urina.>>>>

>      >>>Ajustar a dose ou interromper o tratamento quando houver diminuição da função renal (ver apêndice D).>>>>

>      >>>Soluções contendo metabissulfito de sódio podem causar reações alérgicas.>>>>

>      >>>Categoria de risco gestacional (FDA): C.>>>>

>> >>>

>>ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO>5,162>>>>>>>>

>Infecções Hospitalares Graves>>

>>> >>>>

>>Adultos>>>>>>>

>      >>>4 a 7 mg/kg/dia, 1 vez ao dia, por 7 a 10 dias. Dose máxima: 15 mg/kg/dia.>>>>

>      >>>Paciente em hemodiálise: 1,0 a 1,7 mg/kg, após cada sessão de diálise.>>>>

>>> >>>>

>>Crianças>>>>>>>

>      >>>Prematuros e neonatos com até 1 semana de vida: 2,5 mg/kg, a cada 12 horas.>>>>

>      >>>Neonato com mais de 1 semana a 5 anos: 2,5 mg/kg, a cada 8 horas.>>>>

>      >>>Paciente em hemodiálise: 2,0 mg/kg, após cada sessão de diálise.>>>>

>> >>>

>1.    >>>Ajuste de Dose>>>>

>      >>>Em insuficiência renal crônica, manter a dose usual e aumentar o intervalo entre administrações, de acordo com a depuração de creatinina endógena (DCE).>>>>

>      >>>DCE superior a 50 mL/minutos: intervalo de 8 a 12 horas.>>>>

>      >>>DCE entre 10 e 50 mL/minutos: intervalo de 12 horas.>>>>

>      >>>DCE inferior a 10 mL/minutos: intervalo de 24 horas.>>>>

>      >>>Ou de acordo com a fórmula: creatinina sérica (mg/100 mL) x 8 horas = intervalo entre as doses (horas).>>>>

>> >>>

>2.    >>>Observação>>>>

>      >>>A administração intravenosa pode ser por injeção direta lenta (acima de 2 a 3 minutos), ou infusão intermitente de solução com 500 mg de gentamicina em 100 mL ou 200 mL de solução diluente injetável (cloreto de sódio a 0,9%, glicose a 5% em água ou outra solução compatível), durante 30 a 120 minutos.>>>>

>> >>>

>Indicações de Uso Oftálmico>>

>>Adultos e Crianças>>>>>>>

>      >>>Pomada: aplicar pequena quantidade no(s) olho(s) afetado(s), 2 a 3 vezes ao dia, enquanto necessário.>>>>

>      >>>Colírio: pingar 1 a 2 gotas no(s) olho(s) afetado(s), a cada hora, enquanto necessário.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACOCINÉTICOS CLINICAMENTE RELEVANTES>5>>>>>>>>

>      >>>Início de efeito: 6 a 12 horas.>>>>

>      >>>Pico sérico: 1 hora (intramuscular), 15 a 30 minutos (intravenosa).>>>>

>      >>>Meia-vida plasmática: 1,5 a 4 horas (adultos com função renal normal).>>>>

>      >>>Biotransformação: não .>>>>

>      >>>Excreção: renal (70% a 100%).>>>>

>      >>>É removida por hemodiálise (70% a 80% após cada 12 horas).>>>>

>>> >>>>

>>EFEITOS ADVERSOS>1,5,6>>>>>>>>

>      >>>Ototoxicidade vestibular e coclear (3% a 5%), perda auditiva (0,5%, às vezes irreversível) e/ou dificuldade de equilíbrio, zumbidos.>>>>

>      >>>Vertigem, nistagmo, tontura, marcha instável, cefaléia, parestesia, tremores.>>>>

>      >>>Náuseas, vômitos.>>>>

>      >>>Nefrotoxicidade (2% a 25%), elevação transitória de creatinina sérica e uremia, albuminúria, sedimento urinário alterado e oligúria.>>>>

>      >>>Bloqueio neuromuscular, paralisia muscular aguda e apnéia em pacientes submetidos a medicamentos anestésicos e bloqueadores neuromusculares periféricos, fraqueza.>>>>

>      >>>Erupções cutâneas, urticária, dermatite exfoliativa, alopecia.>>>>

>      >>>Febre.>>>>

>      >>>Eosinofilia.>>>>

>      >>>Artralgia.>>>>

>> >>>

>>INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS>5>>>>>>>>

>      >>>Sinergia com penicilinas e cefalosporinas contra infecções por bacilos Gram negativos aeróbios ou cocos Gram positivos e com vancomicina contra pneumococos resistentes a penicilina.>>>>

>      >>>Aumento de nefrotoxicidade com: diuréticos de alça, cefalosporinas, cisplatina, ciclosporina, anfotericina B, contrastes radiológicos, foscarnete, vancomicina.>>>>

>      >>>Aumento de ototoxicidade com: furosemida, ácido etacrínico, carboplatina.>>>>

>      >>>Aumento de neurotoxicidade com: agentes bloqueadores neuromusculares despolarizantes e não-despolarizantes e de antibióticos polipeptídios.>>>>

>      >>>Ibuprofeno, indometacina intravenosa, enflurano e metoxiflurano potenciam os efeitos tóxicos.>>>>

>      >>>Gliconato de cálcio administrado intravenosamente reverte o bloqueio neuromuscular.>>>>

>> >>>

>>ASPECTOS FARMACÊUTICOS>5,6>>>>>>>>

>      >>>Manter à temperatura de 2 a 30°C.>>>>

>      >>>Utilização de seringas plásticas reduz a eficácia da gentamicina em até 16%.>>>>

>      >>>Compatível com: água para injeção, dextrano 40, manitol 20%, Ringer lactato e solução salina.>>>>

>      >>>Incompatível com: ampicilina, alopurinol, anfotericina B, cefazolina, cefepima, cefamandol, clindamicina, furosemida, heparina, idarrubicina, indometacina, meglumina, fenitoína, propofol, varfarina, filgrastim, nafcilina, ticarcilina, solução lipídica 10%.>>>>

>> >>>

>>SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DO DOCUMENTO>>>>>>>

>Consta no documento:>>>>

>Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial.”>>>>

>O objetivo do site MedicinaNet e seus editores é divulgar este importante documento. Esta reprodução permanecerá aberta para não assinantes indefinidamente.>>>>

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal