FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Lidocaína antiarrítmico

Última revisão: 30/07/2010

Comentários de assinantes: 0

Lidocaína (antiarrítmico) (INJETÁVEL) (nome genérico) (substância ativa). Informações sobre posologia, indicações, contra-indicações, efeitos colaterais/adversos, interações medicamentosas e formas de administração.

 

O QUE É

A lidocaína é um antiarrítmico [antiarrítmico classe IB; inibidor dos canais de sódio e potássio; antiarrítmico classe IB; cloridrato de lidocaína].

 

PARA QUE SERVE

Arritmia ventricular (resultante de infarto agudo do miocárdio, intoxicação digitálica, cateterismo cardíaco, cirurgia cardíaca) (é droga de escolha).

 

COMO AGE

A lidocaína tem ação direta nos tecidos cardíacos, particularmente na rede de Purkinje. Deprime levemente a fase 0 da despolarização e pode encurtar a duração do potencial de ação (na classificação de Vaughan Willians: classe I B). Distribuição: rápida. Biotransformação: no fígado (90%); metabólitos ativos. Ação - imediata (45 a 90 segundos, por via intravenosa); duração: 10 a 20 minutos. Concentração terapêutica: 1,5 a 5 mcg por mL de plasma. Eliminação: urina (10%, como lidocaína).

 

COMO SE USA

Uso Injetável – Doses

Via Intravenosa Direta

ATENÇÃO: verificar nas informações do fabricante a compatibilidade do produto com a via intravenosa.

 

1.    ADULTOS

      Dose de ataque: 1 mg por kg de peso (numa velocidade de 25 a 50 mg por minuto); se necessário, repetir a dose após 5 minutos. Geralmente, instala-se uma infusão intravenosa para manter os efeitos.

 

      LIMITE DE DOSE PARA ADULTOS: 300 mg (cerca de 4,5 mg por kg de peso), num período de 1 hora.

 

2.    IDOSOS

      Podem ser mais sensíveis às doses usuais de adultos.

 

3.    CRIANÇAS

      Dose de ataque: 1 mg por kg de peso (numa velocidade de 25 a 50 mg por minuto); se necessário, repetir a dose após 5 minutos (mas não ultrapassar uma dose total de 3 mg por kg de peso). Geralmente, instala-se uma infusão intravenosa para manter os efeitos.

 

Infusão Intravenosa

      Geralmente após a dose de ataque

 

1.    ADULTOS

      0,02 a 0,05 mg por kg de peso (numa velocidade de 1 a 4 mg por minuto).

 

      LIMITE DE DOSE PARA ADULTOS: 300 mg (cerca de 4,5 mg por kg de peso), num período de 1 hora.

 

2.    IDOSOS

      Podem ser mais sensíveis às doses usuais de adultos.

 

3.    CRIANÇAS

      0,02 a 0,05 mg por kg de peso por minuto.

 

CUIDADOS ESPECIAIS

Risco na Gravidez

Classe B: Não há estudos adequados em mulheres (em experimentos animais não foram demonstrados riscos).

 

Amamentação

Não se sabe se é excretada no leite.

 

Não Usar o Produto

Hipersensibilidade conhecida a anestésicos locais tipo-amida; pacientes com síndrome de Adams-Strokes ou graus graves de bloqueio cardíaco sinoatrial, átrio-ventricular ou intraventricular na ausência de um marcapasso artificial.

 

Avaliar Riscos X Benefícios

Alterações no eletrocardiograma (interromper a medicação); se reação grave ocorrer (descontinuar a droga); pacientes com doença renal ou hepática grave (usar com precaução); pacientes com insuficiência cardíaca congestiva, hipóxia, depressão respiratória grave, hipovolemia ou choque (usar com precaução); pacientes com bradicardia sinusial ou bloqueio cardíaco incompleto (para tratamento de contrações ventriculares prematuras); pacientes com bradicardia sintomática; pacientes com fibrilação atrial (pode aumentar a frequência ventricular); bloqueio cardíaco (usar com cuidado).

 

Reações Mais Comuns (sem incidência definida)

SISTEMA NERVOSO CENTRAL: confusão, tremor, estupor, inquietação, sensação de queda iminente.

CARDIOVASCULAR: pressão baixa.

AUDITIVO/OCULAR: barulho no ouvido, visão borrada, visão dupla.

 

Atenção ao Utilizar Outros Produtos

A lidocaína:

 

      pode ter ação aumentada (aditiva) depressora cardíaca com: hidantoína.

      pode potencializar os efeitos de: procainamida.

      pode aumentar o risco de reações adversas com: tocainida.

      pode aumentar o risco de bloqueio neuromuscular com: succinilcolina.

 

OUTRAS CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES

ATENÇÃO: a lidocaína para injeção intravenosa não deve conter preservativos nem outras drogas como a epinefrina (adrenalina).

      se a infusão se prolongar, estar atento para a possibilidade de acumulação do produto.

      a glicose a 5% é o diluente preferido para infusão de lidocaína. Não adicionar a lidocaína a transfusão de sangue.

      produto exige monitorização eletrocardiográfica e equipe preparada para eventual emergência.

      checar periodicamente: eletrocardiograma; pressão sanguínea; concentração plasmática da lidocaína.

      durante a administração da lidocaína: monitorar o paciente através de eletrocardiograma.

      deve-se tratar pacientes com hipóxia, hipocalemia e problemas no balanço ácido-base.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.