FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Tioridazina

Tioridazina (Oral) (substância ativa)

Referência: Melleril (Valeant)

Genérico: não

Similar: Unitidazin (União Química)

 

cloridrato de tioridazina

Uso oral

Drágea 10 mg: Melleril

Drágea 25 mg: Melleril

Drágea 50 mg: Melleril

Drágea 100 mg: Melleril

Solução oral 3% (30 mg/mL): Melleril

Comprimido de liberação prolongado 200 mg: Melleril

 

O que é

antipsicótico; sedativo [fenotiazina; alquilpiperidina].

 

Para que serve

demência (em idosos); depressão neurótica; dependência alcoólica; distúrbio do comportamento (em crianças); psicose.

 

Como age

bloqueia os impulsos gerados pela dopamina nas sinapses, parecendo ser este o mecanismo antipsicótico. Tem fracos efeitos antiemético e extrapiramidal; tem efeitos moderados a fortes anticolinérgico, hipotensor e sedativo. As fenotiazinas diminuem o limiar convulsivo, suprimem o reflexo da tosse e aumentam a concentração de prolactina.

 

Como se usa

Uso oral – Doses

•doses em termos de cloridrato de Tioridazina.

•com alimento.

•antiácidos e antidiarréicos, se necessários, devem ser tomados pelo menos 1 hora antes ou depois desse produto.

•não partir nem mastigar os comprimidos retard; eles são administrados 2 vezes por dia.

Adultos até os 65 anos de idade

psicose: iniciar com 50 a 100 mg por dia, divididos em 3 tomadas. Ir aumentando gradualmente as doses até atingir a dose terapêutica ótima.

Limite de dose para adultos: 800 mg por dia.

Idosos com mais de 65 anos de idade

psicose: iniciar com 25 mg por dia, divididos em 3 tomadas. depressão neurótica; dependência alcoólica; demência iniciar com 25 mg por dia, divididos em 3 tomadas. A dose de manutenção é de 20 a 200 mg por dia.

Crianças acima de 2 anos

distúrbio de comportamento: 1 mg por kg de peso corporal por dia, em doses divididas.

Crianças com menos de 2 anos de idade: doses não estabelecidas.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

classificação não disponibilizada; não usar

 

Amamentação

não amamentar.

 

Não usar o produto

doença cardiovascular grave; doença cerebrovascular; coma; dano cerebral ou depressão do sistema nervoso central; depressão da medula óssea; discrasia sanguínea; hipersensibilidade a fenotiazina.

 

Avaliar riscos x Benefícios

dermatose; diminuição do cálcio no sangue; disfunção hepática ou renal; doença cardíaca (arritmia, insuficiência cardíaca congestiva, angina do peito, doença valvular, bloqueio cardíaco); doença de Parkinson; doença respiratória; encefalite; epilepsia; feocromocitoma; glaucoma; hipertrofia prostática; idoso; paciente exposto a calor extremo e a inseticida fosforado; reação alérgica a derivado da fenotiazina; retenção urinária; síndrome de abstinência alcoólica; síndrome de Reye (doença grave no fígado e cérebro); trauma craniano.

 

Reações mais comuns (sem incidência definida)

Dermatológico: erupção na pele.

Gastrintestinal: boca seca; constipação intestinal; falta de apetite; náusea; vômito.

Sistema nervoso central: dor de cabeça.

Se a descontinuação do produto for feita abruptamente, depois de tratamento a longo prazo, o paciente pode apresentar: aumento dos batimentos cardíacos; dor de cabeça; gastrite; insônia; náusea; sensação de calor ou frio; suores; tontura; tremores; vômito.

 

Atenção com outros produtos

A Tioridazina

•pode aumentar o risco de depressão do sistema nervoso central, depressão respiratória e de queda de pressão sanguínea com: álcool; outro depressor do sistema nervoso central.

•pode aumentar o risco de choque térmico (aumento exagerado da temperatura do corpo) com: álcool.

•pode aumentar a ação de ou ter sua ação aumentada com: antidepressivo tricíclico; fluoxetina; fluvoxamina; paroxetina; maprotilina.

•pode aumentar o risco de reações extrapiramidais com: outro medicamento que cause reações extrapiramidais (ver Apêndice).

•pode aumentar o risco de agranulocitose (problemas no sangue; lesões na boca, no trato gastrintestinal e na pele) com: antitireoideano.

•pode aumentar o risco de queda grave de pressão sanguínea com: outro medicamento hipotensor.

•pode inibir a ação de: levodopa.

•pode ter sua ação diminuída com: lítio.

•pode mascarar os sinais de toxicidade de: lítio.

•pode diminuir o limiar para convulsões com: metrizamida (descontinuar a fenotiazina 48 horas antes e não reiniciar até 24 horas depois da mielografia).

•pode provocar aumento do risco de arritmias cardíacas com: astemizol; cisaprida; disopiramida; eritromicina; pimozida; probucol; procainamida; quinidina (medicamento que aumente o intervalo QT – ver Apêndice).

•pode provocar diminuição de pressão arterial e aumento dos batimentos cardíacos com: epinefrina (adrenalina).

 

Outras considerações importantes

•não ingerir bebida alcoólica.

•cuidado ao dirigir ou executar tarefas que exijam atenção.

•adotar dieta rica em fibras. Tomar grande quantidade de líquidos.

•evitar exposição ao sol ou a lâmpadas para bronzeamento artificial. Usar roupas que protejam, óculos escuros e protetor solar.

•evitar banhos muito quentes e sauna (risco de choque térmico).

•pode ocorrer tonturas; não levantar abruptamente quando estiver deitado ou sentado.

•não se expor a produtos pesticidas ou inseticidas durante o tratamento.

•o produto causa alteração na coloração da urina do paciente.

Alerta: drogas antipsicóticas têm risco potencial de provocar movimentos musculares anormais (sinais extrapiramidais) e sintomas de abstinência em recém-nascidos cujas mães foram tratadas com essas drogas durante o terceiro trimestre de gravidez. Os sintomas extrapiramidais e de abstinência incluem: agitação, tonus muscular aumentado ou diminuído, tremor, sonolência, grande dificuldade para respirar e dificuldade para mamar. Os sintomas podem demorar horas ou dias e alguns recém-nascidos não necessitam tratamento específico enquanto outros podem exigir longos dias no hospital.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal