FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Atracúrio

ATRACÚRIO (INJETÁVEL) (substância ativa)

REFERÊNCIA

TRACRIUM (GlaxoSmithKline)

 

GENÉRICO

assinalado com G

 

SIMILAR

TRACUR (Cristália)

besilato de ATRACÚRIO

 

USO INJETÁVEL

INJETÁVEL (solução) 25 mg/2,5 mL: TRACRIUM; G

INJETÁVEL (solução) 50 mg/5 mL: TRACRIUM; G

ARMAZENAGEM ANTES DE ABERTO

Temperatura ambiente (15-30°C).

 

O QUE É

relaxante muscular esquelético [bloqueador neuromuscular não despolarizante].

 

PARA QUE SERVE

para propiciar relaxamento muscular esquelético em cirurgia.

 

COMO AGE

atua sobre a junção neuromuscular provocando o relaxamento muscular esquelético por bloqueio da transmissão nervosa.

 

COMO SE USA

USO INJETÁVEL – preparação

ATRACÚRIO (solução) 25 mg/2,5 mL – INFUSÃO INTRAVENOSA

DILUIÇÃO

Diluente: Cloreto de Sódio 0,9% ou Glicose 5%. Volume: para se obter uma concentração de 0,2 a 0,5 mg/mL.

Estabilidade após diluição com Cloreto de Sódio 0,9%

temperatura ambiente controlada (25°): 24 h.

refrigeração (2°-8°C): 24 h.

Estabilidade após diluição com Glicose 5%

temperatura ambiente controlada (25°): 24 h.

refrigeração (2°-8°C): 24 h.

TEMPO DE INFUSÃO: segundo indicações.

ATRACÚRIO (solução) 50 mg/5 mL – INFUSÃO INTRAVENOSA

DILUIÇÃO

Diluente: Cloreto de Sódio 0,9% ou Glicose 5%. Volume: para se obter uma concentração de: 0,2 a 0,5 mg/mL.

Estabilidade após diluição com Cloreto de Sódio 0,9%

temperatura ambiente controlada (25°): 24 h.

refrigeração (2°-8°C): 24 h.

Estabilidade após diluição com Glicose 5%

temperatura ambiente controlada (25°): 24 h.

refrigeração (2°-8°C): 24 h.

TEMPO DE INFUSÃO: segundo indicações.

USO INJETÁVEL – DOSES

doses em termos de besilato de ATRACÚRIO.

ATENÇÃO: não administrar por Via Intramuscular.

INTUBAÇÃO E MANUTENÇÃO DO BLOQUEIO NEUROMUSCULAR

ADULTOS E CRIANÇAS ACIMA DE 2 ANOS

0,4 a 0,5 mg por kg de peso corporal. Doses de manutenção subsequentes são individualizadas e ajustadas de acordo com a resposta do paciente.

DOENÇA CARDIOVASCULAR IMPORTANTE OU HISTÓRIA QUE SUGIRA RISCO DE LIBERAÇÃO DE HISTAMINA

ADULTOS E CRIANÇAS ACIMA DE 2 ANOS

0,3 a 0,4 mg por kg de peso corporal, como dose inicial, em pacientes sob anestesia com halotano. Doses de manutenção frequentes podem ser necessárias.

CRIANÇAS ENTRE 1 MÊS E ATÉ 2 ANOS

0,3 a 0,4 mg por kg de peso corporal, como dose inicial, em pacientes sob anestesia com halotano. Doses de manutenção frequentes podem ser necessárias.

 

CUIDADOS ESPECIAIS

RISCO NA GRAVIDEZ

 C (ver classificação página 8)

 

AMAMENTAÇÃO

 não se sabe se é eliminado no leite; problemas não documentados.

 

NÃO USAR O PRODUTO

asma; distúrbio eletrolítico grave; condição na qual a liberação de histamina possa levar a riscos; miastenia grave.

 

AVALIAR RISCOS x BENEFÍCIOS

carcinoma broncogênico; depressão respiratória; desidratação; hipotensão; insuficiência hepática; insuficiência pulmonar; insuficiência renal; obesidade acentuada; idoso; debilitado.

REAÇÃO MAIS COMUM (ocorre em pelo menos 10% dos pacientes):

DERMATOLÓGICO: vermelhidão da pele.

ATENÇÃO COM OUTROS PRODUTOS. O ATRACÚRIO

pode ter sua ação aumentada por: diurético; anestésico geral (enflurano, isoflurano, halotano); antibiótico (aminoglicosideo, glicopeptídeo); lítio; verapamil; procainamida; quinidina; trimetafano;sulfato de magnésio; succinilcolina; corticosteroide.

pode ter sua ação diminuída por: fenitoina; teofilina; inibidor da acetilcolinesterase (neostigmina, piridostigmina, edrofonio).

antagonizar ou ter ação sinérgica com: outro relaxante muscular.

 

OUTRAS CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES

o uso de um estimulador dos nervos periféricos durante o procedimento anestésico permite uma utilização mais vantajosa deste produto.

não misturar com soluções alcalinas (tais como barbituratos) na mesma seringa, nem administrá-las simultaneamente através da mesma agulha com ATRACÚRIO.

em crianças as doses de manutenção podem exigir uma frequência um pouco maior.

descontinuar o uso se o paciente apresentar reações de hipersensibilidade ou colapso cardiovascular.

o ATRACÚRIO tem ação mais longa do que a succinilcolina é mais rápida do que a tubocurarina ou o pancurônio.

caso ocorra bradicardia durante a administração, usar atropina via intravenosa.

só usar o produto se a sala cirúrgica estiver equipada com entubador endotraqueal, equipo de oxigênio sob pressão positiva, aparelho para respiração artificial, ventilação assistida ou controlada.

enquanto o paciente estiver sob efeito do bloqueio nos músculos da cabeça e pescoço ele poderá sentir dificuldade para falar.

o produto não afeta o nível de consciência, nem alivia a dor.

o produto pode liberar grandes quantidades de histamina em pacientes sensíveis.

se o produto for utilizado durante o trabalho de parto, considerar a possibilidade de depressão respiratória no recém-nascido.

 

REMÉDIOS COM ATRACÚRIO EM SUA COMPOSIÇÃO

Besitrac
Sitrac
Tracrium
Tracur

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal