FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Imunoglobulina Humana

Imunoglobulina Humana

(Injetável) (substância ativa)

Referência: Sandoglobulina (CSL Behring)

Genérico: não

 

Uso injetável

Injetável (pó) 6 g: Sandoglobulina*

* com 200 mL de cloreto de sódio 0,9% como diluente

 

Armazenagem antes de aberto

Sob refrigeração (2-8°C), protegido da luz. Não congelar.

 

O que é

agente imunizante passivo [concentrado de imunoglobulinas, principalmente imunoglobulina G (IgG)].

 

Para que serve

imunodeficiência primária; púrpura trombocitopênica idiopática; doença de Kawasaki (tratamento adjunto)

 

Como se usa

Uso injetável – Preparação

Imunoglobulina Humana (pó) 6 g – Infusão intravenosa

Reconstituição e Diluição

Atenção: siga as instruções da bula para utilizar os frascos que acompanham o produto.

Diluente: Cloreto de Sódio 0,9%. Volume: 200 mL.

Aparência da solução reconstituída: clara a incolor. A solução reconstituída deve estar aproximadamente em temperatura ambiente no momento da administração. Não usar se a solução não estiver clara ou incolor ou se contiver partículas.

Estabilidade após reconstituição/diluição com Cloreto de Sódio 0,9%

Refrigerado (4º C): 24 horas; Temperatura ambiente (30ºC): 12 horas. Para evitar contaminação, deve-se utilizar de imediato, no máximo dentro de 2 a 3 h. Não agitar.

Tempo de infusão: lenta, após 15 a 30 minutos, aumentar a velocidade se o paciente tolerar.

 

Uso injetável – Doses

• doses em termos de Imunoglobulina Humana.

Adultos e adolescentes

via intravenosa

imunodeficiência primária: 200 a 400 mg por kg de peso, uma vez por mês.

púrpura trombocitopênica idiopática: 400 mg por kg de peso por dia, durante 1 a 5 dias; se necessário, pode-se administrar como manutenção, 400 mg por kg de peso uma vez a cada diversas semanas (pode ser necessário aumentar as doses, em alguns pacientes, para até 800 mg ou 1 g por kg de peso). doença de Kawasaki (tratamento adjunto): uma dose única de 2 g por kg de peso pode ser administrada (o tratamento associa ainda o ácido acetilsalicílico).

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

Classe B

 

Amamentação

não se sabe se é eliminado no leite; problemas não documentados.

 

Não usar o produto

alergia à imunoglobulina; deficiência isolada de imunoglobulina A (IgA).

 

Reações mais comuns (sem incidência definida)

angioedema (ver Apêndice); calafrios; cansaço; choque anafilático; dor de cabeça; dor lombar; dor muscular; dor, vermelhidão ou flebite (inflamação da veia) no local da injeção; falta de ar; febre; mal-estar; náusea; problema renal com perda de proteínas pela urina; queda de pressão arterial; urticária; vermelhidão.

 

Atenção com outros produtos

A Imunoglobulina Humana

•pode antagonizar a ação de: vacina de vírus vivos.

•pode estar associado a insuficiência renal aguda com: medicamento nefrotóxico.

 

Outras considerações importantes

•descontinuar o uso (ou reduzir a quantidade do produto) se o paciente apresentar reações adversas durante a infusão.

•se a administração não for feita lentamente, pode precipitar um choque anafilático.

•tomar acetaminofeno para aliviar a dor ou o desconforto no local da injeção.

REMÉDIOS COM IMUNOGLOBULINA HUMANA EM SUA COMPOSIÇÃO

Endobulin
Megalotect
Sandoglobulina

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal