FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Metaraminol

Metaraminol

(Injetável) (substância ativa)

Referência: Aramin (Cristália)

Genérico: não

 

bitartarato de metaraminol equivalente a metaraminol 

Uso injetável

Injetável (solução) 10 mg/1 mL: Aramin

 

Armazenagem antes de aberto

Temperatura ambiente (15-30°C). Não congelar.

Proteção à luz: sim, necessária.

Aparência da solução: incolor.

 

O que é

vasopressor [benzenometanol; adrenérgico; simpaticomimético; agonista alfa e beta-adrenérgico].

 

Para que serve

hipotensão arterial (prevenção).

 

Como age

causa vasoconstrição periférica (comprime os vasos periféricos) por ação direta em receptores alfa-adrenérgicos. Aumenta o débito cardíaco por estímulo dos receptores B1-adrenérgicos.

 

Como se usa

Uso injetável – Preparação

•prefere-se a via intravenosa, porque o extravazamento ou a injeção local podem causar necrose. Para preveni-la, infiltrar a área com 10 a 15 mL de solução salina contendo 5 a 10 mg de fentolamina.

Atenção: não misturar na seringa com outros medicamentos.

 

Metaraminol (solução) 10 mg/1 mL – Via Subcutânea

Metaraminol (solução) 10 mg/1 mL – Via Intramuscular

Administração: em adultos, nas nádegas (quadrante superior externo); em crianças, na face lateral da coxa.

 

Metaraminol (solução) 10 mg/1 mL – Infusão Intravenosa

Diluição

Diluente: Cloreto de Sódio 0,9% ou Glicose 5%.

Estabilidade após diluição com Cloreto de Sódio 0,9% temperatura ambiente (15-30°C): 24 h, protegido da luz. Estabilidade após diluição com Glicose 5% temperatura ambiente (15-30°C): 24 h, protegido da luz.

 

Uso injetável – Doses

• doses em termos de Metaraminol.

Adultos

2 a 10 mg, via intramuscular ou subcutânea. Esperar pelo menos 10 minutos para avaliar os efeitos da dose inicial antes de fazer uma nova aplicação.

Crianças

0,1 mg por kg de peso corporal, via intramuscular ou subcutânea.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

Classe C

 

Amamentação

não se sabe se é eliminado no leite.

 

Não usar o produto

hipercapneia; hipoxia profunda; paciente sob anestesia geral com ciclopropano e outro anestésico hidrocarbonado inalável; trombose vascular periférica ou mesentérica.

 

Avaliar riscos x Benefícios

acidose; cirrose; criança; diabetes; doença cardíaca; doença de Buerger; doença vascular periférica; hipersensibilidade a sulfito; hipertensão; hipertireoidismo; história de malária.

 

Reações que podem ocorrer (sem incidência definida)

ansiedade; apreensão; arritmia cardíaca; aumento da glicose no sangue; aumento ou diminuição dos batimentos cardíacos; aumento ou queda da pressão arterial; cansaço; convulsão (com o uso excessivo); diminuição da quantidade de urina; dor de cabeça; dor no peito; febre; fraqueza; inquietação; náusea; palidez; palpitação; problema respiratório; suores; tontura; tremor; vasoconstrição (estreitamento dos vasos); vômito.

 

Atenção ao utilizar outros produtos

O Metaraminol

•pode aumentar o risco de arritmias cardíacas graves com: anestésico hidrocarbonado de inalação (halotano).

•pode aumentar o risco de arritmias cardíacas e de aumento grave de pressão sanguínea com: antidepressivo tricíclico; maprotilina.

•pode ter sua ação inibida ou pode inibir a ação de: betabloqueador.

•pode sofrer ou provocar aumento das reações adversas (graves) com: cocaína; IMAO* (inibidor da monoamina-oxidase, incluindo furazolidona, procarbazina e selegilina).

•pode aumentar o risco de arritmias cardíacas com: digitálico.

•pode ter sua ação aumentada ou pode aumentar a ação de: doxapram.

•pode resultar em aumento do estreitamento dos vasos com: ergotamina.

* pacientes que receberam IMAO até 3 semanas antes podem exigir doses de simpaticomiméticos muito menores do que as habituais (chegando mesmo a um décimo da dose usual, para tentar evitar reações adversas graves).

 

Outras considerações importantes

•o produto pode causar um efeito cumulativo após o uso prolongado, fazendo com que uma resposta vasopressora excessiva possa persistir mesmo após o produto ter sido descontinuado.

•o produto pode exigir ajustes nas doses de insulina de pacientes diabéticos.

•o produto pode desenvolver tolerância (resistência à ação do medicamento) depois de uso excessivo ou durante tempo prolongado.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal