FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Manual de Implementação do Checklist da Campanha “Cirurgia Segura Salva Vidas” da OMS

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da USP.
Supervisor do Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
Diretor do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente.

Última revisão: 04/07/2009

Comentários de assinantes: 0

Como Aplicar o Checklist em Poucas Palavras

 

            O objetivo final do Checklist da Campanha “Cirurgia Segura Salva Vidas”, bem como deste manual, é ajudar a garantir que as equipes cirúrgicas sigam de forma consistente algumas medidas de segurança críticas. Espera-se que dessa forma os riscos mais comuns e evitáveis sejam minimizados, evitando expor a vida e o bem-estar dos pacientes cirúrgicos.

            Para executar a verificação durante a cirurgia, uma única pessoa deve ficar responsável para verificar os itens da lista. Este “coordenador” designado para a checagem normalmente é uma enfermeira, mas pode ser qualquer médico ou profissional da saúde que participe da cirurgia.

            A verificação é dividida em três fases, cada uma correspondendo a um determinado período de tempo no fluxo normal de um procedimento. O período (1) Antes da Indução Anestésica, o período após a indução e (2) Antes de Iniciar a Cirurgia , e os períodos durante ou imediatamente após o fechamento da ferida operatória, mas (3) Antes do Paciente Sair da Sala Cirúrgica. Em cada fase, o coordenador deve realizar o Checklist para confirmar que a equipe tenha cumprido as suas tarefas antes de prosseguir para a próxima etapa. À medida em que as  equipes se familiarizarem com os passos do Checklist, podem integrar os itens de controle em seus padrões de trabalho, bem como podem verbalizar as conclusões de cada etapa, sem a intervenção explícita do coordenador do Checklist. Cada equipe deverá tentar incorporar o uso de Checklist em seu trabalho de rotina com eficiência máxima e falhas mínimas, com o objetivo de realizar as etapas efetivamente.

Quase todas as etapas serão verificadas de forma verbal com a pessoa adequado para garantir que as principais ações tenham sido realizadas. Assim, durante a primeira fase, (1) Antes da Indução Anestésica, a pessoa que coordena o Checklist irá rever verbalmente com o paciente (quando possível) que a sua identidade foi confirmada, e que o procedimento e o local da cirurgia estão corretos e que o consentimento para a cirurgia foi dado. O coordenador visualmente irá confirmar se o lado correto da cirurgia foi de alguma forma sinalizado (se for o caso) e que um oxímetro de pulso foi colocado no paciente e está funcionando. O coordenador também irá rever verbalmente com a equipe de anestesia se o paciente tem risco de perda sanguínea, dificuldade das vias aéreas ou de reação alérgica para garantir uma plena segurança na anestesia. Idealmente o cirurgião estará presente para esta fase, uma vez que o cirurgião pode ter uma idéia mais clara sobre perda sangüínea, alergias, ou outros fatores complicadores do paciente. No entanto, a presença o cirurgião não é essencial para completar esta parte do Checklist.

Para a segunda fase, (2) Antes de Iniciar a Cirurgia, cada membro da equipe irá se apresentar pelo próprio nome e função. Se já é uma equipe que trabalha em conjunto, os membros da equipe podem simplesmente confirmar que todos na sala conhecem uns aos outros. A equipe irá, imediatamente antes da incisão da pele, confirmar em voz alta qual é o paciente que será operado, qual o procedimento e qual a parte do corpo a ser operada. Em seguida, o cirurgião, o anestesista e a enfermagem verbalmente revisarão os elementos críticos de seus planos para a cirurgia utilizando as questões de orientação do Checklist.
Confirma-se também a administração de antibióticos profiláticos nos últimos 60 minutos e que exames de imagem essenciais estão disponíveis, conforme o caso.

Para a terceira e última fase, (3) Antes do Paciente Sair da Sala Cirúrgica,  a equipe irá analisar em conjunto a cirurgia que foi realizada, a contagem de compressas, de instrumentos e agulhas, e a rotulagem de quaisquer espécimes cirúrgicos obtidos. Também irá rever qualquer avaria em equipamentos ou problemas que precisam ser resolvidos. Finalmente, a equipe irá analisar os planos e preocupações em relação ao pós-operatório antes de retirar o paciente da sala cirúrgica.

A condução do processo de verificação por uma única pessoa é essencial para o seu sucesso. No complexo cenário de uma sala cirúrgica, qualquer uma das etapas podem ser ignoradas. Designar uma única pessoa para confirmar a conclusão de cada etapa do Checklist pode garantir que os passos de segurança não sejam omitidos na corrida para avançar para a próxima fase da cirurgia. Até os membros da equipe estarem familiarizados com os passos envolvidos, o coordenador do Checklist provavelmente vai ter de orientar a equipe através deste processo de verificação.

Uma possível desvantagem de ter uma única pessoa conduzir o Checklist é que uma relação antagônica poderá ser estabelecida com os outros membros da equipe cirúrgica. O coordenador do Checklist pode e deve impedir que a equipe avance para a próxima fase da cirurgia até que cada item esteja satisfatoriamente abordado, mas fazer isso pode irritar outros membros da equipe. Assim, os hospitais devem considerar cuidadosamente quem é mais adequado para este papel. Conforme mencionado, para muitas instituições esta pessoa será uma enfermeira circulante, mas qualquer profissional da saúde pode coordenar o processo de verificação.

 

Link para o documento da OMS

 

OBS.: Seguimos no MedicinaNet as recomendações da própria OMS quanto à divulgação de qualquer material oriundo de seu website (http://www.who.int/about/copyright/en/), que permite a veiculação livre de seus materiais para fins educacionais.

 

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal