FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Anticoncepcionais Hormonais e Risco de Câncer de Mama

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 14/02/2018

Comentários de assinantes: 0

Contexto Clínico

 

O câncer de mama continua sendo um dos cânceres com maior incidência na população feminina. Entender fatores de risco e buscar eliminá-los é fundamental. Porém, pouco se sabe se a contracepção hormonal contemporânea está associada a um risco aumentado de câncer de mama, e essa dúvida é objeto do estudo a ser apresentado.

 

O Estudo

 

Neste estudo observacional, os pesquisadores avaliaram as associações entre o uso da contracepção hormonal e o risco de câncer de mama invasivo em um estudo de coorte prospectivo em nível nacional envolvendo todas as mulheres na Dinamarca entre 15 e 49 anos de idade que não tinham câncer ou tromboembolismo venoso e que não receberam tratamento para a infertilidade. Os registros nacionais forneceram informações atualizadas individualmente sobre o uso de contracepção hormonal, diagnósticos de câncer de mama e potenciais fatores de confusão.

Entre 1,8 milhão de mulheres que foram seguidas em média por 10,9 anos (um total de 19,6 milhões de pessoas-ano), ocorreram 11.517 casos de câncer de mama. Em comparação com as mulheres que nunca usaram contracepção hormonal, o risco relativo de câncer de mama entre todos os usuários atuais e recentes de contracepção hormonal foi de 1,20 (IC 95%, 1,14 a 1,26). Esse risco aumentou de 1,09 (IC 95%, 0,96 a 1,23) com menos de 1 ano de uso para 1,38 (IC 95%, 1,26 a 1,51) com mais de 10 anos de uso (P = 0,002).

Após a interrupção da contracepção hormonal, o risco de câncer de mama ainda era maior entre as mulheres que usaram anticoncepcionais hormonais há 5 anos ou mais do que entre as mulheres que não utilizaram anticoncepcionais hormonais. As estimativas de risco associadas ao uso atual ou recente de vários contraceptivos de combinação oral (estrogênio-progestágeno) variaram entre 1,0 e 1,6.

As mulheres que atual ou recentemente usaram o sistema intrauterino apenas com progestágeno também apresentaram maior risco de câncer de mama do que as mulheres que nunca usaram anticoncepcionais hormonais (RR 1,21; IC 95%, 1,11 a 1,33). O aumento absoluto global dos cânceres de mama diagnosticados entre os usuários atuais e recentes de qualquer contraceptivo hormonal foi de 13 (IC 95%, 10 a 16) por 100 mil pessoas-ano ou, aproximadamente, 1 câncer de mama extra a cada 7.690 mulheres que usaram contracepção hormonal por 1 ano.

 

Aplicação Prática

 

Este é um grande estudo de coorte e com dados bastante robustos. Verifica-se que o risco de câncer de mama foi maior entre as mulheres que atual ou recentemente usavam anticoncepcionais hormonais contemporâneos do que entre as que nunca usaram anticoncepcionais hormonais, e esse risco aumentou com durações de uso mais longas (veja o resultado para 10 anos).

No entanto, os aumentos absolutos de risco foram pequenos, conforme o cálculo, de acordo com o qual um câncer de mama extra foi causado por cada 7.690 mulheres que usaram contracepção hormonal por 1 ano. Isso não coloca o uso de anticoncepcionais como impeditivo, mas alerta para a consciência situacional necessária em relação ao assunto.

Talvez seja interessante que novos dados surjam com populações diferentes, já que este é um estudo feito na Dinamarca e precisaria ser aplicado a populações com mais concentração de negros ou asiáticos, por exemplo, ou ainda mais miscigenada para se ter uma dimensão mais particularizada dos resultados.

 

 

Bibliografia

 

Morch LS et al. Contemporary Hormonal Contraception and the Risk of Breast Cancer. N Engl J Med 2017; 377:2228-2239.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal