FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Índice

Complicações de Prótese Mamária

Autor:

Lucas Santos Zambon

Doutorado pela Disciplina de Emergências Clínicas Faculdade de Medicina da USP; Médico e Especialista em Clínica Médica pelo HC-FMUSP; Diretor Científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP); Membro da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar (ABMH); Assessor da Diretoria Médica do Hospital Samaritano de São Paulo.

Última revisão: 11/07/2018

Comentários de assinantes: 0

Quadro Clínico

 

Paciente do sexo feminino, 47 anos, irá realizar mastectomia para tratamento de câncer de mama, e pretende realizar cirurgia estética com colocação de prótese mamária de silicone. Ela vem ao seu consultório e pretende esclarecer suas dúvidas quanto a possíveis complicações. Foi realizada radiografia (Figura 1) e outras imagens para explicar as questões cirúrgicas e riscos que se apresentam para tal procedimento.

 

 

Figura 1 - Localização da prótese de mama vista em radiografia de tórax.

 

Discussão

 

As complicações associadas à reconstrução mamária baseada em implantes que podem ou não levar à reoperação podem ser classificadas como:

·               Inerentes à cirurgia: seroma, hemorragia e hematoma; necrose da pele; dor persistente na mama e infecção.

·               Especificamente relacionadas à reconstrução: isquemia, necrose; contração capsular do implante; falha no implante, exposição ou malposição; aparência estética sub-ótima.

Em uma revisão retrospectiva de mais de 18 mil procedimentos, a incidência de complicações não infecciosas foi de 10,3% após mastectomia seguida de colocação de implante. Em outra grande revisão, a incidência de infecção de sítio cirúrgico (ISS) após reconstrução imediata com implante foi de 8,9%. Para a reconstrução tardia, a incidência de ISS foi 5,7% após implantes.

Entre os fatores de risco para complicações, estão o tabagismo, a obesidade e a idade avançada. Além disso, o tamanho da mastectomia também parece influenciar os desfechos. Em uma revisão de 704 pacientes consecutivos e 1.041 mastectomias, a taxa geral de complicações após mastectomias <500g, entre 500 e 100g e >1.000g, foi 14, 17,6 e 25,7%, respectivamente.

 

 

 

Bibliografia

 

1.             Sullivan SR, Fletcher DR, Isom CD, Isik FF. True incidence of all complications following immediate and delayed breast reconstruction. Plast Reconstr Surg 2008; 122:19.

2.             Gabriel SE, Woods JE, O'Fallon WM, et al. Complications leading to surgery after breast implantation. N Engl J Med 1997; 336:677.

3.             Araco A, Gravante G, Araco F, et al. A retrospective analysis of 3,000 primary aesthetic breast augmentations: postoperative complications and associated factors. Aesthetic Plast Surg 2007; 31:532.

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal