MedicinaNET

Home

Hidroxicloroquina

Hidroxicloroquina

(Oral) (substância ativa)

Referência: Plaquinol (Sanofi - Aventis)

Genérico: assinalado com G

Similar: Reuquinol (Apsen)

 

sulfato de hidroxicloroquina equivalente a hidroxicloroquina 

Uso oral

Comprimido 400 mg: Plaquinol; Reuquinol; G

 

O que é

antimalárico; antirreumático [4-aminoquinolina; antiprotozoário].

 

Para que serve

artrite reumatoide; lúpus eritematoso; malária.

 

Como age

como antimalárico, parece interferir com o DNA e também com os vacúolos digestivos do parasita. Como antirreumático, inibe a produção do fator reumatoide e outros reagentes da fase aguda da inflamação.

 

Como se usa

Uso oral – Doses

•doses em termos de Hidroxicloroquina.

•durante refeição.

Adultos

artrite reumatoide: iniciar com 400 a 600 mg por dia. Caso o paciente tenha uma boa resposta terapêutica, após 4 a 12 semanas, reduzir a dose para 200 a 400 mg por dia.

lúpus eritematoso: 400 mg, 1 ou 2 vezes por dia, reduzindo para 200 a 400 mg por dia, mantendo a medicação durante várias semanas ou meses.

malária: iniciar com 800 mg na crise aguda e mais 400 mg após 6 ou 8 horas. A seguir, 400 mg por dia, nos próximos 2 dias. Continuar o tratamento com 400 mg por semana, como tratamento supressivo, tomando o produto sempre no mesmo dia da semana, durante 4 semanas.

Crianças

malária: dose total inicial de 32 mg por kg de peso corporal, administrada em doses divididas, durante 3 dias. A seguir, 6,5 mg por kg de peso corporal por semana, como tratamento supressivo, tomando o produto sempre no mesmo dia da semana, durante 4 semanas. Nos tratamentos inicial e supressivo não exceder as doses para adultos.

 

Cuidados especiais

Risco na gravidez

Classe C. Contraindicado na gravidez (menos no tratamento da malária porque a malária implica risco maior para o feto do que o produto)

 

Amamentação

eliminado no leite. Não amamentar.

 

Não usar o produto

hipersensibilidade a derivados da 4-aminoquinolina; alteração na retina ou no campo visual; tratamento prolongado em criança.

 

Avaliar riscos x Benefícios

doença hepática; alcoolismo; tratamento com droga hepatotóxica; deficiência da enzima G6PD; psoríase (pode agravar); porfiria (pode agravar); tendência a dermatite; criança (mais sensível a derivados da 4-aminoquinolina).

 

Reações mais comuns (sem incidência definida)

Gastrintestinal: náusea; perda do apetite; vômito.

 

Atenção com outros produtos

A Hidroxicloroquina

•pode ter sua ação aumentada por: cimetidina.

•pode ter sua ação diminuída por: sais de alumínio (caolim); magnésio.

•pode aumentar a ação de: digoxina.

 

Outras considerações importantes

•exames oftálmicos (acuidade visual, oftalmoscopia, campo visual) devem ser realizados antes do início do tratamento e periodicamente (a cada 3 meses) em tratamentos a longo prazo.

•usar óculos escuros, evitando exposições prolongadas aos raios solares.

•realizar hemograma completo periodicamente em tratamentos de longo prazo.

•o tratamento deve ser interrompido se ocorrer fraqueza muscular.