FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Capitulo 1 – Visao Geral Dos Padroes de Controle de Infeccoes da Joint Commission" obteve 13 resultados.

Página:  de 2

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 1 – Visão geral dos padrões de controle de infecções da Joint Commission

...padrão. Nota: A próxima seção não faz uma apresentação literal de padrões e elementos de desempenho. Ao contrário, traz uma visão resumida dos temas abordados nos padrões e nos elementos de desempenho. Se necessário, as organizações podem consultar o capítulo sobre controle de infecções dos respectivos manuais de acreditação, onde encontrarão a linguagem específica. Padrões CI.1.10 a CI.6.10: ......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 2 – Desenho e avaliação de programas

...ção “Ferramentas e Recursos. Implantação de Programas de Controle de Infecções em Entidades Não-hospitalares Independentemente do tipo de entidade de assistência à saúde, os princípios de transmissão, prevenção e controle de infecções são idênticos. É possível adaptar, para outras entidades de assistência à saúde, as orientações e normas dos seguintes órgãos: Centros de Controle e Prevenção d......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Iniciais

...iação e desenho de programas de pesquisa, prevenção e controle de infecções. O Capítulo 3 – “Análise de Risco e Estabelecimento de Metas e Objetivos em Programas de Controle de Infecções” – apresenta dicas e estratégias para analisar e planejar riscos relacionados a infecções. O Capítulo 4 – “Intervenções no Controle de Infecções: O Caminho da Prevenção” – explora as principais intervenções no c......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 7 – Administração de programas de controle de infecções

...leitos é insuficiente para definir o escopo de trabalho desse tipo de profissional”.3 Uma mesa-redonda de consenso semelhante foi convocada pela Association for Professionals in Infection Control and Epidemiology (APIC) e pela SHEA, em 1997, com o objetivo de desenvolver recomendações para infra-estruturas ideais e atividades essenciais para os programas de prevenção e controle de infecções em ins......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 12 – Controle de infecções no processo de acreditação

...ticos: Equipe de Atendimento (se aplicável): Enfermagem __________ Terapeuta Respiratório ____________ Assistência Social ____________ Dietista __________________ PT __________________ Terapia Ocupacional ________________ Farmacêutico _____________ Terapeuta ___________ Ajudante _________ Técnico __________ Médico ___________________ Outros ________________________________________________......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 3 – Análise de risco e estabelecimento de metas e objetivos em programas de controle de inf

...tos estaduais de saúde, podem alertar as organizações sobre futuros cenários de risco. Métodos de Avaliação de Risco As avaliações de risco podem ser feitas por meio de métodos quantitativos ou qualitativos ou da combinação de ambos.5 A Figura 3-2 mostra um exemplo de planilha de avaliação de risco. A Figura 3-3 apresenta um exemplo de avaliação qualitativa de risco adotada pelo Parkland Hosp......

Ver Índice

14/05/2013

Qualidade e Segurança

Redução do risco de infecções por meio do controle ambiental

...s expostas do corpo do PAS, o que evita a contaminação com sangue, fluidos corporais, secreções, excreções ou gotículas. Esses aventais devem ser resistentes à penetração de fluidos. Podem ser limpos (quando usados para isolamento) ou estéreis. Os aventais estéreis são necessários apenas na execução de procedimentos invasivos, como procedimentos cirúrgicos em salas de cirurgia ou inserção de catet......

Ver Índice

14/05/2013

Qualidade e Segurança

Redução do risco de infecções por meio do controle ambiental

...um avental ao cuidar do paciente ou realizar um procedimento que envolva contato com sangue ou fluidos do corpo, secreções e excreções. · Usar máscara, proteção para olhos ou escudo para o rosto durante assistência e procedimentos que podem gerar respingos ou sprays de sangue, fluidos corporais e secreções. Isso inclui fazer sucção e intubação endotraqueal. · Manusear o equipamento de ......

Ver Índice

14/05/2013

Qualidade e Segurança

Redução do risco de infecções por meio de programas de saúde ocupacional

...a atividade. · Piolho, escabiose e herpes-zóster. Os PASs devem ser afastados do contato com pacientes até serem tratados e liberados por avaliação médica. No caso do herpes-zóster, devem ser afastados até as lesões secarem e encrostarem. Para obter mais informações sobre restrições de trabalho para doenças ou problemas específicos, consulte o Guideline for Infection Control in Health Ca......

Ver Índice

14/05/2013

Qualidade e Segurança

Redução do risco de infecções por meio de programas de saúde ocupacional

...ra de urina e descartar lixo hospitalar infectado. Os PASs envolvidos nessas atividades correm risco de exposição a patógenos transmitidos pelo sangue, particularmente se eles estiverem tratando pacientes que podem ter tais patógenos.26 Em 1991, a OSHA lançou seu Padrão de Patógenos Transmitidos pelo Sangue para proteger trabalhadores do risco de exposição a patógenos pelo contato com sangue e fl......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal