FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Capitulo 1 – Visao Geral Dos Padroes de Controle de Infeccoes da Joint Commission" obteve 13 resultados.

Página:  de 2

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 1 – Visão geral dos padrões de controle de infecções da Joint Commission

... infecções. Nessa hipótese, as avaliações devem ser feitas sempre que surgirem novas populações ou após a implementação de novos procedimentos. Priorização das Metas de Prevenção com Base em Riscos (CI.3.10) Há uma multiplicidade de riscos de infecções associados aos serviços de assistência à saúde, porém os recursos geralmente são escassos. Os programas eficientes de controle de infecções ex......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 2 – Desenho e avaliação de programas

...No SMMC, as infecções ocorrem após as artroplastias totais de articulações. 2. Definição da NHSN de infecção associada a sítios cirúrgicos. Acompanhamento 1. O Comitê de Controle de Infecções recebe relatórios trimestrais. Os resultados são divulgados para os cirurgiões ortopedistas e outros comitês que tenham interesse em conhecer essas taxas. 2. Sempre que as taxas do SMMC for......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Iniciais

...ões associadas à assistência à saúde podem exigir um preço excessivamente elevado, tanto em vidas humanas como em recursos. Com o crescente interesse da mídia no número significativo de mortes, ou em outros resultados adversos, causadas por esse tipo de infecção, as organizações de assistência à saúde vêem-se compelidas a assegurar alocação de recursos adequados para prevenir e controlar infecções......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 7 – Administração de programas de controle de infecções

...os conselhos consultivos, bem como comunicação direta com os conselhos de enfermagem, os comitês de segurança dos pacientes e de melhorias de desempenho. O pessoal da área de controle de infecções deve ter acesso e participar dos trabalhos realizados por esses grupos para poder superar os desafios inerentes às atividades de coordenação. Ver o Quadro 7-2. QUADRO 7-2 Dicas para Trabalhar Efetiva......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 12 – Controle de infecções no processo de acreditação

...atendimento do residente no hospital e na instituição de terapia de longa permanência. Se o indivíduo for transferido para sua residência, com serviços domiciliares e terapia respiratória, eles poderiam rastrear a experiência de tratamento dessa pessoa visitando todos esses locais. Veja, na Figura 12-1, a dinâmica do rastreamento individual. FIGURA 12-1 Rastreamento individual. Esta ilu......

Ver Índice

26/09/2013

Hospitalar

Capítulo 3 – Análise de risco e estabelecimento de metas e objetivos em programas de controle de inf

... mostra a seqüência lógica das etapas do processo de avaliação de riscos no controle de infecções de uma organização. Fonte: Barbara M. Soule, R.N., M.P.A., C.I.C. Utilizada mediante autorização. Avaliação de Risco A avaliação anual de riscos e as reavaliações à medida que as situações se modificarem ajudam os profissionais de controle a focalizar atividades essenciais que permitam reduzir......

Ver Índice

14/05/2013

Qualidade e Segurança

Redução do risco de infecções por meio do controle ambiental

... respirador N95. Quando o paciente deixar a sala de isolamento para tuberculose, deve usar uma máscara cirúrgica em formato de cone. Os pacientes com tuberculose devem ser educados sobre como cobrir o nariz e a boca ao tossir ou espirrar e sobre onde colocar os lenços usados, de modo que possam ser tratados como lixo hospitalar.3 Se for possível, os pacientes infectados devem ficar em quartos......

Ver Índice

14/05/2013

Qualidade e Segurança

Redução do risco de infecções por meio do controle ambiental

...ntaminação cruzada quando um frasco usado em um paciente com um patógeno transmitido pelo sangue é usado em outro paciente. A separação dos frascos usados por esses pacientes reduz as chances de serem usados em outros pacientes, evitando, assim, a possível transmissão de patógenos. Quando o paciente recebe alta, esses frascos devem ser descartados.30 Como ocorre com outros aspectos do PCI, a educ......

Ver Índice

14/05/2013

Qualidade e Segurança

Redução do risco de infecções por meio de programas de saúde ocupacional

...hospitais. Atualmente, nos Estados Unidos, existem quatro vacinas combinadas para prevenir difteria, tétano e coqueluche.21 As exigências do CDC recomendam que os PASs nos hospitais em contato direto com pacientes que não receberam a vacina para difteria, tétano e coqueluche (DTap ou Tdap) devem receber doses de Tdap e reforço se necessário.22 Embora os programas de vacinação reduzam a incidên......

Ver Índice

14/05/2013

Qualidade e Segurança

Redução do risco de infecções por meio de programas de saúde ocupacional

...do ano.27 Outros problemas com perfurocortantes, incluindo bisturi e agulha de sutura, também podem ocorrer com maior frequência que o desejado. Estudos indicam que 6 a 16% dos acidentes com materiais perfurocortantes ocorrem durante a passagem de instrumentos perfurocortantes, agulhas de sutura e outros dispositivos afiados de mão a mão, sendo a área mais comumente afetada a mão não dominante.28 ......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.