FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Caso 6" obteve 2376 resultados.

Página:  de 238

27/01/2015

Casos Clínicos

Caso Clínico – Qual o diagnóstico hematológico deste caso?

... fatores de coagulação e as plaquetas são consumidas, mas a produção é capaz de compensar este consumo, e o fígado é capaz de limpar os produtos da degradação da fibrina. Os tempos de coagulação podem ser normais, e a trombocitopenia pode ser leve ou ausente. Tromboses geralmente predominam sobre sangramentos em termos de quadro clínico, embora muitos pacientes sejam assintomáticos com provas apen......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

...us RNA, gênero Rubivirus, família Togaviridae. Reservatório O homem. Modo de Transmissão Direto, pelo contato com secreções nasofaríngeas de pessoas infectadas. Período de Incubação De 14 a 21 dias, com duração média de 17 dias, podendo variar de 12 a 23 dias. Período de Transmissibilidade De 5 a 7 dias antes do início do exantema é de 5 a 7 dias após. Diagnóstico Clínico,......

Ver Índice

01/03/2011

Guias Livres do Ministério da Saúde

Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita

... IgM – Não se pode afirmar que não houve infecção; realizar IgG IgG + Confirmar o caso IgG – Descartar o caso Quadro 28. Gestante assintomática contato de Rubéola Coleta da amostra Resultado Classificação do caso Até 28 dias IgM + Acompanhar – recém-nascido (RN) suspeito de SRC IgM – Realizar pesquisa de IgG IgG + Gestante não s......

Ver Índice

12/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Sarampo

...com o paciente. Na infecção primária, os anticorpos IgM e IgG anti-sarampo podem ser detectados no sangue nos primeiros dias após o início do exantema. O IgM pode permanecer elevado por 4 a 6 semanas após o aparecimento do exantema, enquanto o IgG pode ser detectado por toda a vida, após a infecção. Para a detecção desses anticorpos, nos indivíduos vacinados ou que tiveram a doença, utiliza-se a ......

Ver Índice

08/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Raiva

...IFD) em impressão de córnea, raspado de mucosa lingual (swab) ou tecido bulbar de folículos pilosos, obtidos por biópsia de pele da região cervical (procedimento que deve ser feito por profissional habilitado mediante o uso de equipamento de proteção individual/EPI). A sensibilidade dessas provas é limitada e, quando negativas, não se pode excluir a possibilidade de infecção. A realização da autó......

Ver Índice

07/08/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Leishmaniose Visceral

... de pacientes com suspeita de leishmaniose visceral, não tem valor prático no diagnóstico da doença devido ao seu tempo de positividade (1 a 3 meses). Novos métodos de diagnóstico – o método do PCR (amplificação do DNA do parasito) constitui uma nova perspectiva para o diagnóstico da leishmaniose visceral, pois apresenta 94% de sensibilidade. Entretanto, seus resultados dependem de algumas variáv......

Ver Índice

03/07/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Hanseníase

...ão da rifampicina, dapsona e clofazimina, acondicionadas numa cartela, no seguinte esquema: • medicação: rifampicina: uma dose mensal de 600 mg (2 cápsulas de 300 mg) com administração supervisionada; dapsona: uma dose mensal de 100 mg supervisionada e uma dose diária autoadministrada; clofazimina: uma dose mensal de 300 mg (3 cápsulas de 100 mg) com administração supervisionada e uma ......

Ver Índice

11/05/2009

Revisões

Influenza A (H1N1) - Protocolo de Procedimentos  (Livre)

...s refeições e antes de tocar os olhos, boca e nariz; · Evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies; · Proteger com lenços (preferencialmente descartáveis a cada uso) a boca e nariz ao tossir ou espirrar, para evitar disseminação de aerossóis; · Evitar entrar em contato com outras pessoas suscetíveis. Caso não seja possível, usar máscaras cirúrgicas; · ......

Ver Índice

28/06/2009

Revisões

Influenza A (H1N1) - Protocolo de Procedimentos - versão 5

...estar disponível em vários tamanhos. O capote ou avental sujo deve ser removido na antecâmara ou imediatamente antes da saída do quarto/unidade de isolamento, tão logo quanto possível, devendo ser descartado em local apropriado. Após a remoção do capote deve-se proceder a higienização das mãos para evitar transferência do vírus A/H1N1 para outros pacientes. 3. Higienização das mãos • As......

Ver Índice

03/07/2009

Guias Livres do Ministério da Saúde

Difteria

...na leva ao aumento da absorção de toxina. • O material deve ser semeado imediatamente no meio de transporte. Atenção • Os swabs não devem permanecer dentro dos respectivos tubos. 2. Transporte em Meio PAI Coletar das duas narinas e semear no meio PAI, no tubo indicado. Exemplo: Coletar da garganta e semear no meio PAI, no tubo indicado. Exemplo: 3. Identificaçã......

Ver Índice

Página:  de 238

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal

×

Em função da pandemia do Coronavírus informamos que não estaremos prestando atendimento telefônico temporariamente. Permanecemos com suporte aos nossos inscritos através do e-mail info@medicinanet.com.br.