FECHAR
Feed

Já é assinante?

Entrar
Filtrar

Veja também o resultado via

Exibir resultados de:

Filtrar por:

Resultados de Busca

Sua busca por "Cetorolaco" obteve 19 resultados.

Página:  de 2

02/12/2014

Remédios

Cetorolaco (Oftálmico)

...r; G cetorolaco trometamol Solução oftálmica 0,45% (sem conservante): Acular CMC O que é anti-inflamatório oftálmico; antipruriginoso oftálmico [quimicamente relacionado à indometacina; anti-inflamatório oftálmico não esteroide]. Para que serve colírio: conjuntivite alérgica (para alívio da coceira ocular devida à conjuntivite alérgica sazonal). solução oftálmica a 0,5% (flaconetes......

Ver Índice

02/04/2019

Remédios

Cetorolaco (Injetável)

...m insuficiência renal moderada a grave) Cuidados especiais Risco na gravidez: Classes C; D (no terceiro trimestre) amamentação não amamentar. Não usar o produto no terceiro trimestre de gravidez; úlcera péptica; insuficiência renal (moderada ou grave); alergia a anti-inflamatório ou ao ácido acetilsalicílico; sangramento cerebrovascular; trabalho de parto; cirurgia ou condição co......

Ver Índice

27/12/2009

SEÇÃO A – MEDICAMENTOS USADOS EM MANIFESTAÇÕES GERAIS DE DOENÇAS

Dipirona Sódica

...licose-6-fosfato desidrogenase, infecção pré-existente, porfiria, insuficiências hepática (ver apêndice C) e renal (ver apêndice D). • Dipirona sódica deve ser administrada pelo período mais curto possível. • Gravidez (ver apêndice A). ESQUEMAS DE ADMINISTRAÇÃO5,9,70 Adultos Dor de Leve a Moderada e Febre • De 0,5 a 1 g, por via oral, a cada 4 a 6 horas. Dose máxima diária:......

Ver Índice

27/12/2009

SEÇÃO A – MEDICAMENTOS USADOS EM MANIFESTAÇÕES GERAIS DE DOENÇAS

Ibuprofeno

...Leve a Moderada, Febre, Doenças Inflamatórias Musculoesqueléticas • De 1 a 3 meses: 5 mg/kg, por via oral, 3 a 4 vezes ao dia. • De 3 a 6 meses: 50 mg, por via oral, 3 vezes ao dia; em condições graves, até 30 mg/kg/dia, divididos em 3 a 4 doses. • De 6 meses a 1 ano: 50 mg, por via oral, 3 vezes ao dia. • De 1 a 4 anos: 100 mg, por via oral, 3 vezes ao dia. • De 4 a ......

Ver Índice

04/01/2010

Formulário Terapêutico Nacional 2010: Rename 2010

Cloridrato de Prometazina

.... INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS5,6 • Potencialização dos efeitos sedativos: opióides, fenotiazinas, barbitúricos, álcool, antidepressivos, anticonvulsivantes e outros depressores do sistema nervoso central. • Alterações eletrocardiográficas com: fluoroquinolonas, isradipino, octreotida, pentamidina. • Tramadol aumenta o risco de convulsões. • Em uso simultâneo com lítio, po......

Ver Índice

08/05/2015

Revisões Internacionais

Manejo de sintomas em medicina paliativa

...cientes estão sentindo. Embora os pacientes com demência grave possam ser incapazes de se comunicar com clareza, muitos pacientes com comprometimento leve ou moderado conseguem localizar e graduar a intensidade da dor com precisão.13 Estes autorrelatos devem ser considerados válidos. No caso dos pacientes com demência mais avançada, são necessários métodos observacionais para avaliar a dor. Várias......

Ver Índice

02/07/2015

Revisões Internacionais

Tratamento de Sintoma em Medicina Paliativa

...necessidade. Sedação paliativa A sedação paliativa consiste no “uso monitorado de medicações para aliviar sintomas refratários e insuportáveis por meio da indução de vários graus de inconsciência, mas não a morte”.109 É considerada quando, apesar da avaliação e tratamento especializados multidisciplinares, um paciente que se aproxima da morte continua apresentando sofrimento físico, psico......

Ver Índice

22/08/2012

Revisões Internacionais

Cefaleia – Randolph W. Evans

...usados em menos de 24 horas após a administração de DHE, e vice-versa. A ergotamina também pode ser efetiva. O uso tópico de lidocaína a 4%, sob a forma de gotas administradas por via nasal, pode apresentar eficácia modesta. Os tratamentos de transição são medicações que podem induzir a rápida supressão dos ataques antes que a medicação preventiva produza algum efeito. Os tratamentos transiciona......

Ver Índice

15/10/2018

Revisões Internacionais

Cefaleia e Dor Facial

...heumatica and giant cell arteritis: past, present and future. Rheumatology (Oxford) 2014;53 Suppl 2:i1. 90. Feinmann C, Peatfield R. Orofacial neuralgia. Diagnosis and treatment guidelines. Drugs 1993;46:263–8. 91. Spina E, Perugi G. Antiepileptic drugs: indications other than epilepsy. Epileptic Disord 2004;6:57–75. 92. Bryson HM, Wilde MI. Amitriptyline. A revie......

Ver Índice

23/10/2012

Revisões Internacionais

Hemoglobinopatias e anemias hemolíticas – Elizabeth A. Price, Stanley L. Schrier

...d sickle disease pathophysiology. Blood 1991;77:214–37. 45. Kato GJ, McGowan V, Machado RF, et al. Lactate dehydro­genase as a biomarker of hemolysis-associated nitric oxide resistance, priapism, leg ulceration, pulmonary hyperten­sion, and death in patients with sickle cell disease. Blood 2006;107:2279–85. 46. Gladwin MT, Lancaster JR Jr, Freeman BA, Schechter AN. Nitric oxide’s r......

Ver Índice

Página:  de 2

Índice

Conecte-se

Feed

Sobre o MedicinaNET

O MedicinaNET é o maior portal médico em português. Reúne recursos indispensáveis e conteúdos de ponta contextualizados à realidade brasileira, sendo a melhor ferramenta de consulta para tomada de decisões rápidas e eficazes.

Medicinanet Informações de Medicina S/A
Av. Jerônimo de Ornelas, 670, Sala 501
Porto Alegre, RS 90.040-340
Cnpj: 11.012.848/0001-57
(51) 3093-3131
info@medicinanet.com.br


MedicinaNET - Todos os direitos reservados.

Termos de Uso do Portal